Chapada dos Guimarães: Pontos turísticos, roteiro e passeios

Guia completo para visitar a Chapada dos Guimarães no Mato Grosso. Todas as dicas de visitação e lista das atrações dentro e fora do parque nacional

3062
Chapada dos Guimarães - Cidade de Pedra
Chapada dos Guimarães - Cidade de Pedra

A Chapada dos Guimarães é um destino turístico já bem estabelecido no estado do Mato Grosso. É a chapada mais próxima de uma capital, a apenas 56 km de Cuiabá, com isso, é também a de mais fácil acesso.

Além do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães, famoso por seus paredões de arenito, o destino oferece inúmeras atrações de ecoturismo, como, grutas, formações rochosas, cachoeiras, balneários, e mirantes, além de outras atrações.

Neste post iremos tirar todas as suas dúvidas para visitar o destino, quando ir, como chegar, quantos dias ficar, onde se hospedar e o que fazer na Chapada dos Guimarães, no Mato Grosso.

O que fazer na Chapada dos Guimarães MT
Cachoeira Véu de Noiva, uma das principais atrações do parque nacional

Sobre a Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

Antes de mais nada é bom que você entenda:
O destino de ecoturismo “Chapada dos Guimarães” é formado pelo parque nacional, algumas áreas de proteção ambiental (APA), e propriedades particulares abertas à visitação turística, sendo algumas com a exigência do acompanhamento de um guia, outras não.

Dentro desta região, mas fora do parque fica a cidade de Chapada dos Guimarães MT, que oferece toda a estrutura turística para receber os turistas, com diversas pousadas, restaurantes e opções de comércio.

Cidade de Chapada dos Guimarães MT
Vista aérea do centro da Cidade de Chapada dos Guimarães MT

Porque Chapada dos Guimarães

O primeiro homem branco a se instalar no local da Chapada dos Guimarães foi o paulista Antônio de Almeida Lara, que chegou junto com os bandeirantes para fazer pesquisas auríferas rio Coxipó acima.

A primeira denominação do local foi Santana da Chapada, dado pelos jesuítas, depois foi alterado para Chapada de Cuiabá e mais adiante foi alterado para Chapada de Guimarães.

O nome foi dado por sugestão de portugueses naturais da cidade de Guimarães. Outra fonte dá o termo como homenagem ao Duque de Guimarães, por imposição de Visconde de Balsemão, que governava a área.

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Chapada dos Guimarães - Vale do Rio Claro
Mirante da Crista do Galo no Vale do Rio Claro, interior do parque nacional

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães foi criado em 12 de abril de 1989. Localizado entre os municípios de Cuiabá e Chapada dos Guimarães, no estado de Mato Grosso, tem 32.630 hectares em um ecossistema de cerrado, repleto de formações rochosas.

No interior do parque nacional estão localizadas algumas nascentes que formam a bacia do rio Coxipó, que abastece a cidade de Cuiabá, que é também, um dos de rios formadores do Pantanal.

A paisagem mais conhecida do Parque da Chapada dos Guimarães é a Cachoeira do Véu de Noiva, porém, o que acho que mais se identifica com a paisagem da chapada é a Cidade de Pedra.
A sede do parque fica a 13 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT e está aberto à visitação todos os dias das 9h às 16h e a entrada é gratuita. Algumas atrações são autoguiadas, outras só podem ser feitas com guia credenciado, veja a lista abaixo:

  • Atrações de visitação livre autoguiada – Cachoeira Véu de Noiva e Circuito das Cachoeiras.
  • Atrações guiadas – Cidade de Pedra, Vale do Rio Claro, Morro São Jerônimo e Casa de Pedra.

Neste post iremos mostrar a lista com o que fazer na Chapada dos Guimarães com detalhes de cada atração, confira!

Araras na Chapada dos Guimarães
Araras facilmente vistas na chapada

Chapada dos Guimarães: Guia prático

Dicas de Viagem: Quando Ir, como chegar, onde ficar e o que fazer na Chapada dos Guimarães – Mato Grosso

Navegue por este post

Quando ir à Chapada dos Guimarães: Melhor época

A Chapada dos Guimarães pode ser visitada em qualquer época do ano. Porém, há uma estação seca e outra chuvosa, bem definidas que podem mudar a sua experiência em alguns dos passeios.

