Relato de viagem à Patagônia – El Chaltén (parte 3) – 7 dias visitando Ushuaia (cidade do fim do mundo), El Calafate com Glaciar Perito Moreno e El Chalén (capital argentina do trekking).

Este é o terceiro artigo do relato de nossa Viagem à Patagônia, se ainda não leu os anteriores, acesse os links abaixo:
Parte 1 – Ushuaia
Parte 2 – El Calafate e Glaciar Perito Moreno

El Chaltén - Capital do trekking na Argentina
Trilha da montanha Fitz Roy

5º dia – Viagem a El Chaltén (Trilha Laguna Capri)

Viagem a El Chaltén

Separamos algumas roupas e deixamos a mala maior na em Calafate, pois na volta já estava reservada a mesma pousada.
Pegamos o ônibus as 8:00 de Calafate para Chaltén, onde chegamos pouco depois das 11:00 h.

El Chaltén é a capital Argentina do trekking e recebe turistas e aventureiros do mundo todo que chegam para percorrer suas trilhas entre as montanhas com paisagens fantásticas.

Vista das montanhas de El Chaltén a partir da estrada de acesso
Vista das montanhas de El Chaltén a partir da estrada de acesso

Na entrada de El Chaltén o ônibus para obrigatoriamente no centro de visitantes, onde um guia explica sobre o que se pode fazer no Parque Nacional Los Glaciares, a duração e dificuldade de cada trilha, além de fornecer um folheto com um mapa.

vista da cidade de El Chaltén
Vista da cidade de El Chaltén

Deixamos nossas coisas no hotel, almoçamos e seguimos pela trilha da Laguna Capri e Mirador do Monte Fitz Roy. O Fitz Roy é a montanha mais alta da região, com 3375 m de altitude.

Trilha Laguna Capri

Essa trilha é cansativa no começo, pois há uma longa subida, mesclando áreas abertas e outras de floresta, mas depois fica mais plana e tranquila.

Levamos cerca de 4 horas para fazer o percurso. Há uma bifurcação onde um caminho segue para Laguna Capri e outro para quem segue para o Mirante do Fitz Roy, além de uma ligação entre os dois.

Laguna Capri - El Chaltén
Laguna Capri e Fitz Roy ao fundo

O ideal é seguir até a Laguna Capri, voltando pelo mirante. Se tiver mais tempo e disposição dá para seguir até a Laguna Los Três, mas daí são cerca de 9 horas ida e volta.

Mirante do Fitz Roy - El Chaltén
Mirante do Fitz Roy – El Chaltén

Voltamos para cidade à tardinha, cansados, tomamos um banho, descansamos e fomos tomar um café em uma padaria. Não deixe de ir às padarias das cidades da Patagônia e saborear as delícias que eles fazem, como os alfajores, empanadas e medialunas argentinas.

6º dia – El Chaltén (Laguna Torre) – volta a El Calafate

Após o café no hotel, passamos na padaria, comprar umas empanadas para levar, pois a caminhada do dia seria longa, para voltar só no meio da tarde.

Início da Trilha da Laguna Torre
Início da Trilha da Laguna Torre

Trilha Laguna Torre

A trilha da Laguna Torre leva ao lago em frente ao um glaciar e ao Cerro Torre, uma incrível pedra pontiaguda com 3100 m de altitude, entre as montanhas nevadas. Até o lago são cerca de 3:00 horas de caminhada só de ida, mais 45 minutos até o Mirador Maestri, próximo ao glaciar.

Cânion na Trilha da Laguna Torre
Cânion na Trilha da Laguna Torre

Saímos por volta das 8:30 da manhã, pelo caminho que intercala subidas, descidas e partes planas. A primeira parte margeia um cânion, com belas vistas do rio e da Cachoeira Margarita, depois mescla partes na floresta, com outras num vale aberto e mais no final, margeia o rio, sempre avistando as montanhas.

Laguna Torre - El Chaltén
Laguna Torre – El Chaltén

Levamos um pouco menos de 3 horas, minha esposa ficou na borda do lago e eu decidi seguir até a borda da geleira. O trecho final entre o lago e o Mirador Maestri é bastante cansativo, em um trecho de subida, entre as pedras soltas, mas o lugar é espetacular.

Mirador Maestri e Laguna Torre
Mirador Maestri e Laguna Torre

Fizemos nosso lanche, conversamos bastante com um casal da Costa Rica que já havíamos conversado no dia anterior, depois iniciamos o caminho de volta. É impressionante a quantidade de pessoas de todo canto do mundo, que fazem estas trilhas, alguns completamente sós, inclusive muitas mulheres.
Voltando à cidade por volta das 16:00 h e ficamos descansando até o horário do ônibus, as 18:00 h. Chegamos em Calafate um pouco antes das 21:00 h.

7º dia – El Calafate – volta ao Brasil

Após o café, pedimos ao recepcionista da pousada que reservasse o serviço de transfer para o aeroporto. Eles trabalham pelo número dos voos, passando 2 horas de antecedência. Como nosso voo era o meio dia, eles passaram as 10:00 h para nos pegar.

Centro de artesanato de El Calafate
Centro de artesanato de El Calafate

Fizemos a conexão em Buenos Aires e fui tentar trocar 370 pesos que havia sobrado, mas as casas de câmbio oficiais da Argentina estão proibidas de comprar moeda estrangeira.
Nosso voo para Porto Alegre atrasou meia hora. Chegamos a Porto Alegre por volta das 20:00 h, paguei o ticket do estacionamento e fui ao câmbio para trocar os pesos, mas queriam dar só 11 centavos por peso, um absurdo. De raiva acabei nem trocando e estou com os pesos até hoje. Chegamos à Vacaria, a meia noite, cansados, mas felizes por termos feito uma ótima viagem, todos os dias com tempo bom.

Saiba mais sobre El Chaltén. Lista de pontos turísticos, trilhas e excursões.
Hotéis e Pousadas em El Chaltén

COMPARTILHAR
Jair Prandi
Editor, fotógrafo, videomaker, e influenciador digital do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog de viagens para compartilhar suas experiências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here