56 Pontos turísticos Rio de Janeiro: o que fazer na cidade maravilhosa

Guia do Rio de Janeiro. 56 dicas do que fazer na cidade maravilhosa. Quando ir, como chegar e onde se hospedar.

122
Bondinho Pão de Açúcar - Pontos turísticos do Rio de Janeiro
Bondinho Pão de Açúcar - Pontos turísticos do Rio de Janeiro

O Rio de Janeiro é, sem dúvida, uma cidade maravilhosa, repleta de paisagens e atrações incríveis. Neste post iremos mostrar os principais pontos turísticos do Rio e dar dicas sobre a cidade.

A cidade se espalha entre o mar, baías, enseadas e montanhas, formando cenários belíssimos, que são únicos do Rio de Janeiro. A maior parte de suas atrações fica na Zona Sul, região mais rica e mais segura. Mas as atrações do Rio de Janeiro se espalham por toda cidade.

Os pontos turísticos do Rio de Janeiro são tantos que precisaria ficar de 15 a 30 dias para conhecer. Em uma semana dá para traçar um roteiro bem legal e conhecer muita coisa. Em menos dias, é preciso escolher as atrações mais top.

É também uma cidade imensa e caótica, com alguns problemas na questão da segurança. Mesmo assim é a cidade mais visitada do Brasil.

Em comparação ao grande número de turistas que circulam na cidade todos os dias, podemos dizer que são muito poucos os problemas nas zonas turísticas do Rio.

Pontos turísticos do Rio de Janeiro - Mirante Dona Marta
Baía de Guanabara vista do Mirante Dona Marta

Turismo no Rio de Janeiro: Navegue pelo post

Quando ir ao Rio de Janeiro

Não existe uma época certa ou errada para fazer turismo no Rio de Janeiro. Faz calor o ano todo e as chuvas são distribuídas durante o ano, sem muitas mudanças.

Pegar dias ensolarados ou chuvosos vai depender mesmo da sorte. Nós fomos duas vezes. Na primeira pegamos a semana inteira de sol, enquanto na segunda ele quase não apareceu.

Confira no climograma abaixo os registros médios de chuvas e temperaturas de cada mês.

Quando ir ao Rio de Janeiro
Índice de histórico de chuvas no Rio

Rio de Janeiro no verão

Os meses mais chuvosos vão de dezembro a março, mas a precipitação média é de apenas 140 mm. Se puder evite o mês de dezembro, que historicamente, e o que mais chove.

Nesta época a cidade e os pontos turísticos do Rio de Janeiro estão mais lotados e os preços de hospedagem tendem a subir. Também faz muito calor, sendo comum passar dos 30ºC. Para caminhar e conhecer as atrações torna-se mais exaustivo.

Rio de Janeiro no inverno

Mesmo nos meses mais frios, entre julho ou agosto, as temperaturas não baixam muito, com mínimas de 18ºC, e é comum dar praia. E estes são os meses que tem menor incidência de chuvas.

Pode não ser a melhor época para praia, mas, para conhecer os pontos turísticos do Rio é a ideal. Isso porque chove pouco e o calor não é tão intenso.

Rio de Janeiro na primavera e outono

Na primavera (setembro a novembro) e outono (abril a junho) as temperaturas são de médias vão dos 20ºC aos 28ºC e as chuvas variam de 50 a 90 mm. São boas épocas, tanto para praia, como para conhecer os pontos turísticos do Rio de Janeiro.

Réveillon do Rio de janeiro, Carnaval e feriadões

Datas como o Réveillon e o carnaval são péssimas datas para fazer turismo no Rio de Janeiro. Nestas datas os hotéis lotam e as diárias se tornam mais caras.
No Réveillon, procure se hospedar perto da orla, pois o transporte fica impossível, inclusive de metrô. É também a época com mais chances de chuvas.

Já os feriadões são boas oportunidades para visitar o Rio. Muitos turistas chegam, mas também, muitos moradores saem da cidade, e não haverá problemas de superlotação. Mas as praias e atrações costumam lotar.

 

Rio de Janeiro - Vista aérea praias
Rio de Janeiro – Vista aérea das praias – Por Gabriel Heusi / Wikimedia Commons

Como chegar ao Rio de Janeiro

Rio de Janeiro de avião

O Rio tem dois aeroportos: Galeão e Santos Dumont. De modo geral é melhor chegar pelo Santos Dumont, que fica no centro, porém, o Galeão tem mais voos e geralmente, com melhores preços.

Aeroporto do Galeão (aeroporto internacional Tom Jobim)

O Galeão fica na Zona Norte, a 18 km do centro e 24 km de Copacabana. É um dos maiores do Brasil e recebe voos nacionais e internacionais.

É a melhor opção para quem quer seguir viagem para a região dos Lagos: Búzios, cabo Frio e Arraial do Cabo. Também para quem vai subir a serra: Petrópolis e Teresópolis, pois fica no caminho.

Como tem mais ofertas de voos, é comum que se encontre passagens mais baratas pro Galeão do que para o Santos Dumont. Mas é preciso levar em conta o gasto com o deslocamento até o centro: Táxi, Uber.

As opções de deslocamento do aeroporto do Galeão ao centro ou Zona Sul, são: De táxi, Uber, ou frescão e BRT + metrô ou transfer.

Aeroporto Santos Dumont

O Santos Dumont fica bem em frente ao centro da cidade e a 8 km de Copacabana. Recebe somente voos nacionais, especialmente da Ponte Aérea Rio-São Paulo.

O deslocamento fica mais fácil, com menos trânsito e opções mais baratas e acessíveis de transporte, como o VLT. Chegando ou saindo por ele também se tem uma belíssima vista aérea da cidade. Procure sentar no lado direito do avião para ter as melhores vistas.

As opções de deslocamento do Santos Dumont ao centro ou Zona Sul, são: De táxi, Uber, ou frescão e VLT + metrô e transfer.

Como chegar no Rio de Janeiro
Decolando no aeroporto Santos Dumont

Rio de Janeiro de ônibus

A Rodoviária do Rio fica na Zona Portuária, entre o Centro e a Ponte Rio-Niterói. Fica a 4 km do centro e a 12 km de Copacabana.
Recebe linhas vindas de quase todo o Brasil. Porém, consideramos que vale a pena para quem mora mais próximo do Rio, ou quer esticar a viagem para outros destinos da serra e litoral.

Petrópolis fica a 1h30 hora de viagem, Cabo Frio a 2h45, Búzios a 3h, Cabo Frio a 2h45, Angra dos Reis a 3h e Paraty a 4h40.