A melhor época para visitar a Chapada dos Guimarães no Mato Grosso é entre maio e setembro, lendo as informações baixo você vai entender porquê!

Estação seca na Chapada dos Guimarães MT

A estação seca vai de maio a setembro, com apenas 25 mm de chuva/mês em média. Os meses de junho, julho e agosto são os mais secos, quando raramente chove na região.

De maneira geral esta é a melhor época para curtir os passeios na Chapada dos Guimarães. Sem chuva, as águas estão no auge de sua transparência e as paisagens com o céu azul mais lindas.
Porém, mais no final da estação seca as cachoeiras estarão com pouca água e algumas menores até secam nesta época.

Chapada dos Guimarães - Circuito das Cachoeiras - Cachoeira dos Degraus
Cachoeira dos Degraus na época seca, uma das atrações do Circuito das Cachoeiras

Estação chuvosa na Chapada dos Guimarães MT

Entre outubro e março chove bem mais, em média 200mm ao mês, especialmente entre dezembro e março. A vantagem desta época é que as cachoeiras estão com bastante água. A desvantagem é que as eventuais chuvas podem estragar alguns passeios.

Temperatura e índice de chuvas

A área do topo da chapada tem um clima um pouco mais ameno do que o restante da região por sua maior altitude, mas nada tão representativo.
No gráfico abaixo é possível ver os índices de chuvas e temperaturas médias no decorrer do ano. Dados da Climatempo.

Mês – Min. – Máx. – Precipitação (mm)
Janeiro – 23° – 30° – 271 mm
Fevereiro – 22° – 30° – 239 mm
Março – 22° – 31° – 232 mm
Abril – 22° – 31° – 117 mm
Maio – 20° – 30° – 40 mm
Junho – 18° – 30° – 13 mm
Julho – 18° – 30° – 7 mm
Agosto – 19° – 32° – 16 mm
Setembro – 21° – 32° – 60 mm
Outubro – 22° – 32° – 143 mm
Novembro – 22° – 31° – 189 mm
Dezembro – 23° – 30° – 245 mm

Voltar ao índice

Como chegar na Chapada dos Guimarães: Onde fica?

Chapada dos Guimarães Como chegar
Rodovia de acesso à Chapada dos Guimarães

O Parque Nacional da Chapada dos Guimarães fica no estado de Mato Grosso, a apenas 56 km de Cuiabá. Já, a cidade de Chapada dos Guimarães MT fica a 69 km da capital do estado.

O acesso é pela rodovia BR-251, com trecho todo pavimentado e em bom estado de conservação (ref. junho 2022).

Como chegar na Chapada dos Guimarães MT

Para quem vem de longe e viaja de avião, a porta de entrada é pelo aeroporto de Cuiabá, que recebe vários voos diários das principais capitais brasileiras, alguns diretos, outros com conexões.

PASSAGENS PROMO – Acesse o buscador de passagens aéreas promocionais com os melhores preços do mercado! Pague em até 10x!
FAÇA SUA BUSCA DE VOOS BARATOS!

Dependendo do horário de seus voos de ida e volta, considere pernoitar em Cuiabá. Há uma grande oferta de hotéis na cidade. Ficamos no Hotel Abudi que oferece ótimo custo benefício.

Chapada dos Guimarães com carro alugado

A partir do aeroporto, a melhor opção é alugar um carro, que irá servir tanto para se deslocar de Cuiabá para Chapada dos Guimarães, como para visitar boa parte dos pontos turísticos, que ficam afastados da cidade.

O ideal é já montar um roteiro pela região incluindo Nobres, que também precisa de carro alugado.

RENTCARS – Compare os preços de várias locadoras simultaneamente. Encontre o melhor preço e reserve online, com antecedência!
FAÇA SUA BUSCA DE ALUGUEL DE CARRO!

Obs: Há dois passeios guiados dentro do parque que dependem de carro 4×4, que você terá que contratar o passeio. Há também outros passeios que exigem acompanhamento de um guia local.
Iremos dar mais detalhes sobre os atrativos na seção, o que fazer na Chapada dos Guimarães.

Algodão em Mato Grosso
Plantação de algodão no caminho para o Circuito Águas do Cerrado

Chapada dos Guimarães sem carro

Se não pretende alugar um carro, você pode pegar um ônibus de Cuiabá para a cidade de Chapada dos Guimarães MT. A viação CMT faz o trecho com vários horários diários. Pesquise horários e preços aqui!

