O tour de bicicleta pela Estrada da Morte (estrada mais perigosa do mundo) na Bolívia, é o downhill turístico mais famoso do mundo.

A estrada que liga La Paz à região de Los Yungas une a Cordilheira dos Andes e a Amazônia Boliviana. Se tornou mundialmente conhecida como Death Road, estrada da Morte, e estrada mais perigosa do mundo devido ao alto índice de acidentes mortais. Eram 200 a 300 por ano que aconteciam com frequência quando a estrada recebia todo o trânsito local. Confira como é este tour insano!

Downhill Estrada da Morte

Estrada mais perigosa do mundo

A Estrada da Morte foi construída em 1930 por paraguaios, prisioneiros da Guerra Del Chaco. A estrada liga La Cumbre, a 4 670 m acima do nível do mar, a região de Coroico, Yolosa e Los yungas, a 1.200 m de altitude. O trajeto é quase todo inclinado e bem estreito, contorna as montanhas ladeadas por enormes precipícios, sem proteção. Conecta o frio do Altiplano (Cordilheira dos Andes) à floresta tropical da Bolívia num curto trecho.

Yungas road - BolíviaUma das regras da Estrada da Morte determina que o condutor que está subindo tem a preferência de passagem pelo lado mais seguro. Com isso, o que está descendo deve seguir pela borda do penhasco (mesmo na mão inglesa). A vantagem é que o motorista enxerga melhor os perigos da borda do desfiladeiro. Isso vale também para os ciclistas que fazem o downhill na Estrada da Morte.

SEGURO VIAGEM
Vai viajar ao exterior! Faça seguro viagemVai pro exterior! Faça seu Seguro Viagem, pois ele é obrigatório para viajar pela Europa e muito recomendado para qualquer viagem ao exterior. Uma simples internação nos Estados Unidos, por exemplo, tem um custo médico diário de 2.000 Dólares (muito caro). Um seguro viagem para 10 dias custa apenas de R$ 150,00 a R$ 200,00. Compre em nosso site e tenha desconto! Faça uma cotação, sem compromisso!

Estrada da Morte atual

Em 2007 foi concluída a construção de uma nova rodovia , a Ruta nacional 3, bem mais segura que desviou o trânsito da Estrada da Morte. Atualmente poucos carros circulam na antiga estrada, o que a tornou a ruta de Los Yungas uma atração turística. Diariamente as agências levam os ciclistas e turistas do mundo todo a este downhill insano.

La Cumbre - Bolívia
A nova rodovia em seu ponto mais alto

Mesmo com pouco transito reduzido os acidentes continuam acontecendo, mas com pouca frequência. Cerca de 100 turistas fazem o tour da Estrada da Morte por dia na alta temporada. Segundo informações, 20 ciclistas tiveram acidentes fatais até hoje no local.

Não precisa ser um expert no ciclismo para descer a estrada mais perigosa do mundo, basta saber andar bem de bicicleta e ser cuidadoso. Quem vai descer deve manter o foco no caminho e na parte mais perigosa descer devagar. Descendo com cautela e com a ajuda de um guia, o passeio se torna seguro.

Como é o Downhill na Estrada da Morte

Estrada da Morte
Parada para foto à beira do abismo

Depois de estar em La Cumbre, o trecho é de 64 km. São 22 km descendo de bicicleta pelo asfalto, 9 km de ônibus (num trecho que foi proibido descer de bike), e 33 km de terra na Estrada da Morte. O trecho é praticamente só descida, apenas com pequenos trechos planos e uma pequena subida. Começa a 4670 m de altitude e termina por volta de 1200, são 3500 m de diferença.

De La Paz a La Cumbre

Normalmente o passeio sai por volta das 7:30 h, porém no dia em que fomos estavam acontecendo protestos na ruta 3 e tivemos que sair mais cedo, as 6 da manhã.
Fomos até agência que estava era bem próxima de nosso hotel onde nos deram todos os equipamentos, subimos no micro-ônibus (com as bicicletas em cima) e partimos. Seguimos de La Paz (3600 m de altitude) para La Cumbre (4700 m), e no caminho pudemos apreciar as belas paisagens das montanhas e a vegetação típica da Cordilheira dos Andes.