Chegando ao Rio de Janeiro em um cruzeiro

O Terminal de Cruzeiros do Rio fica no Píer Mauá, junto ao Boulevard Olímpico. Geralmente quem chega de navio tem apenas um dia livre na cidade, portanto terá que escolher o que quer conhecer.

  • A região do Boulevard Olímpico, por si só, tem atrações para um dia inteiro. Por lá estão o AquaRio, o Museu do Amanhã, o MAR, o Mosteiro de São Bento, a Ilha Fiscal, entre outros.
  • Se a ideia é visitar os mirantes do Cristo Redentor e o Pão de Açúcar, é melhor optar por um Uber ou táxi de aplicativo para não perder tempo. Se optar por conhecer o centro, poderá usar o VLT e metrô.

A Civitalis oferece 4 opções diferentes de tours para quem chega de cruzeiro e tem 1 dia na cidade, confira no botão abaixo:

Veja as opções de tours para Cruzeiros

Chegando ao Rio de Janeiro de carro

Para quem não mora muito longe, viajar ao Rio de carro, é uma opção, principalmente, em família, se tornando bem mais econômico.
Porém, dentro da cidade, você terá problemas para estacionar o carro. O ideal é deixar o carro no hotel e se deslocar de metrô, complementando com táxi ou Uber em alguns trechos.

Centro do Rio de Janeiro
Caminhando no centro do Rio de Janeiro

Como circular no Rio de Janeiro

O metrô e o VLT levam a vários pontos turísticos do Rio de Janeiro, ou próximo a eles. Em algumas estações do metrô há ônibus do próprio metrô que complementam o trajeto.

Um exemplo é para ir ao Urca, onde fica o Pão de Açúcar, onde o metrô leva até a estação de Botafogo e de lá os micro ônibus fazem o trajeto da estação até a Urca.

Quando a estação de metrô fica ainda um pouco longe da atração, complemente o trecho com táxi ou carro de aplicativo. Os táxis no rio são bem numerosos e tem preços mais acessíveis do que outras capitais brasileiras.

Leia nosso artigo de como fazer turismo de metrô no Rio.

Turismo no Rio de Janeiro com carro alugado

Não consideramos necessário e nem viável alugar um carro para circular na cidade do Rio. Porém, é indicado para quem for estender seu roteiro para fora da cidade.
Em nossa última visita ao Rio alugamos um carro para conhecer as praias da região dos Lagos.

Alugue um carro no Rio para sua viagem!
Compare várias locadoras simultaneamente, com a RentCars e encontre o melhor preço! Reserve online, com antecedência, que fica mais barato!
Faça sua cotação e reserve aqui!

Onde ficar no Rio de Janeiro

A Olimpíada deixou um legado de novos hotéis no rio, e consequentemente, gerou mais concorrência e melhores preços na hospedagem.
A cidade possui centenas, milhares de opções de hospedagem de todos o tipos. Hostels, resorts, grandes hotéis, pequenos, pousadas e apartamentos.

Qual localização escolher

Escolher a localização não é uma tarefa fácil. Depende de seu perfil de viagem e qual a sua intenção na cidade: Conhecer os pontos turísticos do Rio, curtir a praia, ou desbravar trilhas e montanhas.

Perto do metrô

Se sua intenção é passear, conhecer os principais pontos turísticos Rio de Janeiro com facilidade, recomendamos ficar próximo a uma estação de metrô. Use mapa do metrô e o Google Maps para escolher um hotel próximo a uma estação.

Perto da praia

Copacabana costuma oferecer preços com melhor custo benefício e acessibilidades. Ipanema e Leblon são um pouco mais caros e com restaurantes mais sofisticados. Estas praias contam com estações de metrô.
Já a Barra, Recreio e São Conrado, são mais econômicos, porém o metrô não chega até elas.

Bairros econômicos

Catete, Largo do Machado, Botafogo e Lapa são bairros com hospedagens mais em conta e com metrô. A área do Parque olímpico tem bons preços, porém você vai precisar de um carro para se deslocar.

Mapa de hotéis no Rio de Janeiro

Como fica difícil indicar entre milhares de opções de hospedagem no Rio, você pode escolher pelo mapa.

  • Primeiro coloque a data desejada, quantidade de pessoas e de quartos. Depois vá movimentando o mapa e escolhendo por região, preços e mais bem avaliadas.
  • Clique nas boas opções para ver mais detalhes até encontrar sua hospedagem ideal. Então faça sua reserva!



Booking.com

O que fazer no Rio de Janeiro

Sem dúvida, o Rio de Janeiro é a cidade brasileira com mais opções turísticas do Brasil. Praias, montanhas, trilhas, parques, museus, atrações históricas e culturais estão espalhadas por toda a cidade.
Dividimos as atrações do Rio de Janeiro por categorias, confira!

Principais pontos turísticos do Rio de Janeiro

Cristo Redentor

Cristo Redentor - Rio de Janeiro
Aos pés do Cristo Redentor

O Cristo Redentor é um dos monumentos mais conhecidos no mundo inteiro. A vista lá do alto é espetacular e é uma atração imperdível da cidade do Rio de Janeiro.

Inaugurado em 1931, a estátua de Cristo tem 30 m de altura e 38 m incluindo seu pedestal. Fica no topo do morro do Corcovado, a 703 m acima do nível do mar.

Lagoa Rodrigo de Freitas vista do Corcovado
Lagoa Rodrigo de Freitas vista do Corcovado

Há 4 formas de chegar ao Cristo Redentor:

De trem

É a opção mais turística e bonita. O trem sai da estação no bairro Cosme Velho e sobre a montanha por dentro da Floresta da Tijuca até próximo aos pés do cristo. O trecho final é por escadas rolantes e elevadores.
Você terá que se virar para se deslocar até lá e é comum haver filas para subir.

De van (No bairro Cosme Velho)

Em frente à estação do Cosme Velho há também a opção de subir de van. Não tem o charme de subir de trem, mas tem a vantagem de parar no mirante Dona Marta, no meio da subida. O mirante oferece belíssimas vistas da cidade.

Há também um serviço de vans que parte de alguns lugares, confira: Largo do Machado (Catete), Praça Lido (Copacabana) e shopping Cittá América (Barra da Tijuca).

De van (tour fechado, reservado com antecedência)

É a opção mais cômoda! O turista é buscado na porta do hotel. O passeio dura 5 horas e inclui a passagem por outros pontos turísticos, como Maracanã, Sambódromo, Catedral Metropolitana e praias. Inclui o transporte do hotel, e o ingresso ao Cristo Redentor.