Como circular na Chapada dos Guimarães

O ideal é estar de carro para circular entre as atrações da Chapada dos Guimarães, que são bem espalhadas em áreas do parque e em propriedades rurais num raio de 60 km.

Algumas atrações são acessíveis com todo o trecho em asfalto e algumas com trechos em estrada de chão batido em boas condições. Já, dentro do parque nacional da Chapada dos Guimarães há trechos de areia fofa que depende de carro 4×4.

Estrada no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães MT
Estrada no Vale do Rio Claro, dentro do parque nacional acessível somente com 4×4

Atenção! Baixe o mapa off-line do Google Maps para ajudar a encontrar as atrações, desta forma, mesmo se ficar sem sinal de Internet, terá GPS para encontrar as atrações.

Se estiver sozinho, pode não valer a pena alugar um carro. Desta forma, agende os passeios com algum guia ou agência que ofereça o transporte aos atrativos. Há também A opção de alugar uma bicicleta para ir às atrações que ficam mais próximos da cidade.

Obs: Mais no final do post iremos passar o contato da guia que fizemos os passeios guiados por lá.

Voltar ao índice

Quantos dias ficar na Chapada dos Guimarães

Em nossa opinião, 4 dias livres para passeios é o tempo ideal para conhecer os principais pontos turísticos da Chapada dos Guimarães. Foi o tempo que ficamos por lá, mas há atrativos que não visitamos e daria para ficar ainda mais dias.

Se tiver somente uns 2 dias, escolha os principais atrativos, que iremos destacar na seção roteiro deste post.

Nosso roteiro na região foi de 9 dias, 4 deles na Chapada dos Guimarães, 1 dia em Cuiabá e 4 dias em Nobres MT, outro destino de ecoturismo.

Voltar ao índice

Onde ficar na Chapada dos Guimarães: Dicas de hospedagem

A cidade de Chapada dos Guimarães tem em torno de 20 mil habitantes e oferece uma boa infraestrutura turística para quem vai visitar os pontos turísticos em Chapada dos Guimarães.
Há boas opções de hospedagem na cidade e, estilos variados, além de boas opções de restaurantes, comércio e serviços em geral.

Chapada dos Guimarães - Hotel Turismo
Hotel Turismo, que foi nossa opção de hospedagem na cidade

Durante minha estadia na cidade fiquei 3 dias no Hotel Turismo e recomendo. Confira algumas boas opções para se hospedar em Chapada dos Guimarães MT:

Voltar ao índice

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Pontos turísticos e passeios

Os pontos turísticos da Chapada dos Guimarães se destacam pelos atrativos de ecoturismo, como cachoeiras, formações rochosas, cavernas, rios transparentes e mirantes naturais.

Agora iremos mostrar o que fazer na Chapada dos Guimarães, destacando os principais pontos turísticos, atrações e passeios em geral. Iremos mostrar os passeios separando atividades guiadas e não guiadas, dentro e fora do parque, confira!

O que fazer no Parque Nacional da Chapada dos Guimarães

Vamos falar aqui sobre o que fazer dentro do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães. Alguns passeios são livres (autoguiados) e outros só podem ser feitos com o acompanhamento de um guia credenciado.

O parque abre todos os dias, das 8h30 às 16h e a entrada é gratuita, porém, alguns passeios só podem ser feitos com guia (ver detalhe em cada atração abaixo).

Cachoeira Véu de Noiva – Chapada dos Guimarães

Chapada dos Guimarães - Cachoeira Véu de Noiva
Cachoeira Véu de Noiva vista do mirante

Uma das principais atrações da Chapada dos Guimarães, a Cachoeira Véu de Noiva é o principal cartão postal do parque.

A cachoeira é formada pelo Rio Coxipozinho, que desemboca em uma grande formação rochosa de arenito em formato de ferradura, a bela e estreita queda de água tem 86 metros de altura.

A beleza da cachoeira, junto com as formações rochosas, as belas vegetações que cercam todo o lugar são de grande beleza. Outro atrativo do local é o espetáculo das coloridas araras quando saem de seus ninhos no paredão.

  • Como chegar – A partir da área de estacionamento do parque se inicia uma trilha fácil de trilha 650 metros até o mirante.
  • Como é a atividade – Acesso livre em trilha autoguiada.
  • Valor – Gratuito.