Tour Estrada da Morte - Bolívia
Em La Cumbre, preparativos para começar o downhill

Depois de pouco mais de 1 hora chegamos a La Cumbre de onde se tem belas vistas das montanhas. Devido a altitude de 4700 m, o lugar é muito frio, onde a temperatura costuma estar entre 0 e 5 graus.
Neste ponto descemos e os guias distribuem as bicicletas e passam as primeiras instruções.

Primeira Parte do downhill (asfalto)

Bolívia - La Cumbre
Início da descida pela parte asfaltada

Depois de estarmos todos equipados, se inicia a grande aventura. A expectativa de saber que iríamos enfrentar precipícios, velocidade, altitude e frio, joga a adrenalina nas alturas.
Em torno das 8:30 da manhã, começa a descida. Na primeira etapa são 22 Km pela Ruta Nacional 3. A rodovia é asfaltada, mas sem acostamento, com um cenário belíssimo das montanhas nevadas.

Downhill Bolívia
Trecho de velocidade com as montanhas de cenário

Este trecho é onde atingimos a maior velocidade e tivemos que disputar espaço com carros e caminhões. A paisagem desta parte é de montanhas imensas, e quase nada de vegetação. Em alguns pontos estratégicos há paradas para fotos e mais orientações.

Bolívia - Downhill estrada da Morte
Uma das paradas no caminho

Seguimos em alta velocidade pela rodovia até chegar em um túnel, onde não é permitido passar de bike. Desviamos por um trecho de terra até o outro lado e seguimos mais um pouco até o ponto permitido, junto a uma pequena vila.
Neste ponto nos foi servido um lanche acompanhado de água ou Coca Cola. Enquanto isso os guias erguiam as bicicletas no micro para seguirmos até o início da Estrada dos Yungas.

Segunda Parte – Estrada da Morte

Estrada da Morte - Bolívia
Parada para fotos e para tirar as roupas quentes

No início da Death Road recebemos mais instruções e iniciamos a descida, já a 2700 m de altitude onde a floresta já se faz presente. Agora sim, adentramos na North Yungas Road, a famosa estrada da Morte Bolívia, chamada de Camino de Los Yungas ou Camino de La Muerte pelos bolivianos.

Death road - Bolívia
Trecho mais fotografado da Estrada da Morte

Ao chegar em Unduavi, há um controle de entrada para Estrada de Los Yungas, onde tivemos que pagar 50 Bolivianos cada um. Atenção! Não esqueça de levar os $50, que não está incluso no valor do tour. Mais um pouco de descida, na próxima parada, tivemos que tirar a roupa pesada, pois o calor já estava intenso.

Estrada yungas - Bolívia
Uma das inúmeras cruzes do caminho

Deste ponto em diante, a estreita estrada de terra tem seu pico de curvas fechadas e penhascos profundos. Isso, junto a outros agravantes, como as chuvas da floresta tropical, pedras soltas, a lama e cachoeiras que despencam diretamente no caminho, tornaram conhecida como a estrada mais perigosa do mundo.

Downhill Estrada da Morte - Bolívia
Nenhuma proteção entre a estrada e o abismo

Em alguns trechos há muretas de segurança, mas na maior parte não há nada entre o aventureiro e o precipício. Todo cuidado é pouco, por isso, deve ser feito com mais calma e com várias paradas no caminho para fotos, descanso e verificação de segurança das bikes.

Mesmo assim, metade do grupo queria adrenalina e descia em velocidade. Eu desci em alguns trechos com velocidade e alguns apreciando a paisagem. Cada um vai no seu ritmo.
Por volta de 12:00 h chegamos ao nosso destino final, um restaurante à beira de um rio, próximo a Coroico.

Almoço em Coroico

Restaurante em Yolosa
Restaurante onde almoçamos

O almoço era um Buffet e no local foram oferecidas toalhas para tomar um banho. Tivemos 2 horas livres para tomar banho, relaxar na piscina e curtir o rio. As 15:00 h saímos de Coroico, desta vez, o caminho todo é pela estrada nova, também muito interessante.

Mapa da Estrada da Morte

Quando fazer o tour da Estrada da Morte na Bolívia

De Abril a Novembro é considerada a melhor época (alta temporada) nesta época está mais seco e diminui bastante as chances de chuvas, porém é mais frio.
Entre dezembro e março é mais quente, porém é muito chuvoso, imagine descer a Estrada da Morte com chuva, barro e pouca visibilidade. Mesmo assim, os passeios acontecem.
De qualquer forma, durante o ano todo, você terá que grandes enfrentar grandes diferenças de temperatura e altitude. Muito frio no Altiplano (4700 m) e o clima tropical da selva (1200 m).

