Conheça as principais atrações do roteiro de 3 dias Salar de Uyuni Atacama. Todas as atrações do caminho que visitamos no deserto do Altiplano da Bolívia.

O tour de 3 dias que faz a travessia de Uyuni ao Atacama é uma das melhores excursões que se pode fazer na América do Sul. A principal atração é, sem dúvida, o Salar de Uyuni, o maior deserto de sal do planeta. Visitado no primeiro dia para que sai de Uyuni E no último para quem vem do Atacama.

Fizemos o tour no sentido do Uyuni ao Atacama e iremos mostrar as atrações nesta ordem. Para quem vem no sentido contrário (do Atacama para Uyuni) muda apenas a ordem, mas os pontos visitados são os mesmos.

Deserto da Bolívia
Deserto de Siloli – Bolívia (imagem de nosso drone)

Para não alongar muito este post iremos mostrar apenas as atrações turísticas deste roteiro. Já escrevemos um outro artigo que é um guia completo da travessia de Uyuni e deserto da Bolívia. Nele tem tudo que você precisa saber antes de ir.

Mapa do roteiro de 3 dias Salar de Uyuni Atacama

Confira no mapa abaixo a localização de cada atração e o caminhos percorrido:

Primeiro dia – Salar de Uyuni

As atrações do primeiro dia, além do próprio deserto de sal, estão todas dentro ou próximas ao deserto de sal. Confira!

Cemitério de trens

A excursão 4×4 partiu de Uyuni as 10:00 h e a primeira atração visitada foi o cemitério de trens de Uyuni. No local há um grande número de antigas locomotivas e vagões que foram abandonados, próximo à cidade. Lá deu para ver também o grande número de camionetas que fazem o tour no deserto todos os dias. Havia mais de 20 reunidas.

Cemitério de trens - Uyuni
Cemitério de trens, primeira atração para quem sai de Uyuni

Povoado de Colchani

Antes de entrar no Salar de Uyuni há uma parada em Colchani. No local fica o museu de Sal, onde há algumas esculturas feitas de sal, e também uma feira de artesanato. Esta parada não vale muito a pena, não perca muito tempo lá!

Olhos do Salar

Olhos do Salar - UyuniFinalmente entramos no maior deserto de sal do planeta. São 10,5 mil km² de uma planície de puro sal. Mais de 100 km de extensão.
A primeira parada dentro do deserto de sal foi nos Ojos Del Salar. No local brotam nascentes de água mineral no meio do sal, formando jorros de água e pequenos lagos.

Monumento de Dakar, Monumento às Bandeiras e restaurante de Sal

Monumento Dakar - Salar de Uyuni
Monumento Dakar e ao fundo, o monumento às Bandeiras e o restaurante de sal

Depois paramos no Monumento Dakar, uma grande escultura de sal criada em homenagem ao famoso rally Dakar. Próximo dali fica também o monumento às bandeiras. No local há um grande número de bandeiras de vários países, cravada no salar.

Monumento às Bandeiras - Salar de UyuniAo lado das bandeiras fica o restaurante todo construído de sal. O local foi preparado para que cada guia de excursão 4×4 sirva a refeição para seu grupo.

Parte central do Salar de Uyuni

Salar de UyuniFizemos algumas paradas em alguns pontos do salar, que apresenta características diferentes em alguns lugares. A principal delas foi bem no centro do deserto de sal. Neste ponto, a superfície de sal é a mais branca e se parece com um piso de mármore. Para todos os lados que se olha, só se vê a imensidão branca e silhuetas de algumas montanhas bem ao longe. Fantástico!

Salar de Uyuni - Foto perspectiva
Foto em perspectiva, uma brincadeira tradicional para que visita o lugar

Neste ponto decolei o drone para fotografar do alto e ter uma imagem mais ampla daquela imensidão. Aproveitamos também para brincar com as imagens em perspectiva.

Ilha dos Peixes – Incahuasi

Ilha Pia Pia - Salar de UyuniA ilha Pescado é onde tem os cactos gigantes, localizada na parte central do Salar de Uyuni. Existem várias ilhas no meio do sal esta é a mais tradicional. Nosso motorista questionou se queríamos ir para outra ilha mais deserta, pois a Pescado está sempre lotada de gente.

