Vai viajar com drone? Saiba um pouco mais sobre a regulamentação de cada país e algumas dicas gerais para evitar problemas.

O uso de drones por viajantes se tornou, cada vez mais, muito comum. Nós mesmos, do blog Viagens e Caminhos, utilizamos muito em nossas viagens. É um equipamento poderoso para capturar imagens muito amplas, em ângulos, antes inimagináveis.

Mas atenção! Não é só chegar no lugar e decolar o drone, principalmente em outros países. É fundamental conhecer a legislação do país que vai viajar, sendo que em certos casos, é melhor não levar. Você pode ter seu drone apreendido ainda no aeroporto.

Viajar com drone
decolando o drone para fazer imagens de cachoeiras, no Rio Grande do Sul

Viajar com Drone para outros países

Cada país tem sua própria regulamentação. Alguns proíbem a entrada no país com o equipamento, como Egito e Cuba, por exemplo. Outros exigem registros burocráticos e algumas regras para voar, como a França. Outros exigem uma autorização antes do voo, como o Panamá. Alguns não exigem nada e outros não possuem regulamentação alguma, como a Bolívia.

Filmando com Drone no Valle de Las Ánimas, na Bolívia
Utilizando o Drone no Valle de Las Ánimas, na Bolívia

Viajamos recentemente à Bolívia e como não havia regulamentação alguma, levamos. Usamos em toda a viagem e não tivemos problema algum. Também usamos no Panamá e República Dominicana, sem problemas.

Em geral, os países que permitem tem regras bem parecidas, que são as mesmas ou similares com as do Brasil. As principais regras, são:

  • Não voar a menos de 5 km de distância de aeroportos e áreas militares.
  • Não voar acima de 120 m de altura.
  • Não voar acima de aglomerações de pessoas.
  • Voar somente na distância onde o drone esteja visível a olho nu.
  • Respeitar a privacidade das pessoas (por exemplo, não filmar apartamentos, onde as pessoas possam ser vistas).

É claro que estas regras tem variações de um país para outro, mas no geral são bem parecidas.

Drone em Balneário Camboriú
Fazendo imagens dos prédios de Balneário Camboriú

Regra de uso de drone em cada país

Como falamos, alguns países tem regras bem severas para o uso irregular de drones. Quebrar estas regras pode resultar em vários problemas, como ter o drone confiscado, multas salgadas e até prisão.

Como exemplo, nosso amigo Guilherme Goss do blog Viajante Inveterado teve drone confiscado no aeroporto de Havana. Por sorte ele iria voltar pelo mesmo aeroporto e pode resgatar no voo de volta.

Já pensou se ele fosse seguir viagem por outro aeroporto. Teria que escolher entre perder o drone ou gastar muito mais para alterar sua viagem.

Mas como saber as regras do país que você pretende viajar com drone?
Essa é uma pergunta que muita gente faz e para facilitar o blogueiro Anil Polat criou um mapa Mundi com as leis de cada país.

Clicando no ícone de cada país você pode conferir as regras oficiais. O mapa registra as leis do órgão governamental apropriado de cada país e é atualizado com frequência.
Anil das normas há links para os sites e formulários de registro para pedir permissão para voar em cada país. No caso dos EUA, como as leis variam de um estado para outro, há também leis estaduais separadas.

O mapa se divide em 4 categorias codificadas por cores:
Verde – O uso de drones é geralmente permitido.
Amarelo – O uso do drone é limitado ou pode exigir registros burocráticos.
Vermelho – O uso de drones é proibido ou possui restrições rigorosas.
Cinza – Não há leis estabelecidas e aplicáveis para drones (UAV).

Outro site que possui um mapa com as leis de drone por país é o Drone Regulations. Basta clicar no país desejado que abre a página com as informações.

Drone no cânion Itaimbezinho
Decolando o Drone no cânion Itaimbezinho

Como transportar o drone no avião

A ANAC não tem regras específicas sobre o transporte de drones em aviões. Porém as companhias aéreas tem suas próprias regras, principalmente para as baterias de Lítio.
O ideal é consultar minuciosamente as regras de bagagem perigosa no site da companhia aérea que vai viajar. Confesso que até agora, viajei sem fazer isso levando meu Mavic Pro como bagagem de mão junto com 2 baterias sobressalentes.

Bateria de Lítio do Mavic Pro
3 baterias de Lítio do Mavic Pro

Mas algumas companhias estão proibindo o drone como bagagem de mão e permitindo somente no porão. E quanto às baterias se aplica ao contrário, proíbem no porão e permitem como bagagem de mão. Veja o que diz as regras da Emirates e da Tap quando à drones.

Mochila do Mavic Pro
Mochila do Mavic Pro

Como a mochila original do Mavic é bem pequena, sempre levei dentro de outra mochila maior, junto coma câmera fotográfica e Gopro. Nunca tive problemas no Raio X, mas sempre há riscos, e cada vez mais, fico em dúvida se levo ou não na viagem. Já tive também um Phanton que era bem maior e quase sua mochila quase não se enquadrava como bagagem de mão.

