Viaduto 13 e Mula Preta – Ferrovia do Trigo

Os Viaduto 13 e Mula Preta são os viadutos ferroviários mais instigantes do Brasil. Conheça esses dois viadutos incríveis do Rio Grande do Sul.

44437
Viaduto Mula Preta
Travessia do viaduto Mula Preta na trilha da Ferrovia do Trigo

O Viaduto 13 e Viaduto Mula Preta são os viadutos ferroviários mais instigantes do Brasil. Conheça esses e outros viadutos incríveis da Ferrovia do Trigo, no Rio Grande do Sul.

A Ferrovia do Trigo é um dos trechos ferroviários mais bonitos do Brasil, procurado por praticantes de trekking. O roteiro de aproximadamente 50 km passa por trechos montanhosos repleto de viadutos e túneis, próximo ao Rio Guaporé.

  • O Viaduto 13, com seus 143 metros de altura e 509 de comprimento, é o 2º viaduto de trem mais alto do mundo e o mais alto da América Latina.
  • O Viaduto Mula Preta, como também o viaduto Pesseguinho e V11 são viadutos vazados em curva. Seus dormentes parecem flutuar com a vista do abismo lá em baixo.

Neste post iremos detalhar as opções da trilha da Ferrovia do Trigo de 1, 2 e 3 dias, e também os acessos e as principais atrações.

V13
Vista aérea do tabuleiro do V13

Ferrovia do Trigo

A Ferrovia do Trigo (EF-491) é uma ferrovia localizada no estado do Rio Grande do Sul, construída na década de 1970. Interliga o Tronco Principal Sul em Roca Sales com a Ferrovia Marcelino Ramos-Santa Maria em Passo Fundo.

O trecho turístico da Ferrovia do Trigo tem em torno de 50 km e vai de Guaporé a Muçum pelas encostas do Rio Guaporé. Porém, o trecho que passa por Vespasiano Corrêa e Dois Lajeados que é o mais bonito e interessante.

Viaduto Pesseguinho - Ferrovia do Trigo
Viaduto Pesseguinho – Ferrovia do Trigo

Este trecho principal entre o Viaduto Mula Preta e o Viaduto V13 tem 16 km de extensão e é repleto de túneis e viadutos incríveis. Os mais famosos são o Viaduto 13 (viaduto do Exército), Viaduto Mula Preta, Viaduto Pesseguinho e Viaduto Dois Lajeados.

Trekking Ferrovia do Trigo

Ferrovia do trigo
Trecho da ferrovia

A caminhada pela Ferrovia do Trigo é um dos trekkings mais interessantes do Rio Grande do Sul. São 50 km pelos trilhos nos municípios de Guaporé, Dois Lajeados, Vespasiano Correa e Muçum.

A trilha pela linha ferroviária atrai muitos caminhantes porque passa por um grande trecho de serra. O percurso passa por 21 viadutos (incluindo o V13, considerado o mais alto viaduto ferroviário da América do Sul), e 24 túneis (o mais longo deles com 2,3 km).

Túnel na Ferrovia do Trigo
Um dos longos túneis da ferrovia – Crédito: @morgana.barnabe / @everton.marcilio

A trilha pela linha férrea oferece a vantagem de caminhar em terreno todo praticamente plano. Guaporé está a uma altitude de 478m, e Muçum a 77m, mas torna-se uma elevação insignificante pela distância.

A desvantagem é ter que caminhar com passadas curtas em cima dos dormentes, que ficam próximos um do outro. Ou então, ter que caminhar em cima do cascalho grosso nos lados dos trilhos.

Ferrovia do Trigo
Grupo de caminhada organizado pela Trekking com Amor

Trilha Ferrovia do Trigo 1, 2 e 3 dias

Há várias formas de fazer o trekking da Ferrovia do Trigo (completo ou parcial) em 1, 2 ou 3 dias. Também é possível chegar de carro nos principais viadutos e fazer uma curta caminhada. Veja as opções:

  • Trekking completo de 50 km em 3 dias: Acampando no Viaduto Mula Preta ou Pesseguinho e Viaduto 13.
  • Caminhada completa de 50 km em 2 dias: Acampando no Viaduto Pesseguinho.
  • Trekking parcial de 16 km em 1 dia (parte mais bonita): Do Viaduto Mula Preta ao V13.
  • Do Viaduto 13 ao Viaduto 11 (viaduto vazado mais próximo): 2 km de caminhada (4 km ida e volta).
  • Caminhadas curtas entrando por um dos 3 principais viadutos: V13, Mula preta ou Pesseguinho.

