A trilha do Rio do Boi é uma das mais impressionantes trilhas do Brasil por ser realizada na fenda do Cânion Itaimbezinho, o mais vertical do país.

No final de ano, durante nosso descanso em Arroio do Sal, Litoral Gaúcho, resolvemos quebrar a monotonia para fazer uma das mais belas trilhas do Brasil.

Diferente das outras trilhas do Cânion Itaimbezinho que são realizadas pela parte alta, em Cambará do Sul, a Trilha do Rio do Boi é realizada pela parte de baixo, pelo leito do rio, a partir da cidade de Praia Grande, no litoral de Santa Catarina.
É uma trilha muito interessante em razão da paisagem peculiar entre as paredes gigantescas do cânion e a passagem por várias cachoeiras e corredeiras durante o percurso.

Trilha do Rio do Boi

Trilha do Rio do Boi – Informações

A trilha fica na fenda do Cânion Itaimbezinho, no Parque Nacional Aparados da Serra, tem cerca de 7 km de extensão (14 km ida e volta) e é realizada, metade dela em meio à mata e a outra metade pelo leito do Rio do Boi, entre as pedras, sendo necessário realizar mais de 20 travessias durante o percurso.

Trilha Rio do Boi - Parque dos Aparados da SerraNão é possível fazer esta trilha por conta própria, apenas com acompanhamento de um guia credenciado, com isso, é necessário entrar em contato com uma das várias agências de Praia Grande ou Cambará do Sul, ou ainda diretamente com uma guia para agendar.

Trilha do Rio do Boi - Praia Grande
Primeira travessia do Rio do Boi, no início da trilha

Fizemos a trilha do Rio do Boi com o guia Filipe da agência Grota, de Praia Grande (telefone: 48 48 8403-1009). Ao contratar a trilha, o visitante recebe caneleiras (proteções para as pernas que vão do tênis até próximo ao joelho), que servem para proteger de arranhões e de uma eventual mordida de cobra.

Interior do cânion Itaimbezinho
Uma das muitas travessias do rio

Nas travessias, dependendo do volume de água do rio, a altura da água pode passar do joelho. Em dias de cheia ou de previsão de bastante volume de chuva a trilha pode ser cancelada, pois pode ser tornar perigoso, já que por estar dentro de um cânion a água pode subir rapidamente e a correnteza ficar forte.

Percurso

Início da Trilha do Rio do Boi
Guia Filipe dando as primeiras informações sobre a trilha no posts de fiscalização do parque

A trilha tem início no posto de fiscalização do Parque Nacional dos Aparados da Serra (localizado a 12 Km do centro) e segue até um ponto de alargamento do Rio do Boi, não vai até o final do cânion, mas até o ponto onde se tem uma vista do cotovelo do Itaimbezinho, parte mais alta do cânion, que chega a mais de 700 metros de altura.

Trilha do Rio do Boi
Parte da Trilha do Rio do Boi em meio a mata

Cerca de metade da trilha é percorrida dentro da mata, a maior parte plana, mas com um trecho de subida. Depois o cânion vai afunilando e o percurso passa a acompanhar o leito do rio, entre grandes pedras, alternado entre uma margem e outra, onde começam as travessias.

Pedras na trilha do Rio do Boi
As muitas pedras da trilha do Rio do Boi

Atrações e paradas

Além das paredes verticais do cânion, a trilha passa por algumas cachoeiras e dois poços onde é possível tomar banho de rio e nadar. As cachoeiras mais imponentes são: Cachoeira Leite de Moça e cachoeira Braço Forte.

Trilha do Rio do Boi e cachoeira Leite de Moça
Parada na cachoeira Leite de Moça

No caminho também é possível encontrar animais, como macacos aranhas e cobras. No dia em que fomos, o guia Filipe encontrou e pegou uma caranguejeira e disse que é frequente encontra-las próximo à trilha.

Guia trilha do Rio do Boi
Guia Filipe com uma aranha Caranguejeira

Durante o percurso fizemos 4 paradas para descanso e lanche, uma em cada cachoeira, uma no final da trilha e outra em um dos poços para banho, além de pequenas pausas onde o guia conta histórias e dá algumas explicações sobre o cânion.