Drone em frente a catedral de Vacaria
Decolando o Phanton (meu antigo drone) em frente a catedral de Vacaria

As regras para baterias de Lítio são meio confusas e depende do Wh (capacidade de watt-hora), que no caso do Mavic é de 44Wh. Lendo as regras da Latam, por exemplo, presumi que é permitido levar tanto drone (não cita especificamente), como as baterias na bagagem de mão.

As restrições sobre baterias de lítio se dão porque elas correm o risco de entrarem em combustão espontaneamente e pegar fogo. Existe para vender no mercado saquinhos com material isolante corta fogo para baterias, chamado de Lipo Guard. Comprei um no Mercado Livre para levar as 2 baterias reservas.

Lipo Guard

Carregue sempre a ota de seu drone junto para evitar qualquer problema com a alfândega na volta ao Brasil.

Vai viajar com seu drone – Chegue cedo no aeroporto

Uma dica simples se vai viajar com seu drone é chegar cedo no aeroporto. Desta forma se você tiver qualquer problema e não puder embarcar com ele terá tempo para um plano B.
Se tiver seu carro no estacionamento poderá levar até ele, deixar em um guarda volume até sua volta ou algo desta forma.

Voando seu drone em outro país

Depois que você passou pelos aeroportos, leu as regras sobre o uso de drone em outro país, tome todos os cuidados ao decolar seu drone.
Procure evitar qualquer tipo de complicação e voe somente em áreas seguras. Procure evitar grandes cidades, onde está sempre com movimento de pessoas e policiais. Em cidades grandes também é comum haver perda de sinal de GPS pela quantidade enorme de antenas e interferência de sinal de todas as formas.

Estas foram algumas dicas gerais para viajar com seu drone para outros países. Em breve iremos escrever um artigo com inúmeras dicas de como voar seu drone com segurança e evitar problemas.

Já passou por algum perrengue com seu drone em aeroportos ou outros países. Por favor deixe seu comentário abaixo!


Reserve aqui no Viagens e Caminhos! Temos as melhores opções para organizar sua viagem! Nossos parceiros são os melhores do mercado!

HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com, maior site de reservas de hospedagem do mundo e o que tem os melhores preços! São milhares de hotéis, pousadas, resort e hostel em todo o mundo! Reserve antecipado e cancele quando quiser. Escolha e faça sua reserva!
SEGURO VIAGEM - Vai para o exterior! Faça Seguro Viagem! É obrigatório na Europa e muito recomendado para qualquer viagem ao exterior. Uma simples internação nos Estados Unidos tem um custo diário de 2.000 Dólares e um seguro viagem é bem barato! Faça uma cotação!
ALUGUEL DE CARRO – Somos parceiros da RentalCars, maior comparador de aluguéis de carro do mundo, e que garante também o melhor preço! Reserve em nosso site e pague em Reais, sem IOF, e com total segurança. Faça sua cotação online!
Jair Prandi
Editor, fotógrafo, videomaker, e influenciador digital do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog de viagens para compartilhar suas experiências.

6 COMENTÁRIOS

  1. Olá Jair, acabo de ler seu blog e ótimas dicas acerca de como viajar com drones. Tb tenho um Mavic Pro e será a primeira viagem (internacional) com ele. Verifica-se a cada dia, novas e mais restritas regras ao equipamento. Na verdade, teria uma dúvida pontual. Estarei fazendo conexão em Paris/França de onde parto para o destino final, Grecia via AirFrance. Quanto a cia aérea as dúvidas já foram tiradas, incluindo impressão das normas e regras para transporte em bagagem de mão, ficando apenas a exatidão de baterias portáveis. O Mavic tem 03 no total, sendo 02 extras. Poderia levar todas? Todavia, também não estou tendo clareza acerca de como e de que forma me assegurar se não encontrarei problemas na França, mais precisamente na imigração, dadas as repercussões e medidas antiterrorismo. Quanto a Grecia, ok. Já está tudo mais ou menos legal. Segundo informação da hotelaria, não há restrições exceto as comumente adotadas pela segurança na maioria dos países. Se tiveres alguma informação ou pista de onde posso obtê-las te agradeço. Abraços

    • Olá, Leandro! Também não tenho estas informações precisas. Costumo levar as 2 baterias extras em um saco anti chamas Lipo Guard conforme está no post, dentro da mochila.

    • Olá, Tamara! É bem tranquilo voar com drone na república Dominicana. Apenas tenha cuidados básicos.
      * Os pilotos devem manter os drones dentro de uma linha visual visual.
      * Drones só podem ser usados ​​em boas condições climáticas.
      * Os drones não podem sobrevoar propriedades privadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here