Consultar passeio!

Caminhando por trilha

Para os mais aventureiros e esportistas dá para subir a pé. São três horas de subida pela floresta e o acesso é pelo Parque Lage.

Fica a dica! O passeio no Cristo é muito procurado, especialmente na alta temporada. É recomendável comprar o ingresso pela internet com antecedência. Além de garantir a visita, você não perde tempo nas longas filas da bilheteria.

Pão de Açúcar

Bondinho Pão de Açúcar - Pontos turísticos do Rio de Janeiro
Bondinho Pão de Açúcar – Pontos turísticos do Rio de Janeiro

Consideramos o Pão de Açúcar a atração número 1 do Rio de Janeiro. As duas formações rochosas gigantescas oferecem os melhores mirantes da cidade maravilhosa.

Além dos mirantes espetaculares, o passeio de bondinho também é show. O primeiro trecho leva o visitante da praia Vermelha ao Morro da Urca (220 m). O segundo trecho leva do Morro da Urca ao Pão de Açúcar (396 m).

Lá do alto se tem vistas panorâmicas de 360 graus de quase toda a parte mais turística da cidade. Desde Niterói, ao centro, enseada de Botafogo e das principais praias, como Copacabana e Ipanema.

Há opções de tours com transporte desde o hotel , com o ingresso incluso, passando pela Praia de Copacabana.

Consultar passeio!

Estádio Maracanã

Estádio Maracanã
Em meio às arquibancadas do Estádio Maracanã

É o mais conhecido e mais importante estádio do país do futebol, que já sediou a final de duas Copas do Mundo, em 1850 e 2014. Mesmo para quem não é ligado em futebol, vale a pena fazer a visita guiada.

Atualmente o Maracanã tem capacidade para 78.838 torcedores e preenche os quesitos internacionais de segurança. O tour pelo interior do estádio dura 40 min. E contempla áreas como os vestiários, banco de reservas, áreas de imprensa, arquibancadas, entre outros.

Existe o tour guiado e não guiado, ambos com acesso no Portão A:

  • O tour guiado (em grupo) acontece de hora em hora, com saídas das 9 às 16 horas. O preço é de R$65 e R$32,50 a meia.
  • O passeio não guiado (individual) acontece em qualquer horário, entre as 9 e 16:30 horas. O preço é de R$55 e R$27,50 a meia.
  • O tour acontece todos os dias, mas tem horários diminuídos em dia de jogos. Consulte a programação aqui!

Porto Maravilha

Porto Maravilha - Turismo no Rio
Foto: Facebook Porto Maravilha

O Porto Maravilha é uma atração recente que consiste em uma zona revitalizada na cidade para a época das Olimpíadas de 2016. Lá se concentram várias obras, como o Museu do Amanhã, o Mural Etnias e a Roda Gigante.

Até pouco tempo atrás o local era perigoso e intransitável. Graças ao projeto urbanístico Porto Maravilha, a zona portuária se tornou uma das principais atrações do Rio de Janeiro.

AquaRio

AquaRio - Rio de Janeiro
AquaRio – Crédito: Bruna Prado – MTUR

Localizado na área revitalizada do Porto Maravilha, o AquaRio é o maior aquário da América do Sul. O prédio de 5 andares tem 28 tanques, totalizando 4,5 milhões de litros de água salgada. Possui 5 mil animais de 350 espécies diferentes.

A melhor forma de chegar é usando o VLT. Tours guiados por todo o Boulevard Olímpico com ida para o AquaRio também são disponibilizados, com a entrada inclusa no valor do passeio.

Horário: De segunda a domingo (incluindo feriados), de 10h às 18h, com a última entrada no circuito às 17h.
O ingresso custa R$60.
Site oficial do AquaRio

Ponte Rio-Niterói

Passando pela Ponte Rio-Niterói
Passando pela Ponte Rio-Niterói com a barca para Ilha de Paquetá

A Ponte Presidente Costa e Silva, conhecida como Ponte Rio–Niterói, é a maior ponte do Brasil, também da América Latina, com 13,29 km de extensão e vão central com 72 m de altura.

A ponte foi inaugurada em 1974 e atravessa a Baía de Guanabara, conectando os municípios do Rio de Janeiro e Niterói.
Uma das melhores formas de conhecer a ponte é através de um passeio de barco ou pegando a barca que leva a Ilha de Paquetá e passa por baixo da ponte.

Pontos turísticos Rio de Janeiro: Parques e praças

Jardim Botânico do Rio

Jardim Botânico do Rio
Jardim Botânico do Rio

O Jardim Botânico do Rio é fantástico. Uma enorme área verde no coração da cidade, onde se encontra variadas espécies de plantas de diversas partes do planeta.
O lugar é também muito fotogênico, como é o caso do corredor de palmeiras imperiais.

Como chegar – fica no bairro Jardim Botânico, na Zona Sul da cidade. Não há estações de metrô, muito próximas, mas dá para ir até a estação Jardim de Alá, em Ipanema, depois pegar um táxi ou Uber, por 3 km.

Parque do Flamengo / Aterro do Flamengo

Parque do Flamengo
Praia do Parque do Flamengo e o Pão de Açúcar ao fundo

De frente para a Baía de Guanabara, o Aterro do Flamengo é um parque gigante que foi criado para o lazer do carioca. O espaço tem quase 6 km e vai desde o Pão de Açúcar ao aeroporto Santos Dumont, que também foi construído em um aterro.

O Aterro é bastante arborizado e conta com variadas áreas de esporte. Aos domingos há pistas inteiras que são fechadas para os carros e liberadas para os esportistas e ciclistas.

Na área do Aterro fica também o MAM (Museu de Arte Moderna), com suas exposições. Logo ao lado fica a Marina da Glória, de onde saem os passeios de barco pela Baía de Guanabara.

Como chegar – Para chegar ao Aterro do Flamengo basta pegar o metrô e descer nas estações do Largo do Machado ou Catete. Destas estações basta fazer uma curta caminhada até o parque.

Lagoa Rodrigo de Freitas

Lagoa Rodrigo de Freitas - Rio de Janeiro
Lagoa Rodrigo de Freitas com o Morro do Corcovado ao fundo

A Lagoa Rodrigo de Freitas está localizada na Zona Sul da cidade do Rio de Janeiro, e é um local agradável para lazer, caminhadas e prática de esportes.

Com 2,4 milhões m², a lagoa é local de esportes aquáticos como o remo e também de passeios de pedalinho. Em seu entorno, há uma ciclovia pavimentada, com 7,5 km de extensão, diversos equipamentos de lazer e quiosques de alimentação.

