Relato de viagem à Patagônia – Ushuaia (parte 1) – 7 dias visitando Ushuaia (cidade do fim do mundo), El Calafate com Glaciar Perito Moreno e El Chalén (capital argentina do trekking).

Essa é a primeira parte de nossa viagem à Patagônia, foi uma viagem de 7 dias pelas paisagens da Patagônia Argentina no extremo sul da América do Sul. O trajeto foi de avião Para Ushuaia e El Calafate e de ônibus para El Chaltén.

Comprei as passagens de avião e reservei as hospedagens, pesquisei as atrações turísticas, meios de transporte, tudo pela internet. As hospedagens foram reservadas nas caixas de pesquisa aqui mesmo no blog Viagens e Caminhos.

Montanhas nevadas próximas a Ushuaia, vista do avião
Montanhas nevadas próximas a Ushuaia, vista do avião

1º Dia – viagem de ida (Vacaria – Porto Alegre – Buenos Aires – Ushuaia)

Partimos de Vacaria, no Rio Grande do Sul, eu e minha esposa, às 5:30 da manhã com destino ao aeroporto Salgado Filho, em Porto Alegre – 240 km de carro. Guardamos o carro no estacionamento do aeroporto e pegamos o voo da Austral Linhas Aéreas, parceira da Aerolineas Argentinas – Porto Alegre – Buenos Aires, às 10:35 h, com chegada à Buenos Aires às 11:20 h (4:35 h de conexão).
Como já havia iniciado o horário de verão, tivemos que ajustar novamente o relógio. Saímos de Porto Alegre no horário de verão, mas em Buenos Aires o horário é normal.

Vista aérea de Ushuaia da janela do avião
Vista aérea de Ushuaia da janela do avião

Passamos pela aduana para fazer a migração e pegamos as malas na esteira. Na própria sala das esteiras há uma agência de câmbio, onde troquei R$ 100,00 para comer um lanche no aeroporto e pagar o táxi na chegada em Ushuaia a uma cotação de 3,35 (335 pesos).
Fizemos o check-in, despachamos novamente as malas, e pegamos o voo Aerolíneas – Buenos Aires – Ushuaia, às 15:55 h (3:35 horas de voo) e chegamos a Ushuaia às 19:30 h.

Ushuaia vista do Canal de Beagle
Vista da cidade de Ushuaia, a partir do Canal de Beagle

Tomamos um táxi até o hotel (63 pesos), nos acomodamos no hotel e fomos até o casino para trocar dinheiro, pois havia lido na Internet que pagavam 4 Pesos por cada Real, mas estavam pagando somente 3,50. Fui a outro casino e também pagavam 3,50, então troquei R$ 2000,00 por $ 7000,00.

Ushuaia e a tradicional placa da cidade do fim do mundo
Ushuaia e a tradicional placa da cidade do fim do mundo

2º Dia – Ushuaia (Canal de Beagle e Cerro Martial)

Excursão pelo Canal de Beagle

Após o café, no hotel, fomos ao porto nos informar sobre os passeios de barco pelo Canal de Beagle. Compramos o passeio que visita a Ilha dos Pássaros, 2 ilha com leões marinhos e Farol Les Eclaireus, além de uma caminhada em outra ilha.
Preço = 450 pesos por pessoa +15 de taxa portuária – saída as 9:30 horas da manhã, com duração de 2:30 horas. Os catamarãs vendem lanches e bebidas, possuem cabines protegidas com calefação.

Canal de Beagle - Farol Les Eclaireus
Canal de Beagle – Farol Les Eclaireus

Enquanto aguardávamos, tiramos a foto tradicional na placa do “fim do mundo”, que fica em frente ao porto.
No passeio o catamarã para bem próximo às ilhas, onde se pode observar de pertinho leões marinhos de 2 espécies diferentes e milhares de pássaros, muito parecidos com pinguins.

Ilha dos Lobos - Canal de Beagle - Ushuaia
Ilha dos Lobos, no Canal de Beagle

Subida ao Cerro Martial

À tarde tomamos um táxi em frente ao porto e subimos até a base do Cerro Martial (75 pesos). Como o teleférico não estava funcionando, subimos caminhando por uns 40 minutos até o final do percurso do teleférico. No local havia bastante neve, junto a um riacho, com as montanhas ao fundo, formando um belo cenário onde tiramos muitas fotos.
Para descer, tomamos um táxi novamente, sempre há um que sobe levando alguém e fica aguardando quem vai descer.