Obs: Para as caminhadas de 1, 2, e 3 dias é preciso contar com um transporte que leve até o ponto inicial.

Viaduto Pesseguinho
Viaduto Pesseguinho

Trekking Ferrovia do Trigo: 3 dias (Guaporé a Muçum)

Para quem quer fazer a caminhada completa é a opção menos cansativa, dividida em 3 dias. O início é na estação Ferroviária de Guaporé e o final após a travessia da ponte rodoferroviária de Muçum, sobre o rio Taquari.

  • 1° dia: De Guaporé ao Viaduto Mula Preta (16 km). Noite na área de acampamento no Mula Preta (sem estrutura). Outra opção é seguir até o camping Recanto da Ferrovia (com boa estrutura), no viaduto Pesseguinho (21 km).
  • 2º dia: Do Viaduto Mula Preta ao Viaduto 13 (16 km). Noite em um dos 3 campings do V13 (Bar V13, Paraíso Tropical e Recanto Cascata V13). Se partir do Pesseguinho são cerca de 11 km).
  • 3ª dia: Do Viaduto 13 a Muçum (18 km).
Viaduto 13 - Vespasiano Corrêa
Viaduto 13 e Rio Guaporé ao fundo

Trilha Ferrovia do Trigo: 2 dias (Viaduto Mula Preta o Viaduto 13)

É possível fazer o mesmo percurso completo de Guaporé a Muçum em 2 dias, mas é bem mais puxado.

  • 1° dia: De Guaporé ao Viaduto Pesseguinho (22 km). Noite no camping Casa Recanto da Ferrovia.
  • 2º dia: Do Viaduto Pesseguinho a Muçum (28 km).
Janela do túnel na Ferrovia do Trigo
Túnel das janelas próximo ao V13

Ferrovia do Trigo: Caminhada de 1 dia

A caminhada de 1 dia compreende a parte central do percurso completo, entre o Viaduto Mula Preta e o Viaduto 13. São 16 km de caminhada na parte mais bonita da ferrovia, onde estão as principais atrações.

Viaduto Pesseguinho - Dois Lajeados
Viaduto Pesseguinho

Este trecho passa por 2 viadutos vazados (Mula Preta e Pesseguinho), Viaduto 13, Viaduto Dois Lajeados, e alguns menores. Também atravessa 11 túneis, o maior deles com 2,3 km, além de outros três, com mais de 1 km.

Além da ferrovia há também outras atrações no caminho, como a cascata Bem Estar, próximo ao Pesseguinho, e a Cachoeira da Garganta do Diabo.

Viaduto 13 - Ferrovia do Trigo
Altura assustadora do viaduto V13

Do Viaduto 13 ao Viaduto 11

Este percurso é interessante para quem quer fazer uma visita mais rápida (turista), e além do V13 quer ir a um viaduto vazado e a um túnel. Porém como não conhecem acabam indo no sentido contrário.

Próximo ao V13 encontramos alguns turistas (não acostumados à trilhas) que queriam ir no meio da tarde, do V13 ao Mula Preta, achando que era perto.

Ferrovia do Trigo (V11, V12 e Rio Guaporé)
Vista aérea do V11, V12 e Rio Guaporé

O Viaduto vazado (sem proteções laterais e com as frestas entre os dormentes) mais próximo é o Viaduto 11 (sentido Muçum).

Chegando ao topo do V13 pela estrada de acesso, ao invés de seguir em direção ao túnel, atravesse o V13 e siga por 2 km (4 km ida e volta). Logo você passará pelo V12 e em seguida o V11.

Viaduto 13 de carro

Para quem não quer fazer as longas caminhadas, é possível conhecer os 3 principais viadutos de carro. Há estradas de chão batido que chegam no V13, Mula Preta e Viaduto Pesseguinho. Basta colocar no GPS.

Onde ficar na Ferrovia do Trigo

Camping V13
Viaduto 13 visto da área de camping

As melhores opções para quem está percorrendo a trilha da Ferrovia do trigo são os campings. Oferecem bar, restaurante, chuveiro quente, banheiros e estacionamento. Alguns possuem também chalés bem simples.

Mapa da Ferrovia do Trigo

Confira no mapa abaixo, a localização dos principais viadutos, túneis e demais atrações da Ferrovia do Trigo.

Principais atrações da Ferrovia do Trigo

As principais atrações da ferrovia são os 5 maiores viadutos, além de algumas cachoeiras, confira!