Parque Laje

Parque Laje - Rio de Janeiro
Parque Laje – Crédito: Fwellisch / Wikimedia commons

O Parque Henrique Lage é um parque público, localizado aos pés do morro do Corcovado. Possui mais de 52 hectares de área verde, além de possuir um casarão do século XIX que é tombado pelo IPHAN e que a abriga o Instituto de Belas Artes.

Foi projetado em 1840, em meio à floresta nativa, com palmeiras imperiais, lagos e ilhas artificiais, formando belos cenários. O Parque Lage é parte do Parque Nacional da Tijuca e de onde sai a trilha que leva até o Cristo Redentor.

No pátio central da mansão, fica o Bistrô Plage, à beira da piscina, que oferece café da manhã, almoço e jantar. No local ocorrem diversos eventos de arte e música durante todo ano.

Como chegar – Fica a 1 km do jardim Botânico (na mesma rua), entre a Lagoa Rodrigo de Freitas e o Morro do Corcovado. Dá para ir caminhando, de táxi ou carro de aplicativo.

Quinta da Boa Vista

"<yoastmark

Quinta da Boa Vista é um dos maiores parques urbanos da cidade do Rio de Janeiro, com 155 mil m². Foi residência oficial da família real de 1808 até a Proclamação da República, em 1889.

O parque preserva os jardins e lagos do antigo palácio da família real, construções e estátuas de bronze originais, como também um Jardim Zoológico.
É procurado também por sua ampla área verde para a prática de esportes e os jardins para a realização de piqueniques.

Horário de funcionamento
De terça à domingo, das 10h às 16h, tendo o visitante até às 17h.
Às segundas, abre das 12h às 16h, tendo o visitante até às 17h.

Parque das Ruínas

Parque das Ruínas - Santa Tereza
Parque das Ruínas – Crédito: @brunomartins246

O Parque das Ruínas fica no alto do bairro Santa Teresa e além da incrível vista da cidade, é uma atração histórica e cultural.

O parque fica nas ruínas da antiga casa de Laurinda Santos Lobo, uma grande aristocrata carioca que viveu entre o sáculo XIX e XX. No local ocorrem frequentes exposições e apresentações.

O famoso Bondinho de Santa Tereza é a maneira mais indicada para chegar. Peque o bonde na Rua Lelio Gama, próximo ao Largo da Carioca, e desça no Largo do Curvelo, depois caminhe até o Parque.

Parque natural da Catacumba

Parque Catacumba - O que fazer no Rio de Janeiro
Parque Catacumba – Crédito: Divulgação página Facebook

O Parque Natural da Catacumba é uma ideal para quem curte fazer trilhas em meio à natureza. Possui quase 27 hectares com uma grande diversidade de árvores, plantas e flores.

Na parte baixa tem esculturas, caminhos pavimentados e pequenas praças. Já na parte alta, que possui mata mais fechada, o destaque é o mirante do Sacopã, que oferece lindas vistas da Lagoa Rodrigo de Freiras e do Jardim Botânico.

O parque fica em frente à Lagoa Rodrigo de Freitas, possui diversos mirantes, além de oferecer também algumas atividades, como arvorismo, rapel, tirolesa e muro de escalada.

Praça XV

"<yoastmark

Praça XV localiza-se na Zona Central da cidade do Rio de Janeiro, às margens da Baía de Guanabara. Construída no século XVI, a praça foi revitalizada em 2016, junto com a Zona Portuária do Rio de Janeiro.

No interior da praça fica a Parada Praça XV do VLT, a Estação Praça XV das barcas. No entorno da praça ficam alguns pontos turísticos do Rio como o Paço Imperial, o Palácio Tiradentes, a igreja São José e o Museu Naval.
Da Estação das Barcas, na Praça XV saem as barcas para Niterói e Ilha de Paquetá.

A praça também possui quatro monumentos históricos: o Chafariz do Mestre Valentim; a Estátua Equestre de Dom João VI; a Estátua Equestre do General Osório; e a Estátua do Almirante Negro.

Todos os sábados, em frente ao Paço Imperial, acontece a tradicional Feira de Antiguidades, considerada a maior da América Latina.

Pontos turísticos Rio de Janeiro: Museus

Museu do Amanhã

Museu do Amanhã - Pontos turísticos do Rio
Museu do Amanhã – Crédito: Mario Roberto Durán Ortiz / Wikimedia commons

Inaugurado em 2015, o Museu do Amanhã se tornou uma das mais visitadas atrações do Rio de Janeiro. Projetado do espanhol Santiago Calatrava, o prédio possui uma arquitetura bastante peculiar e ainda oferece uma linda vista da Baía de Guanabara.

É um museu de ciências que explora oportunidades e desafios que a humanidade terá de enfrentar nas próximas décadas em termos de sustentabilidade e convivência.

Horário: Terça a Domingo, das 10h às 18h (com a última entrada às 17h).
Preço: R$ 20 inteira e R$ 10 meia-entrada – grátis às terças.

Museu de Belas Artes

Museu de Belas Artes do Rio de Janeiro
Museu de Belas Artes do Rio

O Museu Nacional de Belas Artes do Rio de Janeiro concentra o maior acervo de obras de arte do século XIX, sendo um dos mais importantes museus do gênero no país.

Inaugurado em 1938, o museu teve como seu primeiro acervo, um conjunto de obras de arte trazidas em 1808 por Dom João VI. Hoje conta com cerca de 15.000 peças de artistas brasileiros e estrangeiros.

Possui pinturas, esculturas, desenhos e gravuras, coleção de arte decorativa, mobiliário, arte popular e um conjunto de peças de arte africana.
Atualmente o museu está fechado, pois o prédio está passando por uma grande restauração. A previsão de reabertura é para 2022.

MAR (Museu de Arte do Rio)

Museu de Arte do Rio de Janeiro
Museu de Arte do Rio – Crédito: Bruna Prado – MTUR

O Museu de Arte do Rio (MAR), também está localizado na Praça Mauá, próximo ao Museu do Amanhã. Suas exposições refletem temas ligados à cidade, além de oferecer ótimas vistas para o Museu do Amanhã e a região revitalizada do porto.

