Saiba o que fazer em Capitólio – Roteiro de 2 dias pelo Lago de Furnas, destino que foi apelidado de “Mar de Minas”.

Capitólio é um dos destinos que mais vem despontando para o turismo, no momento. Confesso que há pouco tempo, não sabia da existência do destino e suas atrações, até algumas fotos do cânion na internet chamaram minha atenção.

Capitólio e o Mar de Minas

Mas o que tem em Capitólio de tão interessante? E quem disse que em Minas não tem mar?

A resposta é simples: Capitólio é uma das cidades banhadas pelo Lago de Furnas, que é um dos maiores lagos artificiais do mundo, por isso chamado de Mar de Minas. Nesta região a represa é repleta de riachos que deságuam nela formando cânions, mirantes e belas cachoeiras e seus arredores.

Cânion de Furnas - Capitólio - Drone Viagens e Caminhos
Cânion de Furnas – Imagem: Drone Viagens e Caminhos

A região é repleta de cachoeiras belíssimas, com águas muito transparentes e Capitólio é a cidade mais próxima das principais atrações e a que oferece a estrutura para as atividades de aventura e ecoturismo. O passeio mais procurado é o do lago de Furnas, realizado por barcos e lanchas que levam a lugares paradisíacos.

Capitólio foi parte de nosso roteiro de 7 dias pelas redondezas de Belo Horizonte, onde visitamos também a capital, a serra do Cipó, cachoeira do Tabuleiro e fizemos o roteiro das grutas.

Nosso tempo foi curto na região do Lago de Furnas, já que tivemos menos de 2 dias para conhecer as principais atrações do destino, não vistamos tudo, mas pesquisamos muito e daremos as informações de como chegar, onde ficar, quais os melhores passeios a fazer, quais são gratuitos e quais são pagos.

Capitólio - Mirante do Cânion de Furnas
Mirante do Cânion de Furnas

Como chegar a Capitólio

Chegamos a Capitólio de carro, viajamos do Rio Grande do Sul a Belo Horizonte de avião, alugamos o carro em no aeroporto de Confins e pegamos a estrada.
São 280 Km pela rodovia MG-050 entre BH e Capitólio, e 315 km do aeroporto de Confins, levamos cerca de 4 horas de viagem numa estrada bem cuidada neste trecho, mas com 4 pedágios no percurso (R$ 5,80 cada) e bastante trânsito na travessia da região metropolitana da capital.

Para quem preferir ir de ônibus, a empresa Viação Gardênia faz a linha entre a capital e Capitólio.
Para quem vem de São Paulo, são 444 km, do Rio de Janeiro (636 km) e de Brasília (750 km).
É indicado estar de carro em Capitólio, já que as atrações são distantes umas das outras, espalhadas num raio de 40 km.

Cachoeira do Grito - Trilha do Sol - Capitólio
Cachoeira do Grito – Trilha do Sol

Quando ir a Capitólio

Dá para curtir Capitólio e o Lago de Furnas durante o ano todo, porém, a melhor época para visitar a região é no verão (de dezembro a fevereiro), após o período chuvoso, quando as cachoeiras ficam mais volumosas e o nível do lago de Furnas, mais alto.
Durante o inverno o volume de água diminui e algumas cachoeiras ficam apenas com fios d’água, e a época mais chuvosa é entre novembro e dezembro.

Um fato que deve ter cuidado, é que na época de chuva, é que devido à geografia local, os rios costumam encher rapidamente, formando trombas d’água. Algumas atrações pagas, inclusive fecham em determinadas situações.
Visitamos o destino no final de outubro, o lago estava com o nível bem baixo e as cachoeiras com pouca água, mas deu para aproveitar muito bem as atrações.

Onde ficar em Capitólio e região

Capitólio é a cidade mais próxima das principais atrações, e onde se concentra grande parte das opções de hospedagem, porém há muitas opções espalhadas numa área de 30 km no entorno da rodovia MG-050 e das cachoeiras, aliás, algumas cachoeiras são propriedades particulares dos proprietários de pousadas e campings.
Há opções para todos os gostos e bolsos e gostos, inclusive casas para aluguel de temporada para grupos maiores.

Balneário do Lago hotel - Capitólio
Balneário do Lago hotel – Capitólio

Nós ficamos no Hotel Balneário do Lago, localizado entre a cidade e as atrações, com certeza uma das melhores opções, por oferecer uma estrutura completa, com café da manhã e jantar, piscinas e até um parque aquático.
Veja também a lista de hotéis e pousadas no destino.