Circuito das Cachoeiras – Chapada dos Guimarães

Chapada dos Guimarães - Circuito das Cachoeiras - Cachoeira das Andorinhas
Cachoeira das Andorinhas, uma das atrações do Circuito das Cachoeiras

O Circuito das Cachoeiras é outra atividade livre no parque na lista do que fazer na Chapada dos Guimarães.
Este roteiro consiste na visitação de várias atrações compostas por cachoeiras e piscinas naturais, além de mirantes no caminho. A trilha tem 4,5 km (ida e volta), sendo parte dela de forma circular.

Lista das atrações desta trilha:

  • Cachoeira do Sonrisal ou Hidromassagem: Pequena queda situada em um mini cânion
  • Cachoeira do Pulo: Queda de 3 metros e uma bela piscina natural, ótima para banho.
  • Cachoeira do Degrau: Queda de 2 metros com piscina natural, ótima para banho com parte rasa e parte profunda.
  • Prainha: A cachoeira é pequena, quase uma corredeira, mas o destaque é a ampla e bela prainha com faixa de areia.
  • Piscina Natural: Piscina natural boa para pular, mas profunda.
  • Cachoeira das Andorinhas: A maior e mais bonita cachoeira da trilha, com cerca de 30 metros de altura e uma bela piscina natural boa para banho.

 

  • Como chegar – A partir da área de estacionamento do parque são 6 km (ida e volta); a partir da sede do parque são 4,5 km (ida e volta). Obs: – Esta trilha inicia na sede do parque e para chegar nela você já irá passar na Cachoeira Véu de Noiva.
  • Como é a atividade – Acesso livre em trilha autoguiada.
  • Valor – Gratuito, mas chegue entre as 8h30 e 12h, horário que é permitido acessar a trilha.
  • Duração: – Considere gastar meio dia nesta atividade, incluindo a visita ao Véu de Noiva e banho em algumas cachoeiras.

Cidade de Pedra – Chapada dos Guimarães

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães - Cidade de Pedra
Formações rochosas de arenito, predominantes na Cidade de Pedra

A Cidade de Pedra, na minha opinião é ao atrativo que mais se identifica com o parque nacional, uma atração obrigatória na lista do que fazer na Chapada dos Guimarães. Do alto de seus mirantes temos uma ampla vista panorâmica das formações de arenito e do Vale do Rio Claro.

  • Como chegar – É um passeio que só pode ser feito com acompanhamento de um guia com carro 4×4. A distância da cidade é de 25 km (50 km ida e volta) e a maior parte do caminho é por estrada de areia.
  • Além do trecho de 4×4 há uma trilha de 2 km (ida e volta) que leva a vários mirantes com vistas maravilhosas. No local, é bem comum avistar araras, além de outros animais.
  • Como é a atividade – Acesso de 4×4 e trilha (somente com guia).
  • Valor – Consultar e agendar com guia ou agência.
  • Duração: – Passeio de meio período, em torno de 4 horas.

Crista do Galo e Vale do Rio Claro

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães - Crista do Galo
Mirante da Crista do Galo

Enquanto o passeio da Cidade de Pedra contempla a parte de cima do parque, a região do Vale do Rio Claro fica na parte de baixo do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães.

A primeira atração deste passeio é a Crista do Galo, uma formação rochosa que forma uma ilha em meio à mata do cerrado do vale e os paredões de arenito ao fundo.

Na segunda parte as atrações são as piscinas naturais de águas transparentes do Rio Claro, repletas de peixinhos. As atrações desta área são o Poço Verde e o Poço das Antas.

Chapada dos Guimarães - Rio Claro
Piscina natural no Vale do Rio Claro
  • Como chegar – É um passeio que só pode ser feito com acompanhamento de um guia com carro 4×4. A distância da cidade é de 30 km (60 km ida e volta) com o último trecho pela areia fofa.
    Além do trecho de 4×4 há caminhadas curtas até as atrações.
  • Como é a atividade – Acesso de 4×4 e trilha (somente com guia).
  • Valor – Consultar e agendar com guia ou agência.
  • Duração: – Passeio de meio período, em torno de 4 horas.

Morro São Jerônimo e Casa de Pedra

Chapada dos Guimarães - Morro São Jerônimo
Morro São Jerônimo – Crédito: @kassyaguiadeturismo

Localizado na borda sul do Parque Nacional de Chapada dos Guimarães, o Morro de São Jerônimo é o ponto mais alto do parque, com mais de 850 metros acima do nível do mar.