Horários: De terça a domingo, das 10h às 17h
Preços: Geral: R$ 20,00 – Meia-entrada: R$ 10,00 – Às terças-feiras, o MAR é gratuito para todos.
Mais informações no site oficial

Espaço Cultural da Marinha – Rio de Janeiro

Submarino no Museu da Marinha - Rio de Janeiro
Submarino para visitação no Museu da Marinha

Inaugurado em 1996, o Espaço Cultural da Marinha está instalado nas antigas docas da Alfândega, em frente à Praça XV, centro do Rio. Possui uma área expositiva de cerca de 1,1 mil m², onde é preservado o Patrimônio Histórico e Documentação da Marinha.

O local abriga parte importante do acervo da Marinha do Brasil. Entre os destaques estão: O Submarino Museu Riachuelo, um Helicóptero Sea King, uma Aeronave de interceptação e ataque (caça), Um carro de combate Cascavel, e a Nau dos Descobrimentos.

  • Do museu, saem também os passeios de barco para a Ilha Fiscal.
  • Abre de quinta a domingo e as visitações acontecem as 11h, 12h, 13h, 14h, 14h e 16h.
  • Os ingressos são vendidos online pelo site oficial.
    Inteira – R$ 12,00, Meia entrada – R$ 6,00

Centro Cultural Banco do Brasil

Centro Cultural Banco do Brasil - Rio de Janeiro
Centro Cultural Banco do Brasil

O Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) é um espaço cultural instalado no prédio da antiga sede do próprio banco. O belíssimo prédio construído em 1906 possui uma incrível cúpula em seu pátio interno.

As exposições realizadas no CCBB são sempre bastante procuradas e costumam ficar cheias. Fica próximo à igreja da Candelária e a Casa França Brasil.

Mural Etnias

Mural Etnias - Atrações do Rio
Mural Etnias – Crédito: Bruna Prado – MTUR

O Mural Etnias foi pintado em galpões da Zona Portuária e entrou recentemente na lista do que fazer no Rio. É um dos maiores murais do mundo, obra do artista paulistano Kobra, que tem suas obras espalhadas por todo o mundo.

O mural apresenta 5 rostos humanos, representando tribos indígenas de diferentes continentes.
Fico próximo ao Museu do Amanhã, acessível através de uma curta caminhada ou de VLT, que possui uma parada bem em frente.

Instituto Moreira Salles

Instituto Moreira Sales – Foto de divulgação IMS

O Instituto Moreira Salles (IMS) é a antiga casa do banqueiro Walther Moreira Salles. Possui uma arquitetura belíssima, projetada por Olavo Redig de Campos e jardins projetados por Burle Marx. O IMS tem o maior acervo fotográfico do Brasil, com exposições fotográficas frequentes.

Como chegar – O IMS fica na Gávea onde não há metrô ou ônibus próximo. A melhor forma é de carro, táxi ou carro de aplicativo.
Consulte horários de visitação

Pontos turísticos Rio de Janeiro: Igrejas

Catedral do Rio de Janeiro

Catedral do Rio de Janeiro
Catedral do Rio de Janeiro

A imponente Catedral de São Sebastião do Rio de Janeiro foi inaugurada em 1979. Com estilo moderno e incomum, possui formato cônico, com 106 metros de diâmetro e 75 metros de altura.

Apresenta vitrais coloridos que vão das paredes até a cúpula. A porta principal é formada por relevos em bronze. A catedral fica no centro da cidade e chama a atenção entre os outros edifícios.

Igreja da Candelária

Igreja da Candelária - Pontos turísticos do Rio de Janeiro
Igreja da Candelária

A igreja da Candelária, localizada no centro da cidade do Rio de Janeiro, teve sua construção iniciada em 1609 e finalizada em 1877. Possui em seu interior belíssimas pinturas murais executadas por João Zeferino da Costa.

É um dos principais templos religiosos da cidade, palco de casamentos da alta sociedade carioca. A igreja foi marcada também por alguns acontecimentos históricos como Diretas Já e Chacina da Candelária.

Mosteiro de São Bento – Rio de Janeiro

Mosteiro de São Bento - Rio de janeiro
Mosteiro de São Bento – Crédito: Halley Pacheco de Oliveira / Wikimedia commons

Fundado por monges em 1590, o Mosteiro de São Bento possui arquitetura externa simples, mas um interior de cair o queixo. Suas paredes são forradas com folhas de ouro numa riqueza de detalhes impressionante.

Localizado na Zona Portuária do Rio, possui uma incrível vista da Baía de Guanabara e do Museu do Amanhã.
Faça um tour virtual!

Igreja de São Francisco da Penitência

Igreja de São Francisco da Penitência - Rio de Janeiro
Igreja de São Francisco da Penitência – Crédito: Filipo Tardim / Wikimedia commons

Concluída em 1772, a Igreja da Ordem Terceira de São Francisco da Penitência está integrada ao Convento de Santo Antônio, situada no centro da cidade do Rio de Janeiro.
Sua fachada externa é de aparência pouco comum para uma igreja e a arquitetura interna também é bastante simples.

Porém sua decoração interna é excepcional toda revestida de talha dourada. Desde os altares, às paredes e até no forro possuem uma decoração barroca exuberante.
Atualmente a igreja funciona também como Museu de Arte Sacra.

Horário de funcionamento: De segunda a sexta, das 9h às 16h30. Sábados das 9h às 12h.
Valor do ingresso: R$ 10,00.

O que fazer no Rio de Janeiro: Construções e arquitetura

Palácio do Catete (Museu da República)

Palácio do Catete - Rio de Janeiro
Palácio do Catete (Museu da República)

O Palácio do Catete é uma construção de 1867, que era a antiga residência presidencial, na época em que o Rio de Janeiro era a capital do país. Após a construção de Brasília, o edifício virou o Museu da República.

O palácio foi palco de um importante fato histórico, local onde Getúlio Vargas suicidou-se em 1954.
As salas do palácio possuem belíssimas decorações e um rico acervo de arte. Seu pátio tem um enorme jardim que dá acesso ao Aterro do Flamengo.

Horário de funcionamento do museu do palácio: Terça à sexta, das 10h às 17h. Sábados, domingos e feriados, de 11h às 18h.
Horário do Jardim: Diariamente, de 8h às 18h

Ingressos: R$ 6,00 (entrada franca às quartas e aos domingos).
Professores, maiores de 60 anos e crianças até 10 anos não pagam.
Estudantes e menores de 21 anos têm 50% de desconto.

Teatro Municipal

Teatro municipal do Rio de Janeiro
Teatro municipal do Rio

Localizado na Cinelândia, no centro, o Teatro Municipal do Rio de Janeiro é um dos mais importantes teatros brasileiros e provavelmente o mais bonito.

Foi inaugurado em 14 de julho de 1909 e em 1910 foi reinaugurado após extensas obras de restauração. O teatro ostenta belíssimas obras dos mais renomados artistas brasileiros da época de sua construção.