Caverna do Diabo - Salar de Uyuni
Caverna do Diabo, na Pia Pia Pia

Acabamos indo para Isla Pia Pia, e apesar de ter menos quantidade de cactos foi melhor, pois tivemos a ilha só para nosso grupo. Está ilha conta também com uma gruta chamada de Cueva Del Diablo. Entramos pela gruta, saímos por uma fenda dela para cima das rochas, onde tiramos fotos ao lado dos cactos. Também aproveitei para fazer imagens com o drone no local.

Pôr do Sol no Salar de Uyuni

Pôr do Sol Salar de UyuniSeguimos pelo deserto de Sol até um ponto mais próximo da borda onde esperamos pelo pôr do Sol. Depois de tirar várias fotos, nos despedimos do salar e seguimos até o povoado de San Juan, onde pernoitamos num hotel de sal.

SEGURO VIAGEM
Vai viajar ao exterior! Faça seguro viagemVai pro exterior! Faça seu Seguro Viagem, pois ele é obrigatório para viajar pela Europa e muito recomendado para qualquer viagem ao exterior. Uma simples internação nos Estados Unidos, por exemplo, tem um custo médico diário de 2.000 Dólares (muito caro). Um seguro viagem para 10 dias custa apenas de R$ 150,00 a R$ 200,00. Compre em nosso site e tenha desconto! Faça uma cotação, sem compromisso!

Segundo dia – Lagunas Altiplânicas e desertos

Vulcão Ollague

Vulcão Olágue - Deserto BolíviaA primeira para do dia foi em frente ao Vulcão Ollague, junto a um vale repleto de formações rochosas. O Ollague é um vulcão ativo, com 5870 m de altitude e seu cume fica na fronteira entre Bolívia e Chile.

Lagunas Cañapa, Hedionda e Honda

Laguna Hedionda - Bolívia
Laguna Hedionda e seus flamingos

Deste conjunto de lagoas, que ficam próximas uma das outras, a mais bela e com mais animais é a Laguna Hedionda. No local, habitam um grande número de flamingos e lhamas. O melhor de tudo é que é possível fotografar bem próximo aos animais, com o cenário das montanhas ao fundo. O local foi onde almoçamos no segundo dia.

Deserto de Siloli e Árbol de Piedra

Arbol de Piedra - BolíviaDepois do almoço atravessamos o deserto de Siloli, onde se encontra um conjunto de rochas. Entre elas, uma chama a atenção; O Árbol de Piedra. É uma pedra enorme com uma base pequena que realmente parece uma árvore e por isso recebeu este nome. O conjunto de rochas do lugar, onde é possível subir também é um cenário para belas fotos.

Laguna Colorada

Laguna Colorada - BolíviaA Laguna Colorada é um lago salgado incomum por apresentar uma cor avermelhada. Sua cor é originada de sedimentos vermelhos de pigmentação de algas. Além disso, contém ilhas de sal bórax de cor branca que contrasta com o vermelho de suas águas, tornando-o ainda mais belo. Os flamingos são abundantes, também neste lago.

Ao lado do lago há uma parte alta com pedras, que serve como mirante natural aos visitantes. O lago fica perto da fronteira com o Chile, dentro do Parque nacional de Eduardo Abaroa e no local há uma cancela de entrada. É obrigatório pagar $150 bolivianos por pessoa para entrar no parque.
Passamos a segunda noite num refúgio a 4.400 m de altitude, próximo à Laguna Colorada.

Terceiro dia – Gêiser, Laguna Verde, Volta a Uyuni

Gêiser Sol de Mañana

Gêiser Sol de La Mañana - Bolívia

Saímos as 05:30 h da manhã para chegar as 6:00 h no Gêiser Sol de Mañana a 4850 m de altitude. O amanhecer é o momento em que o gêiser emite vapores com mais intensidade. A área apresenta intensa atividade vulcânica e além dos vapores de água, há um forte cheiro de enxofre no local.

Termas de Polques

Termas de Polques - BolíviaAs Termas de Polques são fontes naturais de origem vulcânicas que brotam no local. Fica ao lado de um lago e com uma montanha de pedras ao lado. Há duas piscinas e vestiários no local, que tem uma estrutura simples. Uma piscina tem temperatura de 30° C e a outra com 35° C.