Lá do alto se tem uma ampla vista de 360º, para toda a planície e dos paredões da chapada. O caminho é repleto de formações rochosas, sempre com a predominante vegetação do cerrado. Na volta é visitada também a casa de Pedra, uma gruta que fica no caminho.

  • Como chegar – O início da trilha do Morro São Jerônimo fica próximo da sede do parque nacional da Chapada dos Guimarães, situado a 12 km da cidade.
  • Como é a atividade – São cerca de 18 km de caminhada (ida e volta,) com uma mini escalada no final para subir o Morro de São Jerônimo.
  • Valor – Consultar e agendar com guia ou agência.
  • Duração: – Passeio de 7 horas.

Voltar ao índice

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Passeios guiados fora do parque

Agora iremos listar os passeios fora do parque nacional, mas que ficam em áreas particulares protegidas e só podem ser visitadas com a presença de um guia credenciado.
Conheça os passeios guiados fora do Parque Nacional da Chapada dos Guimarães:

Circuito de Cavernas Aroe Jari

Caverna Aroe Jari, uma das atrações do passeio

O Circuito das Cavernas Aroe Jari é outro passeio na Chapada dos Guimarães que considero imperdível por levar às atrações diferentes, que são 4 belas cavernas.

Existem duas opções de passeios:

  • A primeira é a trilha completa que tem um percurso de 13 km (ida e volta).
  • A segunda opção é mais tranquila, conta com um transporte interno na fazenda e uma caminhada de 5 km.

Os atrativos:

  • Caverna Aroe Jari “morada das almas”. É a maior caverna de arenito do Brasil, mas a visitação ocorre somente em sua entrada.
  • A segunda é a Caverna Lagoa Azul, a mais bela gruta da Chapada dos Guimarães, com um espelho de água da cor azul turquesa em seu interior.
  • Em seguida vem a Kiogo Brado, onde é feito uma travessia de 270m de um lado a outro entre estreitas e belas formações rochosas.
  • Por último, a caverna Pobe onde adentramos por 500 m em seu interior acompanhando o rio na escuridão.
  • Além das cavernas, o percurso inclui várias formações rochosas, como a Ponte de Pedra, a Pedra do Equilíbrio, entre outras.
Chapada dos Guimarães - Caverna Kiogo Brado
Travessia da Caverna Kiogo Brado
  • Como chegar – Este passeio só pode ser feito com acompanhamento de um guia. A distância da cidade é de 40 km, sendo 12 km por estrada de terra (80 km ida e volta).
  • Como é a atividade – Acesso com carro normal e trilha de 5 km ou 13 km dependendo da opção escolhida (somente com guia).
  • Valor – Consultar e agendar com guia ou agência.
  • Duração: – Passeio de 4 a 6 horas.

Circuito Águas do Cerrado

Chapada dos Guimarães - Circuito Águas do Cerrado
Pocinho do Amor, uma das atrações do Circuito Águas do Cerrado

Águas do Cerrado é um circuito de cachoeiras na Chapada dos Guimarães, que leva a 7 belas cachoeiras e piscinas naturais. Neste roteiro são visitadas as cachoeiras: Orquídeas, Alma Gêmea, Pedra Encantada, Pocinho do Amor, Sossego, Mistério e Coração.

  • Como chegar – Este passeio só pode ser feito com acompanhamento de um guia. Fica na Fazenda Buriti a 60 km da cidade, sendo 27 km por estrada de terra (120 km ida e volta).
  • Como é a atividade – Acesso com carro até a fazenda e trilhas de 8 km entre as cachoeiras, parte dela percorrida com carro.
  • Valor – Consultar e agendar com guia ou agência.
  • Duração: – Passeio de 4 a 6 horas.

Cânions do Vale do Jamacá

Chapada dos Guimarães - Cânions do Vale do Jamacá - Cachoeira do Jatobá
Cachoeira do Jatobá, atração dos Cânions do Vale do Jamacá

Cânions do Vale do Jamacá e um passeio na Chapada dos Guimarães que consiste na visitação de pequenos cânions e 3 cachoeiras em uma área totalmente preservada. As atrações são as seguintes:

  • Cachoeira do Jatobá – Queda d’água de 4 metros de altura com uma bela piscina natural em um pequeno cânion, onde é possível ir em baixo da queda.
  • Cachoeira do Índio – A cachoeira se forma no início de um pequeno e estreito cânion. Não possui piscina natural, mas dá para ir embaixo da queda. Possui uma formação rochosa que lembra a cara de um índio.
  • Cachoeira do Cipozinho – Outra pequena queda localizada entre as outras duas.