Cerro Martial - Ushuaia
Cerro Martial – Ushuaia

O resto da tarde tiramos para conhecer bem a Avenida San Martin, onde se encontra a maior parte do comércio e restaurantes de Ushuaia.
Os dias são longos no sul das Américas, amanhece as 6:00 h e anoitece as 21:00 nesta época, no verão dizem que anoitece as 23:00 h.

Quanto a culinária de Ushuaia o que mais chama a atenção, são as “Centollas”, uma espécie de caranguejos gigantes que são exibidos em aquários e servidos em alguns restaurantes, além do cordeiro na brasa, assado inteiro e as trutas.

Centolla, tradicional caranguejo gigante de Ushuaia
Centolla, tradicional caranguejo gigante de Ushuaia

3º Dia – Ushuaia (Parque Nacional Tierra Del Fuego) e viagem a El Calafate

Como tínhamos o voo marcado para as 16:00 horas para Calafate, fomos nos informar sobre as excursões ao Parque Nacional Tierra Del Fuego, para voltar no máximo até a 1:30 da tarde.

Parque Nacional Tierra Del Fuego - Ushuaia
Parque Nacional Tierra Del Fuego – Ushuaia

Excursão ao Parque Nacional Tierra Del Fuego

No centro de turismo a excursão de 4 horas com as vans custava 450 pesos + 100 pesos de entrada no parque, o que custaria 1100 pesos para 2 pessoas. Achamos muito caro e fomos nos informar com um taxista, e por incrível que pareça, saiu mais em conta.

Parque Nacional Tierra del Fuego - Ushuaia
Parque Nacional Tierra del Fuego – Ushuaia

Pagamos 800 pesos com total liberdade no passeio, sendo que ainda o taxista foi um verdadeiro guia, nos falando tudo sobre o parque, com paradas e caminhadas nos melhores locais.

Bahia Lapataia - Parque Nacional Tierra Del Fuego
Bahia Lapataia – Parque Nacional Tierra Del Fuego

O parque nacional apresenta paisagens muito bonitas, lagos, trilhas, fauna e flora típica, áreas de acampamento e lanchonetes. No local encontramos um casal de brasileiros de Maringá que estavam viajando de carro e até o final da viagem iriam rodar cerca de 11000 quilômetros.

Ensenada - Parque Nacional Tierra Del Fuego (montanhas chilenas ao fundo)
Ensenada – Parque Nacional Tierra Del Fuego (montanhas chilenas ao fundo)

Viagem para El Calafate

Voltamos por volta das 13:30 h, almoçamos, arrumamos as malas e pegamos um táxi até o aeroporto. O aeroporto de Ushuaia chamou a atenção por dois fatos curiosos: Sua estrutura que é toda de madeira e quando a gente faz o check-in, nos mandam até o corredor onde temos que pagar uma taxa de 15 pesos por pessoa porque o aeroporto é privado. Pegamos o voo da Aerolineas, às 16:30 h para El Calafate.

Para saber mais sobre Ushuaia, visite o post – o que fazer em Ushuaia, pontos turísticos e passeios na cidade do fim do mundo.
Para não ficar um post muito longo, dividimos o relato em três partes, continue lendo em:
Viagem à Patagônia – El Calafate (parte 2)
Viagem à Patagônia – El Chaltén (parte 3)

COMPARTILHAR
Jair Prandi
Editor, fotógrafo e videomaker, do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog de viagens para compartilhar suas experiências.

5 COMENTÁRIOS

  1. Jair, lembras de que dia até que dia de outubro estiveste lá? Pergunto porque estou pensando em ir com meu marido do dia 14/10 ao dia 22/10 e ele está preocupado com o frio porque duas das excursões que queremos fazer são de dia inteiro, com muitas horas na intempérie: Torres de Paine e Chalten. Vocês dormiram em Chalten? Que hotel recomendas em El Calafate? Desde já, muito obrigada! Tagiane Luiza Trojahn

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here