Viaduto 13 (Viaduto do Exército)

Viaduto 13
Vista aérea do Viaduto 13

O Viaduto do Exército, mais conhecido como Viaduto 13 ou V13, possui 143 m de altura e 509 m de comprimento. Localiza-se no trecho entre os municípios de Vespasiano Correia e Muçum.

Inaugurado pelo então presidente Ernesto Geisel em 19 de agosto de 1978, foi chamado assim, por ser o 13º de uma sequência de viadutos que se inicia no centro da cidade de Muçum. Foi construído pelo 1º Batalhão Ferroviário do Exército Brasileiro na década de 1970.

Viaduto 13 - Vespasiano Corrêa - RS
Visual do V13

A chegada é por baixo dele, ao lado do Rio Guaporé, onde a visão é impressionante. Não parece possível que o trem passe lá em cima. O acesso à parte de cima é por uma estrada de pouco mais de 1 km que termina entre o viaduto e um túnel.

Atenção! No final da Estrada de acesso há uma placa vermelha dizendo que o acesso ao viaduto é proibido. Porém, todo mundo ignora e acessa.

Viaduto Mula Preta

Viaduto Mula Preta - Dois Lajeados - RS
Vista aérea do Viaduto Mula Preta

Viaduto Mula Preta é um dos grandes símbolos da Ferrovia do Trigo, construído pelo exército entre os anos 60 e 70. Sua altura máxima é de 98 metros no pilar central e seu comprimento é de 360 metros.

O viaduto é fantástico, todo curvado, sem mureta de proteção e sem piso de concreto. Sua estrutura de metal sustenta os dormentes de madeira, distantes um do outro.
Caminha-se enxergando o mato, lá em baixo. A cada 50 metros aproximadamente existem refúgios, para se proteger, se o trem vier.

Há uma estrada de acesso que chega bem próximo ao viaduto.

Viaduto Pesseguinho

Viaduto Pesseguinho - Dois Lajeados
Viaduto Pesseguinho – Dois Lajeados

O Pesseguinho também é um viaduto vazado com 268 metros de extensão e 86 de altura. Com estrutura semelhante ao Mula Preta, sendo o 20º da Ferrovia do Trigo. Localiza-se a 5 km do Mula Preta em direção ao Viaduto 13.

No local há um camping e estrada de acesso, além da Cascata bem Estar, que fica bem próxima.

Viaduto Dois lajeados

Viaduto Dois Lajeados
Viaduto Dois Lajeados – Ferrovia do Trigo

O viaduto Dois Lajeados tem 360 m de extensão e em torno de 80 m de altura. É o viaduto número 14 situado a uns 6 km ao norte do Viaduto V13.
Apesar de não ser vazado e possuir piso de concreto é um grande viaduto e passa por uma vale profundo com uma bela paisagem.

Ponte rodoferroviária de Muçum

Ponte de Muçum RS
Ponte rodoferroviária de Muçum

A Ponte Rodoferroviária Brochado da Rocha é uma imponente construção que chama a atenção na cidade de Muçum. Possui um total de 660 m de extensão, sendo que 290 m destes são uma bela ponte arco sobre o rio Taquari.

Inaugurada em 1963, essa ponte deu a Muçum o apelido de “Princesa das Pontes”. A ponte que divide os municípios de Muçum e Roca Sales possui dois níveis. Na parte inferior passa a rodovia RS-129 e na superior a estrada de ferro da Ferrovia do Trigo.

Ferradura do Rio Guaporé

Ferrovia do Trigo e Rio Guaporé
Vale do Rio Guaporé visto do viaduto 16 da Ferrovia do Trigo

A passagem pelo Viaduto 16 propicia uma das mais belas vistas da trilha da Ferrovia do Trigo. Neste ponto se tem uma belíssima vista do vale abaixo e da Ferradura do Rio Guaporé, onde o rio faz uma curva fechada entre as montanhas.

Cachoeira da Garganta do Diabo

Cascata da Garganta do Diabo - Ferrovia do Trigo
Cascata da Garganta do Diabo (parte superior) – Crédito: @marjorigiovanella

Esta é uma cachoeira incomum que foi desviada artificialmente por baixo da ferrovia através de um túnel. A queda pode ser visitada por cima e por baixo.
Por cima pode-se ver a queda sumindo em buraco.

Atenção! Não se aproxime muito da área da queda, pois é muito perigoso devido às pedras lisas. Já ocorreram acidentes com morte de pessoas que caíram no local.
A parte de baixo é acessada por uma trilha que leva até o túnel de 100 m por onde o riacho passa e leva aos pés da cachoeira.

