20/12/2010

Travessia da Cordilheira - Passo Cristo Redentor

A rodovia entre Mendoza (na Argentina) e Los Andes (no Chile) é a principal ligação entre os dois países e constitui um dos mais lindos trechos de estrada da América do Sul.

Ruta 7 - Cordilheira - Argentina

São cerca de 250 km de estrada serpenteando montanhas de várias cores, picos nevados, túneis, rios, lagos e despenhadeiros. As paisagens dos Andes são muito diferentes das que estamos acostumados a ver aqui no Brasil. As montanhas são muito altas e a vegetação é quase inexistente. Mesmo no verão se vê neve acumulada nos picos mais altos.

Ruta 7 - Cordilheira - 3200 metros - Argentina

O percurso maior fica no lado argentino, pela ruta 7. Cerca de 200 km. Boa parte do percurso é acompanhada pelo Rio Mendoza e pela antiga linha de trem desativa, repleta de pontes metálicas. Tem um trecho que a estrada ficou espremida entre o rio e as montanhas, então foram feitos diversos túneis encravados nas pedras.


As montanhas com tons de cores variadas são uma atração à parte.
No meio do caminho até a fronteira, num vale, fica a pequena cidade de Uspallata. Último ponto de abastecimento antes do Chile. Daí em diante as montanhas começam a ficar mais altas.

Puente Del Inca - Argentina

Mais próximo à fronteira as atrações ficam mais frequentes, na seguinte sequencia:
Centro de esqui Los Penitentes - Possui alguns hotéis e um teleférico que sobe a montanha.
Puente Del Inca - Um vilarejo turístico, onde existe uma ponte natural de pedra, incrivelmente amarela por cima de um rio e um hotel de águas termais que foi abandonado após uma avalanche e hoje é somente um ponto turístico muito diferenciado.

Parque Aconcágua - Argentina

Parque do Aconcagua - Onde se tem a vista e está a maior montanha das Américas, o Cerro Aconcagua , com seus 6.962 metros de altitude. Dá para entrar até o ponto de apoio de carro e depois fazer uma trilha até o Lago Horcones, a 2850 metros. As paisagens são um espetáculo.

Túnel do Passo Cristo Redentor - Chile

Túnel internacional Cristo Redentor - É o ponto mais alto do caminho, com 3200 metros de altitude. A divisa da Argentina com o Chile fica no meio do túnel que tem quase 4 km. Ai saída dele já é em território chileno, pela ruta 60.

Laguna Del Inca - Chile

Logo após a Aduana fica o Centro de Esqui Portillo, onde tem um hotel luxuoso, diversos teleféricos e a Laguna del Inca, um enorme lago encravado entre as montanhas nevadas.
No lado chileno a descida é mais curta e bem mais íngreme, e as montanhas são mais rochosas, num tom mais escuro.

Los caracoles - Chile

A próxima atração é um dos pontos altos do percurso. “Los Caracoles”, onde a rodovia desce 700 metros de altura, meio que de repente, em curvas muito fechadas em ziguezague, sem nada de muros de proteção, e sem tem uma visão lá de baixo. Daí em diante, a descida continua ao lado do Rio Aconcágua, que desce com uma forte correnteza, montanha abaixo, até chegar à cidade de Los Andes.

Leia o relato completo da viagem – Chile e Argentina de camioneta – viagem de 8000 km percorridas em 15 dias. Nesta postagem encontrará informações e dados importantes. Esta viagem foi realizada em dezembro de 2008. Se quiser se aventura no inverno, verá muita neve, mas correrá o risco de ficar preso por dias por causa dela.

3 comentários:

Sheila disse...

Que boa travessia na cordilheira!
Minha lua de mel foi ali e esteve fantástica!
Também fui para Buenos Aires e aluguei um dos apartamentos mobiliados Buenos Aires e ficamos ali duas semanas.

Kitt Baker disse...

Recomendações excelente para explorar os encantos da montanha. Estância de esqui de
Portillo é a mais antiga e histórica do Chile, com boa infra-estrutura que lhe permite ser quase uma cidade separada no meio dos picos mais espetaculares da Cordilheira dos Andes, ideal para aventureiros e quem quer desfrutar de uma paisagem diferente e única.

Anônimo disse...

cara amei seu relato.vc explica td com muita clareza.sonhop um dia fazer essa viagem tb.obrigada pelas dicas.