Onde comer em Capitólio

Podemos indicar 2 restaurantes onde almoçamos em Capitólio. O primeiro é o restaurante do Turvo, que fica junto à Ponte do Rio Turvo, onde saem os passeios de lancha. As opções à la carte tem como prato principal a Tilápia, peixe pescado no Lago de Furnas.

Capitólio - Restaurante Rio TurvoNota: O prato indicado para uma pessoa serve muito bem para duas, o próprio garçom nos falou e realmente comemos muito bem.
O segundo é a Cantina Fogão de Lenha, restaurante self servisse que fica logo na entrada da cidade com boa comida e bom preço.
Os jantares foram ótimo restaurante do hotel Balneário do Lago, onde estávamos hospedados.

O que fazer em Capitólio – Principais atrações

Para aproveitar bem a região de Capitólio, o ideal é ficar uma semana, tempo para visitar todas as atrações, curtir bem cada lugar, assim como se estivesse na praia, tomar banho nas cachoeiras e relaxar, porém, dois dias são suficientes para apenas conhecer as principais atrações.
Para ver a localização de cada atração, acesse o mapa abaixo!

Muitas das atrações estão em propriedades particulares e em todas elas ao pagar a entrada é possível passar o dia como visitante.
Não visitamos todas as atrações, iremos mostrar primeiro as que visitamos e depois indicar artigos de colegas blogueiros que fizeram a visita.

Passeio no Lago de Furnas

Capitólio - Passeio pelo lago de FurnasEste é o passeio clássico e obrigatório para que visita Capitólio. O Lago de Furnas se formou com a construção da barragem da Usina Hidrelétrica de Furnas, se tornando um dos maiores lagos artificiais do Brasil. Esta área que foi alagada formou belos cenários, inclusive cânions e cachoeiras que deságuam diretamente no lago.

Capitólio - Ponte do Rio Turvo
Lanchas e barcos junto a Ponte do Rio Turvo

A maioria dos passeios parte da Ponte do Rio Turvo, distante 15 km de Capitólio. A área de embarque oferece uma estrutura, com estacionamento, restaurantes, quiosques, a as várias opções de passeio, que pode ser de lancha, catamarã, escuna ou chalana.

Capitólio - Passeio de lancha - Cânion Cascatinha
Cânion Cascatinha, um dos pontos de desembarque do passeio

Os passeios de Chalana e Catamarã são os mais baratos, oferecem estrutura de bar e banheiros, porém são mais lentos (3 a 4 horas), acontecem apenas nos finais de semana e visitam apenas a Lagoa Azul e os cânions do lago (não tem acesso a outros lugares mais apertados).

Capitólio - Passeio de lancha - Cânion de Furnas
Cânion de Furnas, parada pra banho na prainha do cânion de Furnas

Os passeios de lancha são mais caros, porém são mais rápidos e tem a vantagem de visitar dois lugares a mais: A cachoeira Cascatinha e o Vale dos Tucanos. São 20 minutos de parada na Lagoa Azul, mais 20 nos cânions, e 20 no Vale dos Tucanos.
Fizemos o passeio de lancha em 3 casais, durou 3:30 h. Não fizemos reserva, apenas chegamos no local e embarcamos, mas em finais de semana e no verão o lugar fica movimentado.

Capitólio - Passeio Furnas - Cânion Cascatinha
Cânion Cascatinha

Preços:
Chalana e Catamarã: R$ 45,00
Lancha: R$ 70,00
Mais informações e reservas nos sites: Portal da Chalana, Passeio náutico ou Catamará Escarpas.

Capitólio - Cânion Cascatinha
Cânion Cascatinha

Mirante do Cânion de Furnas

A imagem clássica, cartão postal de Capitólio, é a vista do mirante do cânion por cima, que tornou o destino conhecido nacionalmente.
O mirante possui acesso fácil através do Km 312 da MR-050, a cerca de 30 Km da cidade em direção ao município de São João Batista do Glória, logo depois do Empório Lagoa Azul.