Quem passa pela frente do teatro já se encanta com a beleza e imponência do prédio. Possui acesso fácil pelo metrô e VLT Cinelândia.

Palácio Tiradentes – Rio de Janeiro

Palácio Tiradentes - Rio de Janeiro
Fachada do Palácio Tiradentes

O Palácio Tiradentes foi inaugurado em 1926 e atualmente abriga a sede da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro. O prédio possui estilo eclético com uma bela fachada com colunas e diversas estátuas e decorações.

A cúpula é adornada com esculturas alegóricas representando a Independência e a República. Por dentro, há inúmeras decorações realizadas por artistas renomados.
O destaque é o grande painel, restaurado em 2001, que figura em tamanho natural, os retratos dos 63 constituintes.

Abre à visitação de terça a sábado, das 10h às 17h e aos
domingos e feriados, das 12h às 17h. Entrada gratuita.

Paço Imperial do Rio de Janeiro

Paço Imperial - Rio de Janeiro
Paço Imperial

Inaugurado em 1743, o Paço Imperial foi construído para ser residência dos governadores da Capitania do Rio de Janeiro. Foi residência do Rei de Portugal Dom João VI e dos Imperadores do Brasil.

Passou por ampliações no século XIX e atualmente é um centro cultural, que oferece importantes exposições durante todo ano, com entrada franca.
Fica junto à Praça XV de Novembro e abre de terça a domingo, das 12h às 19h.

Palácio da Ilha Fiscal

Palácio da Ilha Fiscal
Palácio da Ilha Fiscal – Crédito: Halley Pacheco de Oliveira / Wikimedia commons

Inaugurado em 1889, o Palácio da Ilha fiscal é uma imponente construção localizada em uma ilha no interior da baía de Guanabara, a 1 km do continente.

O palácio ficou famoso por sediar a última grande festa do Império antes da Proclamação da República, em 15 de Novembro de 1889.

Atualmente abriga um museu histórico-cultural com patrimônio da marinha. Seu nome se originou do fato de ali ter funcionado o posto da Guarda Fiscal, que atendia o porto no século XIX.

A visitação é feita de barco e acontece de quinta a domingo em três horários: 12h30, 14h 15h30. O embarque acontece 20 minutos antes. Os ingressos serão vendidos entre as 11h às 15h10 no Espaço Cultural da Marinha.
Ingressos: R$ 36 (inteira) e R$ 18 (meia).

Forte de Copacabana

Forte de Copacabana - Pontos turísticos do Rio de Janeiro
Jardim do Forte de Copacabana com vista da praia

Construído em 1914, o Forte de Copacabana localiza-se na ponta direita da praia de Copacabana. O forte abriga o Museu Histórico do Exército e oferece também belas vistas panorâmicas da orla de Copacabana.

O turista pode escolher entre a visita restrita (áreas externas) ou optar pela visita completa (incluindo o interior do forte e o Museu histórico-militar).
Abre de terça a domingo, das 10h às 19h e o museu das 10h às 17h.
O ingresso custa R$6.

Forte do Leme (Forte Duque de Caxias)

Forte do Leme
Vista aérea do Forte do Leme – Crédito: Forças terrestres

A construção atual do Forte do Leme foi inaugurada em 1917, localizada no alto de um costão rochoso a 124 m de altura. No pátio do forte há algumas peças militares como os quatro obuseiros Krupp de 280 mm.

No Mirante da Bandeira se tem belíssimas vistas da Praia de Copacabana e também do Pão de Açúcar no lado contrário.
Abre de Terça a Domingo, das 9h30 às 16h30.
O ingressos custa R$ 4,00.

Real Gabinete Português

Real Gabinete Português - Pontos turísticos do Rio de Janeiro
Real Gabinete Português – Crédito: Mayumi Ishikawa / Wikimedia commons

O Real Gabinete Português é uma biblioteca no centro da cidade do rio de Janeiro, fundada em 1837. Possui uma arquitetura belíssima que por si só vale a visita.
Seu acervo de livros na Língua Portuguesa é o maior do mundo, fora de Portugal. Machado de Assis era frequentador assíduo do local.

Arcos da Lapa

Arcos da Lapa - Pontos turísticos do Rio de Janeiro
Arcos da Lapa

O Aqueduto da Carioca, mais conhecido por Arcos da Lapa, foi uma obra arquitetônica de grande porte empreendida no Brasil durante o período colonial. Preservado até hoje, é um dos cartões-postais da cidade, localizado na região boêmia da Lapa.

Foi inaugurado em 1750 como aqueduto e depois, serviu como viaduto, a partir de 1896. A obra serve até hoje para a passagem do bonde que leva passageiros do centro até os altos do Bairro da Lapa.

Escadaria Selarón

Escadaria Selarón
Escadaria Selarón – Crédito: Carlos Ers Jr. – MTUR

A Escadaria Selarón é uma obra arquitetônica que mistura arte e decoração, localizada entre os bairros de Santa Teresa e Lapa. Fica a apenas 5 minutos a pé até os Arcos da Lapa.
A escadaria que leva ao Convento de Santa Teresa foi toda decorada por azulejos coloridos pelo artista chileno Jorge Selarón, morador da área. Sua obra foi iniciada em 1990 e durou vários anos.

Confeitaria Colombo

Confeitaria Colombo - O que fazer no Rio de Janeiro
Confeitaria Colombo – Foto de divulgação

Fundada em 1894 por imigrantes portugueses, a Confeitaria Colombo é uma tradicional confeitaria e uma famosa atração do Rio de Janeiro.

Em 2002, a confeitaria ganhou o Espaço Memória, onde mantém seu museu com utensílios e objetos em geral utilizados ao longo da história da confeitaria. Atualmente, o segundo andar é ocupado pelo restaurante Cristóvão.

Abre de segunda á sexta, das 09h às 19h.
Sábados e feriados, das 09h às 17h.

O que fazer no Rio: Mirantes e trilhas

Além do Morro do Corcovado (Cristo Redentor) e os dois morros do Pão de Açúcar (já mencionados), há vários outros mirantes na cidade do Rio de Janeiro.
Para os aventureiros, os mirantes são atrações top na lista do que fazer no Rio. Em alguns deles o ideal é ir com agência pela questão da segurança e dificuldade de acesso.

