Manaus é a porta de entrada para quem quer se aventurar pela maior floresta tropical do mundo.
A capital do Amazonas é uma metrópole de 2 milhões de habitantes, localizada na confluência dos rios Negro e Solimões, em meio à floresta amazônica.

Manaus atrai turistas do mundo inteiro, por seu potencial natural ao ecoturismo, por seus animais, cultura indígena, seus rios imensos que funcionam como artérias para o transporte da região, pelos igarapés, e arquipélagos fluviais.

Encontro das Águas, em Manaus
Encontro das Águas, em Manaus (Rio Negro e Solimões)

O rio que banha a cidade é o Rio Negro, que logo mais à frente se encontra com o Solimões, formando o grande rio Amazonas (maior rio do planeta), tanto em extensão como em volume de água.

Quando ir a Manaus e Amazônia

Conforme a data da viagem à Amazônia, você pode ter duas experiências completamente distintas.
As duas estações (seca e chuvosa) mudam completamente a paisagem de Manaus e da região.
Para quem puder, é recomendável visitar Manaus nas duas épocas, vivenciando assim a impressionante mudança no nível dos rios que chega a variar 15 metros entre cheia e seca.

Imagem aérea de Manaus
Imagem aérea de Manaus

As temperaturas altas se apresentam o ano inteiro, com temperatura média anual de 27ºC, mas com umidade e tempo abafado, a sensação térmica aumenta, principalmente no mês de setembro, quando a temperatura costuma passar dos 40ºC.
Durante a estação seca, chamada de inverno (junho a novembro), a precipitação de chuva é menor, quando baixa o nível dos rios formando as praias fluviais.
Já na estação chuvosa, chamada de verão (dezembro a maio), quando o nível dos rios se eleva, formando os igapós ou igarapés.

Igarapé do Rio Negro, época das cheias
Igarapé do Rio Negro, época das cheias

Como Chegar a Manaus

A metrópole está no meio da maior floresta do planeta, com muito poucas rodovias pavimentadas ao seu redor, sendo que o único acesso pavimentado a outro estado é a BR-174 que leva a Roraima.
A opção para chegar à cidade é pelo Aeroporto Internacional de Manaus que recebe vários voos diários nacionais e alguns internacionais. O Aeroporto de Manaus fica a 15 km do centro, sendo que uma corrida de táxi custa cerca de R$ 60.

Transporte fluvial em Manaus
Transporte fluvial em Manaus

O transporte fluvial é uma alternativa para os mais aventureiros e para quem tem mais tempo. Vindo de Belém são 4 ou 5 dias de viagem, subindo o Rio Amazonas.

Onde ficar em Manaus

As opções de hospedagem na cidade são muito variadas, dos hotéis simples no centro aos mais sofisticados em bairros nobres, como nos bairros hotéis em plena selva e até hospedagem em navio de cruzeiro.

Ariau Tower Amazon
Ariau Tower Amazon

Ariau Tower Amazon

Os hotéis e pousadas se concentram em 4 bairros da cidade: Centro, Adrianópolis, Ponta Negra e o Distrito Industrial, cada um com características diferentes:

Centro

É onde estão os hotéis mais baratos e os mais perto dos principais pontos turísticos da cidade, porém numa área mais popular.
Opção no centro: Go Inn Manaus

Adrianópolis

É um bairro nobre localizado a 5 km do Centro, com bons hotéis, diversos restaurantes, bares e shoppings.
Opção – Adrianápolis All suites

Ponta Negra

É um bairro moderno, com ótimos hotéis onde está a praia do Rio Negro, boa estrutura, calçadão, praça, e um belo visual, porém é meio distante do centro.
Uma boa opção é o Tropical Manaus Ecoresort

Tropical Manaus Ecoresort
Tropical Manaus Ecoresort

Distrito Industrial

Localizado próximo da Zona Franca, distante do centro, é ideal para quem viaja a trabalho.

Hotéis na floresta

Existem muitos hotéis de alto padrão localizados à beira dos rios ou igarapés, no meio da floresta, ótima opção para interagir com a natureza da selva Amazônica.
Uma ótima boa alternativa é o Amazon Ecopark Lodge

Cruzeiro pelo Rio Negro e Solimões

Cruzeiro Iberostar Grand Amazon
Cruzeiro Iberostar Grand Amazon

Uma ótima opção é passar seus dias hospedado no Iberostar Gran Amazon, navio que faz cruzeiros com duração de 3 a 7 dias com tudo incluído, inclusive vários passeios, como visita a aldeia indígena, pesca de piranhas, focagem de jacaré, nado com botos, entre outros…
Confira a lista completa de hotéis e pousadas em Manaus

Banho com botos, durante a excursão de barco pelo Rio Negro
Banho com botos, durante a excursão de barco pelo Rio Negro

Dicas de viagem à Manaus

  • É uma cidade tranquila em questões de segurança, comparada com outras capitais. Não tenha medo de se misturar ao povo e andar nas ruas, apenas mantenha o cuidado habitual ao visitar uma cidade desconhecida.
  • Manaus está uma hora atrasada em relação ao fuso horário de Brasília, portanto, ao chegar mude a hora no seu relógio para não perder passeios e voos.
  • Conhecer a cidade durante a cheia é completamente diferente de conhecê-la na seca. O nível dos rios muda totalmente a paisagem e os passeios. A mata inundada só pode ser vista durante a cheia e as praias, durante a seca.
  • Faz muito calor na região o ano todo, por isso leve muitas roupas leves, protetor solar e óculos de sol. Beba bastante água e se for visitar as matas leve repelente.
  • A cidade é mal sinalizada, procure sempre ter um mapa consigo para facilitar a localização.
  • Aproveite para comer bastante peixe (como o Pirarucu) e frutas da região (como e Cupuaçu). Os sabores do Amazonas são uma atração à parte.
Excursão de barco pelo Rio Negro
Excursão de barco pelo Rio Negro

O que fazer em Manaus

Preparamos mais alguns artigos para mostrar os pontos turísticos e opções de passeio em Manaus e nos arredores, confira:
Pontos turísticos de Manaus
Excursões ao redor de Manaus
Relato de viagem á Amazônia – parte 1 – Rio Negro e Presidente Figueiredo
Relato de viagem à Amazônia – parte 2 – De Manaus a Santarém
Excursão de barco pelo Rio Negro

 

COMPARTILHAR
Jair Prandi
Editor, fotógrafo e videomaker, do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog de viagens para compartilhar suas experiências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here