Mirante do Cânion de Furnas - Capitólio
Mirante do Cânion de Furnas – Capitólio (imagem aérea: Drone Viagens e Caminhos)

Basta estacionar o carro em uma área alargada do acostamento da estrada de onde se segue a pé por apenas 250 metros até as pedras que oferecem a vista clássica do cânion.
Nota: A área é de livre acesso e deve-se ter cuidado, pois não há qualquer tipo de segurança no local, na borda do penhasco.
Entrada: gratuita

Cânion de Furnas - Capitólio - vista aérea
Cânion de Furnas – Capitólio (imagem aérea: Drone Viagens e Caminhos)

Cachoeiras Diquadinha

São duas cachoeiras em sequência, que se localizam no outro lado da rodovia, em frente ao acesso para o mirante, a primeira é acessível após 300 metros de caminhada, a segunda um pouco acima e a última a 600 metros, rio acima.

Capitólio - Cachoeira Diquadinha
Cachoeira Diquadinha 1

Os poços das cachoeiras e todo o trecho do rio possuem águas muito transparentes em um tom alaranjado, todas oferecem um belo visual e poço para banho.
Dica: Ao estacionar para visitar o mirante, atravesse a rodovia e aproveite para visitar estas cachoeiras.
Entrada: gratuita

Capitólio - Cachoeira Diquadinha
Cachoeira Diquadinha 2

Trilha do Sol

A Trilha do Sol é uma atração particular que conta com várias cachoeiras, pequenos cânions e piscinas naturais. As principais atrações são; a cachoeira no Limite, do Grito e o Poço Dourado, as duas últimas perfeitas para banho.

Capitólio - Cachoeira no Limite
Cachoeira no Limite

O acesso se encontra na rodovia MH-050, a 23 km de Capitólio, 1 km antes da Ponte do Rio Turvo. Após o acesso, tem mais 1 km de estrada de terra até a Pousada Trilha do Sol. A partir são 3,5 km de trilhas para visitar as 3 cachoeiras, e entre elas o riacho, que é repleto de belos cenários entre paredes de pedra e belos poços de águas transparentes.

Capitólio - Cachoeira do Grito
Cachoeira do Grito

Serviços: pousada, restaurante e trekking.
Entrada: R$ 35,00 (baixa temporada) – R$ 40,00 (alta temporada)

Capitólio - Poço Dourado
Poço Dourado

Cachoeira Lagoa Azul

Localizada a 28 km a partir de Capitólio na propriedade particular da Pousada Lagoa Azul, a cachoeira se destaca por contar com um poço de águas muito transparentes a poucos metros do lago de furnas.

Capitólio - Lagoa AzulÉ possível visitar a cachoeira de duas formas (ambas pagas): A Lagoa Azul é um dos pontos de parada durante o passeio pelo lago de Furnas, a embarcação atraca junto ao bar flutuante, onde há um acesso por uma escada. A outra opção é pelo Empório Lagoa Azul, às margens da MG-050, acesso pela pousada, por uma pequena trilha.
Entrada: R$ 30,00 (Dá para passar o dia todo no local).
Faça sua reserva na pousada Lagoa Azul.

Cascata Eco Parque

A bela cascata Eco Parque escorre entre vários níveis de pedras, com cores em tons de laranja, conta também com um pequeno cânion onde deságua direto no Lago de Furnas.
Também é uma atração particular com estrutura para camping, chalés, lanchonete e estacionamento.
Entrada: R$ 30,00 (baixa temporada) e R$ 35,00 (alta temporada)

Capitólio - Cascata Eco Parque
Cascata Eco Parque fotografada pelo drone Viagens e Caminhos

Cachoeira do Filó

Distante de 38 km de Capitólio, na primeira curva, logo após a entrada da barragem de Furnas, a Cachoeira Filó, fica a apenas 100 metros da MH-050, à direita.
Nas margens da rodovia, há local para estacionar o carro e seguir pela trilha. A cachoeira oferece um belo poço para banho, porém não há qualquer estrutura no local.

Capitólio - Cachoeira do FilóNota: Confesso que ficamos com medo, pois não havia ninguém no local e no ponto de estacionamento havia vários estilhaços de vidro de carro, depois perguntei ao piloto da lancha e ele disse que estão roubando objetos dos carros.
Com isso, desci correndo para tirar algumas fotos e voltei logo.
Entrada: gratuita

Usina e Barragem de Furnas

A 38 km de Capitólio fica a Usina de Furnas que represou e criou todo o lago apelidado de Mar de Minas. A barragem é acessível através de um desvio de 2 km da MG-050 e conta com um mirante que dá para visualizar boa parte do complexo.

Mirante da Usina de Furnas - Capitólio

Atrações que não visitamos em Capitólio

Estas são outras atrações importantes de Capitólio que não tivemos tempo de visitar.