Vista Chinesa

Vista Chinesa - Rio de Janeiro
Vista Chinesa – Crédito: Luciola Vilella – MTUR

A Vista Chinesa é um mirante em estilo chinês localizado no interior do parque Floresta da Tijuca, no bairro do Alto da Boa Vista. O mirante proporciona uma das vistas mais encantadoras da zona Sul da cidade do Rio de Janeiro e da lagoa Rodrigo de Freitas.

Mirante Dona Marta

Mirante Dona Marta - Turismo no Rio
Mirante Dona Marta

Com seus 340 m de altura, o Mirante Dona Marta é também uma bela atração do Rio de Janeiro. Oferece vistas panorâmicas do Cristo Redentor, Pão de Açúcar, Maracanã, centro e toda zona Norte da cidade do Rio de Janeiro.
O acesso é feito pelo Cosme Velho, pela Ladeira dos Guararapes, na direção do Corcovado.

Mirante do Morro Dois Irmãos

Trilha Morro Dois Irmãos - Rio de Janeiro
Trilha Morro Dois Irmãos – Imagem de divulgação tour agência Morro Dois Irmãos

No topo de uma pedra a 538 m de altura, o Mirante Dois Irmãos oferece uma vista completa de toda a Zona Sul do Rio. Oferece vistas da Lagoa Rodrigo de Freitas, da Barra da Tijuca, Favela da Rocinha e a Pedra da Gávea.

O ponto de partida é o alto da Favela do Vidigal (consultar como está a segurança). O percurso de 1,5 km é todo de subida com áreas pela mata, outras pelo sol, alguns trechos mais íngremes, outros mais leves.

A Civitalis leva a este passeio. Mais informações no botão abaixo!

Consultar passeio Morro Dois Irmãos

Pedra Bonita

Vista da Pedra Bonita - Rio de Janeiro
Trilha da Pedra Bonita – Foto de divulgação Civitalis

A Pedra Bonita é o ponto de partida dos voos de asa-delta que terminam nas areias da praia de São Conrado. O pico tem 696 m de altitude, enquanto a rampa de decolagem fica a 520 m.

O acesso é feito pela sinuosa Estrada das Canoas, em São Conrado. Os carros chegam até a rampa de voo livre, a 520 metros. Já o topo da pedra é acessível por trilha sem muita dificuldade.

O cume oferece vistas panorâmicas de toda a zona sul carioca e de um ângulo diferente da Pedra da Gávea.

A Civitalis leva a esta trilha. O passeio dura 4 horas e inclui o acompanhamento de um guia experiente. Mais informações no botão abaixo!

Consultar tour!

Pedra da Gávea

Pedra da Gávea - Rio de Janeiro
Pedra da Gávea – Imagem de divulgação Civitalis

A Pedra da Gávea é a mais alta das montanhas de pedra do Rio de Janeiro. Com 844 metros, é também o mais alto monólito à beira-mar no mundo.

Esta trilha é aconselhada para aventureiros experientes, com bom condicionamento físico, acompanhados de um guia. Oferece vistas da Barra da Tijuca, de parte da zona sul carioca e da Favela da Rocinha.

A trilha de 1,7 km tem início em Barrinha, na Barra da Tijuca. A subida é íngreme, com trechos perigosos pelas raízes das árvores, fendas e ajuda de cordas.

A Civitalis leva a esta trilha. O passeio dura 8 horas e inclui o acompanhamento de um guia experiente. Mais informações no botão abaixo!

Consultar passeio!

Pedra do Arpoador

Pedra do Arpoador - O que fazer no Rio de Janeiro
Pedra do Arpoador e Praia Ipanema

A Pedra do Arpoador é bem baixa em relação aos outros mirantes do Rio, mas não pode ficar de fora pela beleza de sua vista. É um dos locais preferidos para ver o pôr do Sol no Rio.

Oferece uma vista completa da orla de Ipanema e Leblon, com a Favela do Vidigal, o Morro Dois Irmãos e a Pedra da Gávea ao fundo. No outro lado se tem a vista para a Praia do Diabo.
O acesso é fácil pelo canto esquerdo da praia de Ipanema.

Mirante da Paz

Mirante da Paz - Ipanema - Rio de Janeiro
Mirante da Paz na torre à frente

O Mirante da Paz faz parte do Complexo Rubem Braga, composto por dois elevadores panorâmicos e passarelas de acesso. Sua função principal é ligar a Estação General Osório do metrô, em Ipanema, aos morros Pavão/Pavãozinho e Cantagalo.

O Mirante da Paz incorporado ao complexo oferece vistas de Ipanema, Leblon e a Lagoa Rodrigo de Freitas. O acesso é gratuito.

Outros pontos turísticos no Rio de Janeiro

Feira de São Cristóvão

Centro de tradições Nordestinas - Turismo no Rio
Centro de Tradições Nordestinas (Feira de São Cristóvão)

O Centro Luiz Gonzaga de Tradições Nordestinas, também conhecido como Feira de São Cristóvão apresenta o melhor da arte, cultura e gastronomia do Nordeste brasileiro.

É um grande pavilhão repleto de lojinhas com produtos do Nordeste brasileiro. Além de artesanato é possível provar os pratos típicos nos restaurantes, assistir shows e dançar forró.

Santa Teresa

Bairro Santa Tereza - Rio
Bairro Santa Tereza – Crédito: freewalkertours.com

Santa Teresa é um bairro do Rio de Janeiro situado no topo de um morro que possui uma atmosfera encantadora. Com ruas íngremes e sinuosas, casarões, bares e restaurantes, e a linha de bonde, lembra as ladeiras de Lisboa e da cidade do Porto, em Portugal.

O morro é acessível através de um peculiar passeio de bonde que sai do centro. Lá do alto se tem belas vistas da parte central da cidade.

Não deixe de visitar o Parque das Ruínas, com sua galeria de arte construída em torno das ruínas de uma mansão e o Museu da Chácara do Céu, que exibe a arte europeia e brasileira.

Roda gigante Rio Star

Roda Gigante RioStar
Roda Gigante RioStar – Imagem de divulgação

A Roda Gigante RioStar é a maior roda gigante da América Latina com 88 metros de altura. Localizada na área do Porto Maravilha, oferece vistas diferentes da cidade do rio de Janeiro.
Mais informações no site oficial

Praias do Rio de Janeiro

Com tantos pontos turísticos do rio de janeiro fica até difícil sobrar tempo para pegar praia. Mas com o calor do Rio é quase que obrigatório tirar um tempinho para dar um mergulho.
Conheça as principais praias do Rio de Janeiro:

Praia de Copacabana e Leme

Praia de Copacabana
Praia de Copacabana vista do forte

Copacabana é uma das praias mais famosas do mundo. Com quase 4 km de extensão, possui uma larga faixa de areia e mar um pouco agitado.
É frequentada por turistas e moradores que aproveitam a praia e o calçadão. É acessível por 3 estações de metrô: Cardeal Arcoverde, Siqueira Campos e Cantagalo.