 

  • Como chegar – Este passeio só pode ser feito com acompanhamento de um guia. Fica no sítio do Sr. Eloir, a 13 km do centro da cidade de Chapada dos Guimarães MT.
  • Como é a atividade – Acesso com carro até o sítio e trilha de aproximadamente 1 km.
  • Valor – Consultar e agendar com guia ou agência.
  • Duração: – Passeio de 3 a 4 horas.

Voltar ao índice

O que fazer na Chapada dos Guimarães: Sem guiamento fora do parque

Agora iremos listar o que fazer na Chapada dos Guimarães sem guiamento, fora do parque nacional. São pontos turísticos que podem ser visitados por conta própria, alguns com o pagamento de uma taxa, outros gratuitos, confira!

Mirante Alto do Céu

O que fazer na Chapada dos Guimarães - Mirante Alto do Céu
Deck do Mirante Alto do Céu

O Mirante Alto do Céu é um dos mirantes mais procurados para ver o pôr do Sol na Chapada dos Guimarães. No local há um deck de observação, com bancos e mesas, onde funciona um bar.
Além do pôr do sol, o mirante proporciona belas vistas das montanhas e vales e é possível, inclusive visualizar a cidade de Cuiabá e o Pantanal.

  • Como chegar – O acesso é quase todo por asfalto pela estrada que leva ao radar da Cindacta, a 17 km da cidade. Do estacionamento há uma curta trilha até o deck.
  • Horário – Abre todos os dias, das 10h30 às 20h.
  • Valor – R$20 por pessoa.

Mirante Morro dos Ventos

O que fazer na Chapada dos Guimarães - Mirante Morro do Vento
Mirante Morro do Vento

O Mirante Morro dos Ventos fica praticamente dentro da cidade de Chapada dos Guimarães MT, situado acima de um dos grandes paredões a 200 metros de altura.

Um deck metálico que se estende para fora do penhasco oferece belíssimas vistas das formações rochosas de cor alaranjada e o verde da vegetação de todo o vale à frente. No local há um famoso restaurante de culinária típica, que leva o mesmo nome do Mirante.

  • Como chegar – Acesso de carro a 3 km do centro da cidade.
  • Horário – Abre todos os dias, das 7h às 17h.
  • Valor – R$10 por pessoa (a pé) ou R$40 por carro.

Mirante Geodésico da América do Sul

Chapada dos Guimarães - Nascer do Sol no Mirante Centro Geodésico
Nascer do Sol no Mirante Centro Geodésico

Formado por um platô, o local é considerado o Centro Geodésico da América do Sul. Tem a mesma distância de 1.600 km, tanto do Oceano Pacífico como do Oceano Atlântico.

O mirante natural oferece vistas para a planície do Pantanal, além da cidade de Cuiabá ao fundo. Há no local uma pedra saliente para fora do paredão, ótima para fotos. Esse mirante é um bom local para ver o nascer do sol.

Fica a 8 km do centro da cidade de Chapada dos Guimarães MT, bem próximo da rodovia e é de visitação livre.

Mirante Ponta do Campestre

Chapada dos Guimarães - Mirante Ponta do Campestre
Mirante Ponta do Campestre – Foto de divulgação do atrativo

O Mirante da Ponta do Campestre fica entre o Alto do Céu e o Morro dos Ventos. Também oferece belas vistas panorâmicas das paredes rochosas e de todo o vale verde até a cidade de Cuiabá.

  • Como chegar – Fica a 3 km da cidade e o acesso é pelo Atmã restaurante.
  • Horário – Abre todos os dias, das 9h às 16h.
  • Valor – R$40 por carro.

Complexo turístico Balneário Salgadeira

O que fazer na Chapada dos Guimarães - Complexo da Salgadeira
Vista aérea do Complexo turístico da Salgadeira

O Complexo turístico Balneário Salgadeira é um atrativo da Chapada dos Guimarães que passou por uma grande reforma no ano de 2018, e atualmente oferece ótima infraestrutura de visitação.