As duas principais cachoeiras são: Cachoeira Leite de Moça (primeira do percurso) que despenca diretamente na lateral do rio; e a segunda é a cachoeira Braço Forte, que vem de outro riacho e despenca do penhasco formando um poço lateral ao rio.

trilha do Rio do Boi e cachoeira Braço Forte
Cachoeira Braço Forte ao fundo

Dificuldade e tempo de caminhada

A trilha do Rio do Boi é considerada de alto grau de dificuldade pelo fato da caminhada ser feita entre as pedras e pelas várias travessias do rio que também tem seu leiro repletos de pedras de tamanhos variados, exigindo assim uma boa condição física do visitante.

O tempo de caminhada varia dependendo do ritmo de cada grupo, mas dura em média 7 horas (incluindo as paradas).

Trilha do Rio do Boi - Parque Nacional dos Aparados da Serra

O que levar na trilha

Recomenda-se levar somente o necessário, ir com roupas confortáveis para caminhada e calçado confortável, como tênis ou bota de caminhada com meia, além de roupa para banho no rio, o ideal é já ir com ela por baixo.
Levar uma mochila nas costas com toalha, filtro solar, repelente, máquina fotográfica, capa de chuva e lanche para o dia.
Levar apenas uma garrafinha de água, já que a água do rio é potável.
Levar também um documento de identificação.

Como chegar à Trilha do Rio do Boi


As agências oferecem opções, tanto de você seguir com seu carro até o ponto inicial da trilha (entrada do parque) ou incluem o transporte e vão lhe buscar na pousada que estiver, entre em contato e avalie a melhor opção, acho que é melhor pagar um pouco mais e incluir o transporte, já que a estrada é pedregosa.

Onde ficar em Praia Grande

Praia Grande é a cidade base para fazer esta e outras trilhas pela parte de baixo dos cânions, há várias pousadas bacanas tanto na cidade como nas redondezas, nós ficamos na pousada Caminhos dos Canyons, onde tivemos um ótimo atendimento, a pousada conta com 4 chalés muito aconchegantes e é de propriedade do guia Filipe.
Site da pousada Caminho dos Canyons
Caminho dos Canyons no Booking.com

Vídeo da trilha do Rio do Boi

Serviço
Agência Grota – Guia Filipe: Telefone: 48 8403-1009
Horário de funcionamento da trilha: Das 08:00h. às 17:00h. (terça a domingo).
Trilha: 14 km (ida e volta), 7 horas em média.

Mais sobre Cambará do Sul e região
Trilhas do Cânion Fortaleza
São José dos Ausentes – O topo do Rio Grande do Sul
Serra do Pinto e Rota do Sol
Torres – a mais bela praia gaúcha

Reserve sua viagem aqui no Viagens e Caminhos | Faça sua pesquisa!!

9 COMENTÁRIOS

  1. oi Jair… Faz tempo que eu não faço nenhuma trilha, mas é um negócio que eu gosto. Sempre volto pronta para enfrentar o mundo depois de um contato estreito com a natureza.

    A trilha do Rio do Boi me pareceu extremamente atraente por duas razões específicas: a cor das águas e os paredões. É uma sensação intensa caminhar por uma paisagem assim. Mesmo com o grau de dificuldade alto deve valer cada passo, cada gota de suor… se um dia estiver pela região sul, quem sabe não faça esta trilha?! 🙂

  2. Essa trilha está na minha lista de desejos. Quando estivemos por lá choveu demais e o nível do rio ficou alto demais no dia programado. Uma pena. Mas adoro a região dos canyons, foi uma viagem inesquecível. Adorei o post.

    • Uma pena que não pode fazer a trilha, Fábio!
      Realmente, há um monitoramento da previsão do tempo, havendo previsão de chuva forte, ou se houve no dia anterior, a trilha não acontece, já que o rio corre entre paredões e pode subir rapidamente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here