A praia do Leme ocupa a mesma orla de Copacabana. Fica no lado esquerdo e é um pouco mais reservada.

Praia de Ipanema, Arpoador e Leblon

Praia Ipanema - Rio de Janeiro
Praia Ipanema lotada

Com visual mais bonito do que Copacabana, Ipanema tem 1,5 km de extensão e vai desde a pedra do Arpoador até o canal da Lagoa Rodrigo de Freitas.

Possui faixa de areia mais estreita e um mar mais calmo à esquerda onde é chamada também de Praia do Arpoador. Pode ser acessada por 3 estações do metrô: General Osório, Nossa senhora da Paz e Jardim de Alah.

Leblon ocupa a mesma extensão de areai da Praia de Ipanema, separada apenas pelo canal da Lagoa. Tem 1,2 km de extensão e pode ser acessada pelas estações do metrô, Jardim de Alah e Antero de Quental.

Praia Vermelha

Praia Vermelha - Rio de Janeiro
Praia Vermelha e Pão de Açúcar ao fundo

A Praia Vermelha tem 250 m de extensão, localizada no início da Baía de Guanabara. Fica em uma enseada protegida entre duas montanhas de pedra, uma delas, o Pão de Açúcar.
Possui águas calmas, com poucas ondas e protegida do vento pelas paredes rochosas.

Praia de São Conrado

Praia de São Conrado - Rio de Janeiro
Praia de São Conrado – Crédito: Invexo.com.br

Com 1,4 km, fica entre a Pedra da Gávea e o Morro Dois Irmãos, abaixo da pedra Bonita. É caracterizado como um dos bairros mais nobres do Rio de Janeiro, com diversos edifícios e mansões luxuosas cercando a praia.

Barra da Tijuca

Praia na Barra da Tijuca
Praia na Barra da Tijuca – Crédito: Carlos Ers Jr. – MTUR

A Barra da Tijuca é um grande bairro com condomínios e shoppings. A orla se divide por praias de diferentes nomes, como Praia do Pepê e as áreas para surfe do Recreio e da Macumba, onde bares e restaurantes se alinham à beira-mar.

Mapa do Rio de Janeiro – Pontos turísticos

Passeios no Rio de Janeiro

Há um infinidade de passeios para se fazer no Rio de Janeiro. Vamos destacar alguns dos mais importantes:

Passeio de Helicóptero no Rio

Passeio de helicóptero no Rio
Passeio de helicóptero no Rio – Imagem de divulgação Civitalis

Não chegamos a fazer, mas sobrevoar os principais pontos turísticos do Rio de Janeiro de perto deve ser o máximo. Existem passeios com duração, preços, roteiros diferentes e pontos de partida diferentes, conforme a empresa.

Consultar tour de helicóptero (até 3 pessoas)

Passeio de barco pela Baía de Guanabara

Passeio de barco na Baía de Guanabara
Passeio de barco na Baía de Guanabara – Imagem de divulgação saveiros.com.br

O passeio de barco pela Baía de Guanabara é também uma forma de conhecer alguns pontos turísticos do Rio de Janeiro por um ângulo diferente.

O passeio passa por atrações da Baía de Guanabara, como o Pão de Açúcar, Palácio da Ilha Fiscal, várias praias, algumas fortalezas, entre outros…

A saída se dá na orla da Praça XV e os ingressos são vendidos no espaço Cultural da Marinha. Também há passeios saindo da Marina da Glória.

Consultar passeio de barco

Passeio de Asa Delta no Rio

Passeio de Asa Delta no Rio de Janeiro
Imagens de divulgação asadeltainrio.com

O passeio de Asa Delta é um pouco mais complicado. Depende da disponibilidade de um piloto, condições climáticas adequadas, além de uma aulinha antes da decolagem.
O ponto de partida é a rampa de voo livre da Pedra Bonita, situada a 520 m de altura. O voo dura de 10 a 15 min, e é uma experiência fantástica em paisagens espetaculares.

Consultar passeio se Asa Delta

Passeio de Bonde Santa Tereza

Passeio de Bonde no Rio de Janeiro
Passeio de Bonde no Rio de Janeiro

O bonde elétrico de Santa Tereza é o único ainda em funcionamento em todo o Brasil. Além de viver a experiência de andar no transporte público histórico, a linha do bonde oferece belas vistas da cidade.

Passa por cima dos Arcos da Lapa e sobe até o Bairro Santa Tereza e em todo caminho há belas vistas do centro do Rio.

Passeios para outras cidades

Ao planejar o roteiro do que fazer no Rio de Janeiro, considere também fazer viagens de bate e volta para cidades próximas se tiver bastante tempo.

Os destinos se dividem entre cidades de praias e de montanhas.

  • Principais destinos de praias: Angra dos Reis, Arraial do Cabo, Búzios e Cabo Frio.
  • Destinos de montanha: Petrópolis, Teresópolis e Nova Friburgo.

As melhores formas de chegar são de carro alugado ou através de transfer ou tour bate e volta.

A Civitalis oferece várias opções de excursões para os destinos da região, confira:

 

Leia também:

Praias de Búzios


VIAJE GASTANDO POUCO! FAÇA AS SUAS RESERVAS AQUI! Estas são as empresas parceiras de confiança que utilizamos para montar nossas viagens!
       

PACOTES DE VIAGENS HURB. Pacotes de viagens baratos para os melhores destinos do Brasil e do Mundo. Pague em até 12x.

       

HOSPEDAGEM - BOOKING. Melhor site de hospedagem, com os melhores preços! Reserve com antecedência. Cancele, se precisar.

    

ALUGUEL DE CARRO - RENTCARS. Compare o preço de locadoras em todo o mundo pelos melhores preços! Reserve e pague em Reais, sem IOF.

       

SEGURO VIAGEM – SEGUROS PROMO. É obrigatório na Europa e recomendado nas viagens. É barato e previne gastos. Saiba mais!

     

PASSEIOS PELO MUNDO – GET YOR GUIDE - Programe seus passeios, atividades e compre ingressos para destinos de todo o mundo.

Avatar
Editor, fotógrafo e videomaker do Viagens e Caminhos. Apaixonado por viagens com toques de aventura, criou esse blog para compartilhar suas experiências e ajudar os leitores a organizar suas viagens

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here