Eram 7:00 h da manhã quando estivemos no local e ficamos 1 hora. As águas quentinhas com aquele clima frio com temperaturas negativas. O problema é o choque térmico no momento de sair. Para entrar nas piscinas, é preciso pagar uma taxa.

Deserto Salvador Dalí

O Deserto de Salvador Dalí é um vale extremamente árido caracterizado por paisagens que se assemelham a pinturas surrealistas de Salvador Dalí. O lugar descortina belas paisagens. De um lado, montanhas coloridas, no outro, formações rochosas que parecem que foram distribuídas propositalmente na areia do deserto.

Laguna Verde e vulcão Licancabur

Laguna Verde e vulcão Licancabur ao fundoLaguna Verde é um lindo lago salgado esverdeado, localizado ao nos pés do imponente vulcão Licancabur. O lago tem suspensões de arsênico e outros minerais que dão sua coloração, porém, nem sempre está um verde vivo. A ação do vento também influencia na coloração.

O Licancabur tem 5.868 metros de altitude e se destaca por ser um cone quase perfeito. Seu pico faz a fronteira natural entre Bolívia e Chile, sendo visto de grande parte do Deserto do Atacama. É considerado um vulcão semi-ativo, sendo que sua última erupção foi no dia 30 de outubro de 2015.

Fronteira entre Bolívia e Chile

Fronteira Bolívia Chile - AtacamaChegando na fronteira com o Chile, se tem a opção de voltar a Uyuni ou seguir viagem pelo Atacama, foi onde nos despedimos de nossas amigas brasileiras que seguiram viagem pelo Chile. No local está a aduana boliviana e se pode ver um contraste entre a estrada de areia no lado Boliviano e o asfalto no lado Chileno.

Oásis de Villamar Malcu

Villamar Malcu - BolíviaPor volta das 9:30 h da manhã iniciamos a viagem de volta a Uyuni, passando por lugares diferentes. O almoço foi em Villamar Malcu, uma vila situada junto a um oásis, com belas formações rochosas e criações de lhamas.

Vale das Rochas

Vale das Rochas - BolíviaA última atração que visitamos na volta a Uyuni foi o Valle de Las Rocas. No lugar há um conjunto de enormes rochas dispersas umas das outras, algumas bem altas.
Chegamos a Uyuni por volta das 17:00 h.

Este tour de 3 dias pelos desertos bolivianos foi parte de nossa viagem pela Bolívia, onde visitamos também: A cidade de La Paz, Valle de Las Ánimas, Cânion de Palca, Monte Chacaltaya, Valle de La Luna, e fizemos o Downhill da Estrada da Morte.

Quem leva: Fomos com a Andes Discovery.
Site: andesdiscovery.com
Email: [email protected]
[email protected]
Telefone: + 591 72576072
Quanta custa: 135 USD

Organize sua viagem! Faça sua reserva aqui no Viagens e Caminhos!

14 COMENTÁRIOS

  1. Nossa! Deve ter sido hiper cansativo, mas vocês conseguiram ver coisas demais!!!!
    Amei as fotos, o lugar pede mesmo um Drone, não é?
    Vou ver também o roteiro completo de vcs

  2. Parabéns, pelo post, tem informações legais que ainda não tinha visto em outros. Que lugar fantástico para fotografar! Quando fui ao Atacama não tive tempo de ir ao Uyuni, uma pena…

  3. Pera, na foto em perspectiva é você e você? Bugou meu cérebro! hahaha Aiii, e esses flamingos?? s2 Só amor por eles! Acho que quero passear por lá só para ver eles de pertinho! (Mentira, é tudo incrível demais para eu me contentar só com os bichinhos)

  4. As paisagens são um tanto surreais, né? Tipo cenário do Mad Max. E rendem fotos maravilhosas: a árvore de pedra, a montanha refletida na água, os flamingos. Lindo post

  5. Muito legal esse tour né? Eu, em junho desse ano fiz também, só que ao contrario. Saí do Atacama e segui ao Salar de uyuni. Cada paisagem incrível e de tirar o folego, fora o Salar meu ponto preferido foi a Laguna Colorada. Belo post.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here