Mountain bike Death road

Qual agência escolher – Quem leva

Muitas agências operam o tour da Estrada da Morte em La Paz, algumas oferecem um serviço melhor, com bicicletas de primeira linha, por exemplo, porém com preços mais altos. O preço do tour varia entre 60 e 140 USD. O tour acontece diariamente e pode ser reservado pela Internet (com antecedência) ou até mesmo no dia anterior, diretamente nas agências de La Paz.

Fizemos o tour de Bike pela Estrada da Morte com a Andes Discovery que operam junto com a No Fear Adventure, reservamos com antecedência e o atendimento e os serviços foram muito bons. O preço foi de 60 USD e achamos o serviço muito bom, não precisa melhor.

Tour estrada da Morte
Parte inicial do downhill pela rodovia asfaltada

Antes do passeio você terá que assinar um termo que isenta a agência de culpa por um eventual acidente, afinal há riscos, sim!
Além do espanhol, os guias falavam inglês e o portunhol também, afinal, há muitos brasileiros que se aventuram por lá. Neste tour, são necessários 2 guias, um na frente e um atrás do pelotão, que é de no máximo 14 pessoas (lotação da van).

Estrada Coroico - Bolívia
Retorno pela nova rodovia de Coroico

O que está incluso no passeio

Confira o que agência oferece durante o tour:
Transporte: Transporte ida e volta com micro ônibus, desde La Paz.
Equipamentos: Bicicleta com freio a disco, capacete, luvas, roupa térmica e impermeável, joelheiras e cotoveleiras.
Refeições: Água, lanche e almoço (com bebidas somente no primeiro lanche).
Fotos: As fotos inclusas são enviadas por um link depois.

Vídeo do Downhill na Estrada da Morte

O que levar no passeio

Com que roupa ir

No início do passeio você vai sentir frio e no final irá passar calor, começa no Altiplano e termina na floresta semitropical. Quando mais vai descendo, mais vai esquentando, (de zero a 25 graus no mesmo dia), por isso o ideal é vestir camadas de roupas que sejam fácies de ir tirando.

O que levar na Mochila

Sua mochila vai ficar no micro-ônibus que acompanha o grupo e é aconselhável levar uma roupa reserva (pode sujar e molhar no caminho). Toalha, um traje de banho para piscina e um tênis ou chinelo reserva.
Leve também, óculos de sol, protetor solar e repelente (em Coroico tem borrachudos). É preciso levar também 50 Bolivianos para pagar uma taxa de entrada na Death Road.
Para fotos e filmagens, o ideal é uma GoPro fixada ao corpo. Usar um bastão, segurando com a mão é um tanto perigoso para bicicletas.

Quem leva:
Andes Discovery
Site: www.andesdiscovery.com
Email: [email protected] ou [email protected]

Esta aventura foi no último dia de nosso roteiro de viagem pela Bolívia, onde visitamos também a cidade de La Paz, Valle de Las Ánimas, Cañón de Palca, Monte Chacaltaya, Valle de La LunaSalar de Uyuni e excursão de 3 dias pelo deserto.

Reserve aqui no Viagens e Caminhos! Temos as melhores opções para organizar sua viagem! Nossos parceiros são os melhores do mercado!

HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com, maior site de reservas de hospedagem do mundo e o que tem os melhores preços! São milhares de hotéis, pousadas, resort e hostel em todo o mundo! Reserve antecipado e cancele quando quiser. Escolha e faça sua reserva!
SEGURO VIAGEM - Vai para o exterior! Faça Seguro Viagem! É obrigatório na Europa e muito recomendado para qualquer viagem ao exterior. Uma simples internação nos Estados Unidos tem um custo diário de 2.000 Dólares e um seguro viagem é bem barato! Faça uma cotação!
ALUGUEL DE CARRO – Somos parceiros da RentalCars, maior comparador de aluguéis de carro do mundo, e que garante também o melhor preço! Reserve em nosso site e pague em Reais, sem IOF, e com total segurança. Faça sua cotação online!

9 COMENTÁRIOS

    • É uma estrada de extremos! Alguns lugares belíssimos, outros nem tanto!
      Começa a 4700 m de altitude com muito frio dos Andes e termina a 1200 m no calor infernal da Amazônia Boliviana!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here