Leia também: Top 10 pontes ferroviárias do Rio Grande do Sul

Garganta do Diabo - Ferrovia do Trigo
Túnel da Garganta do Diabo (parte inferior)

Como chegar ao Viaduto 13 e Mula Preta

O Viaduto 13 possui 2 acessos principais. Saindo da cidade de Vespasiano Corrêa são 11 km de estrada de chão batido. Já para quem vem de Muçum, são 18 km, também de estrada de chão batido que acompanha o Rio Guaporé.

Para chegar ao Viaduto Mula Preta, partindo de Dois Lajeados, são 5 km de asfalto e 6 km de chão. A estrada passa em meio á plantações e leva pertinho do viaduto.

Para chegar ao Viaduto Pesseguinho, partindo de Dois Lajeados, são 7 km, 5 km em estrada de terra, que leva ao viaduto.

Como chegar no Viaduto 13
Estrada que liga a parte de baixo à parte de cima do V13

Dicas gerais sobre a trilha da Ferrovia do Trigo

  • Leve lanterna! Nos túneis mais longos a escuridão é total.
  • Use calçado com sola dura. Você vai caminhar muito sobre o cascalho grosso.
  • Leve água! Há alguns pontos com água no caminho, mas é bom sempre garantir.
  • Ao visitar a Garganta do Diabo, não se aproxime muito, as pedras são lisas.
  • Nos viadutos vazados, tenha cuidado, não há proteção lateral alguma.
  • Se ouvir o apito ou barulho do trem vindo, e estiver em um túnel ou viaduto, procure um abrigo ou parte larga do túnel o quanto antes.

Leia também:


VIAJE GASTANDO POUCO! FAÇA AS SUAS RESERVAS AQUI! Estas são as empresas parceiras de confiança que utilizamos para montar nossas viagens!
       

PACOTES DE VIAGENS HURB. Pacotes de viagens baratos para os melhores destinos do Brasil e do Mundo. Pague em até 12x.

       

HOSPEDAGEM - BOOKING. Melhor site de hospedagem, com os melhores preços! Reserve com antecedência. Cancele, se precisar.

    

ALUGUEL DE CARRO - RENTCARS. Compare o preço de locadoras em todo o mundo pelos melhores preços! Reserve e pague em Reais, sem IOF.

       

SEGURO VIAGEM – SEGUROS PROMO. É obrigatório na Europa e recomendado nas viagens. É barato e previne gastos. Saiba mais!

     

PASSEIOS PELO MUNDO – GET YOR GUIDE - Programe seus passeios, atividades e compre ingressos para destinos de todo o mundo.

1 COMENTÁRIO

  1. Olá, já visitei o FAMOSO v – 13, porém não consegui encontrar um restaurante na cidade de Muçum e muito menos em Vespasiano, por favor me ajude estou com uma excursão marcada para maio no V – 13 e preciso achar um restaurante por lá, se vc sabe de algum me passe o lugar daonde o mesmo fica de preferênica em Muçum, obrigado pela atenção e ficaria muito agradecido se respondesse esse comentário no e-mail sidniup@gmail.com – walew

  2. ALGUÉM TEM QUE TOMAR ALGUMA PROVIDÊNCIA ANTES QUE ACONTEÇA UMA TRAGÉDIA. LEIAM O RELATO ABAIXO

    Fui ao V13 no domingo de páscoa a convite dos meus amigos Rafhael Fumagalli e Valdemar Zachow. Tbm tive a oportunidade de rever meu outro amigo que fez seu primeiro jump ontem e conheci o Bruno q tbm é aqui do RS. Fiz meu primeiro jump com névoa 6:15 da manhã. Perfeito…pousei na estrada. No segundo salto já encontrei o Rafha q lançou o seu aluno. Eu saltei e logo o rafha tbm saltou…ótimo, perfeito. Na saída encontramos o senhor Silvio, dono do refúgio. Eu o cumprimentei e logo em seguida ele começou a me ofender com palavras de baixo calão. Ofendido pelas palavras, virei as costas e comecei a caminhar para pegar minhas coisas e vir pra casa, pois não tinha mais oq fazer ali. Foi quando este senhor fez dois disparos com uma calibre 12. Os baleotes passaram perto dos meus pés e depois passaram pelo meio de uma família que fazia um churrasco ao lado do quiosque. foi uma cena horrível !!! Prá falar a verdade não sei oq fazer…seria bom q ele se internasse antes que ele machuque algum inocente!!! Ele acabou com a páscoa de todos que estavam ali…cena lastimável…QUASE FUI MORTO COM DOIS TIROS DE 12 PELAS COSTAS …COVARDE!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here