Paraíso Perdido

O Paraíso Perdido concentra uma sequência de 8 quedas de águas e 18 piscinas naturais de águas cristalinas embrenhadas em meio ao belíssimo cenário do cerrado, entre um pequeno cânion e pedras de tom laranja.
Essa atração se encontra entre Capitólio e Passos a 40 km da cidade. Após rodar 35 km pela MG-050, há uma estrada de terra (4,5 km) com uma placa indicando.
A atração é particular e conta com estacionamento, restaurante, cabanas rústicas, área para camping, banheiros e toda estrutura necessária, além de trilhas demarcadas entre as pedras.
O local, que funciona como um balneário, é ideal para passar o dia todo a família e crianças.
Entrada: R$ 40,00 para o dia todo
Horário: de 8h às 18h
Pernoite no camping: R$ 40,00 em barraca própria – R$ 50,00 nas barracas de alvenaria
Nota: Quem vai pernoitar o paga a diária e mais a taxa do camping (R$ 80,00).
Tel: (35) 3021-3925

Saiba mais sobre o Paraíso Perdido pelo blog Viajando com Sy.

Cachoeira Fecho da Serra

Bela cachoeira com inúmeros poços para banho além de trilhas que levam até a queda.
Fica a 29 km de Capitólio, com estrada de acesso logo após a ponte do Rio Turvo, deste ponto são cerca de 8 km de terra e mais uns 500 metros de trilha.
Entrada: gratuita

Saiba mais sobre a Cachoeira Fecho da Serra pelo blog Mundiando

Cachoeira do Grotão

É uma cachoeira isolada é menos visitada devido à distância da MG-050. São cerca de 10 km de estrada de terra que sai da prainha da cidade e mais 200 metros de caminhada.
Entrada: gratuita
Mais sobre a Cachoeira do Grotão

Morro do Chapéu

O Morro do Chapéu oferece um mirante com vista panorâmica conta também com uma capela com a imagem de Nossa Senhora dos Desamparados.
Fica a cerca de 12 km de Capitólio por estradas de terra.
Entrada: grátis
Mais Sobre o Morro do Chapéu

Estas são as principais atrações de Capitólio, para quem estiver com mais tempo, vale a pena conhecer também a Serra da Canastra que fica logo ao lado, onde encontram-se as nascentes do Rio São Francisco e cachoeiras como a Casca D’Anta, com 180 metros de altura.
A Liliane Inglez do blog Trilhas e Cantos visitou o parque e mostra algumas atrações da Serra da Canastra.

Mais sobre a região:
Onde ficar em Capitólio – Hotel Balneário do Lago
O que fazer em Belo Horizonte – Roteiro de 1 dia pela cidade
Onde ficar em Belo Horizonte – Royal Boutique Savassi

COMPARTILHAR
Jair Prandi

Editor, fotógrafo, videomaker, e influenciador digital do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog de viagens para compartilhar suas experiências.

18 COMENTÁRIOS

    • Não é nada de tão extraordinário, porém para quem gosta de paisagens naturais vale muito a pena. As cachoeiras são muito bonitas e com águas cristalinas.

  1. O roteiro que eu precisava para conhecer esse lugar. Que lugar bonito gente! Não é por acaso que chamam de o mar de Minas Gerais né? Adorei as dicas!

    • Enviei meu comentário sem terminar de escrever! Rs

      Vi que foram em outubro, alguém comentou sobre feriados??
      Achei o post lindo.. está salvo para quando formos!

      • Fomos no meio da semana e estava tranquilo, porém o piloto da lancha informou que em feriados, finais de semana e no verão fica tudo muito lotado, assim a gente acaba não aproveitando bem o passeio e as fotos não ficam boas, com muita gente poluindo as paisagens.

  2. Muito bom este post, Jair. Tenho lido e visto muitas fotos deste lugar, mas pela primeira vez consegui realmente entender o que é Capitolio. E o mais interessante, vc nos mostrou o “backstage” – rs da foto clàssica (pois como muitos fazem selfies, não é possìvel ver aquela plataforma).

  3. Já morei na região e adorava passear pela represa, nascentes e cachoeiras. Uma pena que as chuvas não tem ajudado tanto mais para que esse paraíso continue tão lindo. Abs

  4. quantas cachoeiras lindas! quero muito conhecer esse lugar!
    achei muito importante que mencionou sobre as trombas d`agua que aparecem do nada e que sao super perigosas em determinadas epocas do ano, ja vi varios videos horriveis no face, eh assustador!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here