A Caverna do Diabo é a maior do estado de São Paulo, e uma das mais ricas em formações no Brasil.

É umas das cavernas mais ricas do Brasil em formações rochosas e numero de galerias, possui escadas, passarelas e iluminação artificial, para circulação entre suas espetaculares formas e cores.
Possui 9 km de galerias, mas apenas 800 metros estão abertas à visitação.
Confira o relato completo de nossa viagem à Aparecida, Paraty, Caverna do Diabo.

Viagem Caverna do Diabo,

Parque Estadual da Caverna do Diabo

É um dos mais importantes parques do Estado de São Paulo, localizado entre os municípios de Iporanga, Eldorado e Barra do Turvo, tendo como seu principal atrativo, a Caverna do Diabo ou Gruta da Tapagem.

Sobre a Caverna do Diabo

Caverna do Diabo
Escadarias e passarelas da Caverna do Diabo

A caverna não é totalmente aberta à visitação pública. São quase 9 km de extensão, onde 800 metros são preparados para visita dos turistas, com acompanhamento de um guia local. Esta área dispõe de iluminação estratégica, passarelas, escadas e corrimãos, entre um labirinto de galerias em diferentes alturas.

Caverna do Diabo - a maior de São Paulo
Último salão de visitação à Caverna do Diabo

É um espetáculo, um dos lugares mais lindos que já vi. Um cenário totalmente diferente e surpreendente. As curiosas formações se misturam formando um mosaico de cores em tons que vão do amarelo ao vermelho.

Caverna do Diabo - Viagens e Caminhos

As estalactites, estalagmites, cortinas de pedras e cascatas de calcita se misturam do chão ao teto criando formas incríveis. As estalactites se formaram no teto da caverna através do incansável gotejamento na camada de calcário, enquanto as estalagmites se elevam do chão, numa proporção de 1 cm a cada 10 anos, algumas se emendam do chão ao teto formando colunas imensas, imaginem quantos anos levaram para chegar a esse ponto.

Entrada da Caverna do Diabo
Entrada da Caverna do Diabo

Escadarias da Caverna do Diabo

No início, a caverna é acompanhada de um riacho, para embelezar ainda mais o cenário, depois vamos subindo vários níveis pelas escadarias e o rio desce pelas galerias até sumir na escuridão. Durante o percurso passamos por vários salões e galerias, algumas das formações mais interessantes podem ser vistas no salão conhecido como Catedral.

Muitas formas foram nomeadas pelos guias e espeleólogos da caverna que usaram sua imaginação e vão nos narrando no caminho. Os salões são muito amplos, existem lugares onde passamos ao lado de precipícios, porém há corrimãos.

 

Visitação ao parque e à caverna

Para visitar a Caverna do Diabo é obrigatório o acompanhamento de um Monitor Local. Os monitores ficam na portaria do parque e são pagos junto com o ingresso. Cada monitor guia um grupo de no máximo 12 visitantes.
O trecho de visitação é iluminado, mas se quiser pode levar lanterna. É proibido entrar de chinelos ou calçado aberto na caverna, portanto, vá de tênis ou sapato.
A visitação dura aproximadamente 1 hora.

Horários e preços

O parque está aberto à visitação das 8 às 17 horas, de terça à domingo (às segundas-feiras não abre, com exceção de feriados prolongados e férias escolares).
Telefone: (13) 3871-1242 (sede) | (13) 3871-0259
Ingresso ao parque: R$ 12,00 por pessoa
Monitor ambiental: R$ 11,00 por pessoa
Crianças entre 01 a 06 anos não pagam nada
Crianças entre 07 e 12 anos, e acima de 60 anos são isentos no ingresso do parque, mas pagam a taxa do monitor.

Estrutura do parque

Restaurante da Caverna do DiaboDentro do parque há um centro de informações, um restaurante que serve pratos e lanches, banheiros e trilhas.

Além da caverna, há trilhas que levam a cachoeiras com diferentes níveis:

A trilha do Araçá tem duração média de 50 minutos, e leva a três quedas d’água, duas formam poços de águas cristalinas boas para um mergulho.

A trilha para o Mirante do Governador tem nível médio de dificuldade, é preciso 2 horas e 30 minutos para completar o percurso. Do alto, os visitantes podem apreciar uma vista panorâmica do Vale do Ribeira.

Como chegar à Caverna do Diabo

A Caverna do Diabo está localizada no município de Eldorado, Sul do estado de São Paulo, a cerca de 300 km de distância da capital.
no Km 111 da Rodovia SP 165.

O acesso pavimentado se dá pela Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), saída 475, na cidade de Jacupiranga, onde há uma placa indicando “Caverna do Diabo”, à direita de quem trafega no sentido São Paulo-Curitiba.
A partir daí são mais 64 km, até Eldorado pela SP-193, depois pela SP-165, estrada estreita e sem acostamento. Depois de Eldorado a estrada vai sempre costeando o Rio Ribeira e as plantações de bananeiras, até chegar ao acesso também asfaltado de 5 km até a portaria do parque da caverna do Diabo.

Conheça outras cavernas que visitamos pelo Brasil
Caverna de Botuverá – Santa Catarina
Roteiro Cavernas da Chapada Diamantina

COMPARTILHAR
Jair Prandi

Editor, fotógrafo, videomaker, e influenciador digital do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog de viagens para compartilhar suas experiências.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here