13/05/2015

Viagem ao exterior, usar cartão ou trocar dinheiro

Uma das maiores dúvidas de quem vai viajar para o exterior é que tipo de moeda ou meio de pagamento usar. Eu mesmo me deparo com esta situação quando viajo para fora do Brasil.
Existem os prós e contras de cada opção, vamos destacar as vantagens e desvantagens de cada uma:

Viagem ao exterior, usar cartão ou trocar dinheiro

Câmbio de moedas 

É certamente a maneira mais prática de fazer seus pagamentos com a moeda local do país, pois será aceita em qualquer tipo de estabelecimento.
O Euro é aceito em praticamente toda a Europa, já o Dólar Americano, além dos Estados Unidos, é claro, é aceito em quase todo o mundo, porém, grande parte do comércio aceita somente a moeda local, principalmente os mais simples.

E onde trocar o dinheiro?
As casas de câmbio estão instaladas principalmente em shoppings e aeroportos. Na compra de dinheiro estrangeiro em espécie no Brasil é cobrada uma taxa de 0,38% de IOF.

Outra opção é comprar diretamente na chegada ao país de origem.
Uma boa opção é a Global Exchange, presente nos principais aeroportos internacionais, agora também no Brasil.

Global Exchange câmbio de moedas

Vantagens do dinheiro em espécie

  • IOF de 0,38% 
  • Pagamento mais simples, com dinheiro 


Desvantagens do dinheiro em espécie

  • Falta de segurança (furtos e assaltos) 
  • Câmbio ruim (cotação desvantajosa) 
  • Sobras de dinheiro no fim da viagem 


Dicas 

  • A Receita Federal restringe um limite de R$ 10 mil que podem ser levados sem declaração. 
  • Cheque se há alguma restrição por parte do país que será visitado 
  • Tenha cuidado onde deixa e onde carrega o dinheiro, não deixe tudo em um único lugar.
  • Ligue para a operadora de câmbio no Brasil e no país de destino é se informe das cotações para ver se é vantagem trocar o dinheiro aqui ou lá.



Cartão de crédito internacional

Cartão de crédito internacional

É uma das maneiras mais seguras, pois você não precisa andar com bastante dinheiro, apenas uns trocados para pequenas compras, porém existe o lado negativo que é a taxa de IOF (Imposto sobre Operações Financeiras), que para compras internacionais é de 6,38% sobre o valor.

Confira abaixo as taxas de IOF para uso no exterior: 

  • Compras ou saques com cartão de crédito: 6,38% de IOF 
  • Compras ou saques cartão de débito em conta: 6,38% de IOF 
  • Carregamento de cartão de viagens pré-pagos: 6,38% de IOF 
  • Compras de cheques de viagem: 6,38% de IOF 
  • Compra de dinheiro estrangeiro em espécie no Brasil: 0,38% de IOF


Euro, Dólar, Sol Peruano

Dicas Gerais


  • Trocar o dinheiro no Brasil passou a ser a forma mais simples e barata para levar em sua viagem no exterior, pela diferença de 6% de IOF em relação ao uso do cartão internacional, porém é bom ficar de olho na variação cambial e aproveitar um momento de baixa para comprar a moeda desejada. 
  • Uma dica importante é sempre ter mais de uma opção de pagamento, mesmo se for usar somente dinheiro em espécie, leve seu cartão internacional. 
  • Sempre pesquise relatos de viajantes na internet, sobre o destino de sua viagem, pois em certos casos, existem outras opções. Em uma viagem que fiz à Patagônia, a melhor opção foi trocar o dinheiro em Ushuaia e El Calafate, já que o câmbio nestas cidade estava bem mais favorável. 
  • Leia o relato desta Viagem à Patagônia.    
  • Não há uma regra geral que prove que prove que é melhor usar cartão, trocar dinheiro no Brasil ou trocar no país de destino seja melhor. O ideal é pesquisar, avaliar e tomar suas próprias conclusões.


Um comentário:

Filhos da Rua disse...

Dicas vailiosas! Já houve tempos onde o travelmoney e cartões de débito eram uma grande vantagem. Agora é 6% em tudo! Só comprando em espécie mesmo.

Gostamos muito do carater informativo do post! =D

Nós somos um jovem canal de viagens no youtube. Adoraríamos ver o seu feedback por lá. Queremos saber a opinião da comunidade viajante sobre como estamos nos saindo até então. Desde já agradeço a sua colaboração! Boas viagens!