O Cânion Itaimbezinho é o mais famoso de Cambará do Sul e o que chama mais a atenção. Suas paredes medem 5,8 km de extensão, 720 metros de profundidade e 600 metros de largura.

O Itaimbezinho faz parte do Parque Nacional dos Aparados da Serra, localizado a 18 km do centro de Cambará do Sul, por estrada de terra, no sentido litoral, para Praia Grande. Anteriormente era cobrada a entrada do parque, porém, na última visita que fizemos em março de 2018 para fotografar com drone, descobrimos que não é mais cobrada a entrada.

Foto aérea do Cânion Itaimbezinho
Imagem aérea da trilha do Cotovelo

As Trilhas do Cânion Itaimbezinho

No Itaimbezinho podem ser feitas três trilhas: duas na parte alta, onde fica a sede do Parque, em Cambará do Sul, e uma na parte de baixo, no interior do cânion, com entrada pelo município de Praia Grande (SC).

Foto aérea Cânion Itaimbezinho
Aérea do início da fenda do Cânion Itaimbezinho

Na parte alta, duas trilhas permitem contemplar os principais atrativos do Canyon Itaimbezinho e do Parque Nacional de Aparados da Serra: a Trilha do Vértice e a Trilha do Cotovelo. Já na parte de baixo a Trilha do Rio do Boi aguarda os turistas mais aventureiros para uma caminhada longa pelo interior do cânion que exige mais esforço físico.

Trilha do Cotovelo

Trilha do Cotovelo - Itaimbezinho
Início da trilha do Cotovelo

A trilha do Cotovelo possui 6,3 km de extensão (ida e volta) em um trajeto completamente plano, com caminhada que leva em média 2:30 h.

Cânion ItaimbezinhoPessoas de todas as idades podem fazer esta trilha, que tem início na sede do parque, a maior parte do trajeto é feita por uma antiga estrada do parque, o restante do caminho é feito pela borda do cânion.

Mirante Cânion Itaimbezinho
Primeiro mirante da trilha do Cotovelo (imagem de nosso drone)

Chegando ao primeiro mirante é possível ver a imagem clássica dos paredões do Itaimbezinho, depois a trilha segue acompanhando o cânion onde se tem vistas de outros ângulos, com destaque para o Cotovelo, que dá o nome à trilha.

Cânion Itaimbezinho - Trilha do Cotovelo
Mirante do Cotovelo do cânion

Trilha do Vértice

Também tem início na sede do parque, em um trajeto mais curto, com 1,4 km de extensão. Leva-se em média 45 minutos de caminhada (ida e volta) e o nível é fácil, podendo ser feita por pessoas de todas as idades.

Cachoeira das Andorinhas - Cânion Itaimbezinho
Vista da Cachoeira das Andorinhas, na trilha do Vértice

Em seu percurso há mirantes onde é possível ver a Cascata das Andorinhas, queda de aproximadamente 200 metros, com suas águas formadas pelo Arroio Perdizes que depois se torna o Rio do Boi, que corta o restante do cânion.

Vista aérea Cachoeira das Andorinhas - Itaimbezinho
Vista completa da Cachoeira das Andorinhas pelo drone

No segundo mirante é possível ver a Cascata Véu da Noiva, com uma queda com cerca de 300 metros. Suas águas são formadas pelo Arroio Preá, que ajuda na formação do Rio do Boi, rio que corre na parte de baixo do cânion. No terceiro mirante é possível ver as duas cascatas e o início do Cânion Itaimbezinho, que é em forma de vértice e dá origem ao nome da trilha.

Trilha do Rio do Boi

Trilha do Rio do Boi - Cânion ItaimbezinhoÉ a mais longa e também a mais difícil do Parque Nacional de Aparados da Serra. O acesso é por Praia Grande (SC) e só é possível fazê-la com o acompanhamento de um guia ou condutor credenciado no Parque.

A caminhada é feita na parte de baixo do Cânion Itaimbezinho, no seu interior. São 14 km de trilha (ida e volta) passando várias vezes por dentro do rio e entre muitas pedras. A caminhada dura de 5 a 7 horas. No verão o passeio possibilita banhos em cachoeiras em piscinas naturais.

Saiba mais detalhes sobre a Trilha do Rio do Boi

Dicas sobre o Cânion Itaimbezinho

Cânion Itaimbezinho por drone
Início do cânion e trilha do Cotovelo em meio à mata de Araucárias
  • As trilhas do Vértice e do Cotovelo podem ser feitas em meio dia, já a do Rio do Boi, precisa de 1 dia inteiro.
  • Faça o passeio pela manhã, quando a incidência de nevoeiro é menor.
  • Leve também uma pequena mochila com lanche, água mineral, boné, protetor solar, repelente e capa de chuva.

Onde comer no Parque Nacional dos Aparados da Serra

Anteriormente havia uma lanchonete no centro de visitantes, agora não há mais, porém existe uma opção incomum dentro do parque, uma antiga casa de 1945 onde os moradores montaram uma lanchonete e também vendem artesanato. A casa fica a 500 metros do final da trilha do vértice, basta seguir as placas.

Onde comer no ItaimbezinhoOutra opção mais próxima é o Café Casarão localizado no meio do caminho entre o cânion e a cidade.

Mais Viagens e Caminhos na região das cânions
Cambará do Sul – pontos turísticos
Trilhas do Cânion Fortaleza
Trilha do Cânion Índios Coroados
Cânion Monte Negro – São José dos Ausentes

Para informações mais detalhadas e atuais, acesse o site oficial do Parque Nacional dos Aparados da Serra

Resolva sua viagem aqui no Viagens e Caminhos | Faça sua pesquisa!!

7 COMENTÁRIOS

  1. A Trilha do Rio do Boi é experiência única… mais que andar na pela trilha estar lá se traduz em um momento de conexão com o que de melhor a natureza propocia aos caminhantes: a consciência de ser parte do todo.

  2. Nossa que viagem incrível ne? Já estou louca para para viajar de novo. Adoro conhecer outros blogs pois assim conheço diversos destinos maravilhosos que só nos blogs de viagens tem. Adorei

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here