Chile

O Chile é um país da América do Sul, que possui um território incomum, são 4 300 quilômetros de comprimento e apenas 175 quilômetros de largura, em média, com vegetação e clima muito variados, proporcionando experiências únicas em lugares extraordinários como o Atacama (deserto mais seco do mundo) no norte do país, os vales entre o mar e a Cordilheira, coma clima mediterrâneo no centro, a neve, geleiras e temperaturas polares ao sul.

Chile
Saltos Petruhué e Vulcão Osorno, em Puerto Varas, Sul do Chile

Espremido entre o Pacífico e a Cordilheira dos Andes, O Chile é um dos dois países da América do Sul (junto com o Equador) que não faz fronteira com o Brasil.

O turismo no Chile vem crescendo, sendo que as principais atrações dos país são lugares de beleza natural, alguns em locais inóspitos e áridos, como o deserto do Atacama, o Lago Chungará, os vulcões Parinacota e Pomerape, no Norte. Já no centro se destacam lugares como a Capital, Santiago, Valle Nevado, Portillo e Pucón. Ao Sul, os lagos e vulcões de Puerto Varas e o Parque Nacional Torres del Paine, se destacam na paisagem da Patagônia Chilena.

Documentos para entrar no Chile

– Brasileiros não precisam de passaporte nem visto para entrar no país, apenas da carteira de identidade em bom estado e com menos de 10 anos de uso.
– Não é exigido nenhum tipo de vacina, nem o Certificado Internacional de Vacinação para entrar no Chile.
– O Seguro Viagem não é uma exigência, porém é sempre indicado fazer para uma viagem internacional, faça sua cotação.
– Lembre de desbloquear seu cartão de crédito internacional em seu banco antes da viagem.

Dirigir no Chile

A habilitação brasileira é válida para dirigir no Chile por 90 dias, período que o turista é autorizado a permanecer no país.
O seguro temporário Carta Verde, exigido na Argentina, não é exigido no Chile, no caso de viajar com veículo próprio.

Dinheiro no Chile

Moeda: peso Chileno
Cotação: R$ 1,00 = 175 pesos chilenos (março 2018)
Recomenda-se trocar apenas um pouco de dinheiro no aeroporto de Santiago para lanche e táxi e o restante no Centro de Santiago, onde tem várias casas de câmbio com melhor cotação.

Outras informações gerais

– A voltagem no país é de 220 V e as tomadas são de 3 pinos, porém a tomada brasileira de 2 pinos encaixa perfeitamente.
– No geral o Chile é um país seguro, porém é sempre bom se precaver com os mesmos cuidados que se deve ter no Brasil.
– Os aplicativos Uber e Easy funcionam no Chile, assim como no Brasil
– Quem quer ver neve deve viajar entre junho e setembro, mas se tratando da natureza pode atrasar ou adiantar um pouco estes períodos.
– O metrô de Santiago funciona muito bem e te leva a vários pontos turísticos, portanto, em Santiago, não é muito recomendado alugar carro, porém para conhecer outros destinos, aí sim, vale muito a pena.

Confira nossas matérias sobre o Chile

Artigos populares