O complexo tem esse nome graças a cachoeira Salgadeira, sua principal atração. Oferece também, piscinas naturais para banho, mirantes, trilhas, passarelas, banheiros, parquinho e estacionamento.

O que fazer na Chapada dos Guimarães - Cachoeira da Salgadeira
Cachoeira da Salgadeira
  • Como chegar – Fica a 19 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT, às margens da rodovia que leva a Cuiabá.
  • Horário – Abre todos os dias das 08h às 18h.
  • Valor – Entrada gratuita, porém, é cobrado e o estacionamento.

Cachoeira do Marimbondo

"O

A Cachoeira do Marimbondo é muito frequentada tanto por sua beleza quanto para banho em sua piscina natural. A fina queda d’água se forma sob um grande paredão de rocha numa mistura de cores muito bonita e que rende ótimas fotos.

A cachoeira tem 15 metros de altura e sua piscina natural tem cerca de 10 metros de diâmetro o que proporciona um bom espaço para banho, a água é bem fresca, o que alivia o calor da região.

  • Como chegar – Fica a 6 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT, com acesso por estradas de terra em bom estado de conservação, depois por uma trilha curta, mas um pouco íngreme.
  • Horário – Abre todos os dias das 08h às 17h.
  • Valor – Entrada: R$10 por pessoa; rapel: R$50; camping: R$35.

Cachoeira da Geladeira

O que fazer na Chapada dos Guimarães - Cachoeira da Geladeira
Cachoeira da Geladeira

Situada bem próxima da Cachoeira do Marimbondo, é indicado visitar as duas no mesmo dia, em sequência. A Cachoeira da Geladeira tem cerca de 9 metros de altura que desce sob um paredão de rocha e forma uma piscina natural profunda.

É ideal para banho mas para quem sabe nadar, pois chega a 5 metros de profundidade o que a torna ideal para mergulho e para pulo das pedras laterais. Recebe esse nome por sua água ser bem gelada.

  • Como chegar – Fica a 7,5 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT, com acesso por estradas de terra em bom estado de conservação, depois por uma trilha de 400 metros.
  • Horário – Abre todos os dias das 08h às 16h.
  • Valor – Entrada: R$10 por pessoa.

Cachoeira da Martinha

Chapada dos Guimarães - Cachoeira da Martinha
Cachoeira da Martinha – Crédito: @cachoeiradamartinha

Na verdade, se trata de um complexo de cachoeiras composto por cinco quedas d’água formadas pelo Rio da Casca. Outras atrações interessantes são os sítios arqueológicos encontrados na região do Rio Casca, que reservam vestígios do período colonial.

As cachoeiras são ideais para banho, contam com um grande volume de água e tem alturas que variam de um a dez metros. Na entrada do local há um bar e restaurante, com estacionamento e banheiros. Por ser de acesso livre é comum encontrar sujeira e lixo no local.

  • Como chegar – Fica a 40 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT, com acesso às margens da BR-251, depois uma curta trilha.
  • Horário – Abre todos os dias das 08h às 18h.
  • Valor – Acesso livre e gratuito.

Cachoeira do Pingador

Chapada dos Guimarães - Cachoeira do Pingador
Cachoeira do Pingador – Crédito: @kassyaguiadeturismo

A Cachoeira do Pingador na Água Fria fica em uma propriedade privada no distrito de Água Fria. A queda d’água tem 12 metros de altura e possui uma piscina natural ideal para banho, além de uma bela faixa de areia.

É preciso passar na bifurcação próxima, na casa do proprietário Sr. Durvalino da Mata para pagar uma pequena taxa e pegar a chave do portão.

  • Como chegar – Fica a 54 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT, com acesso todo por estrada de terra e uma curta trilha.
  • Horário – Abre todos os dias das 08h às 15h.
  • Valor – Pequena taxa.

Chalé dos Governadores e Cachoeira da Pedra Furada

Chapada dos Guimarães - Cachoeira da Pedra Furada
Cachoeira da Pedra Furada – Crédito: @kassyaguiadeturismo

Localizado na Comunidade do Rio da Casca, o Chalé dos Governadores foi construído em 1929, um casarão conservado com a arquitetura da década de 20.

Ao lado do Chalé encontra-se uma grande cachoeira formada pelo Rio da Casca, mas que só aparece durante a época de cheia (entre dezembro e março), quando o nível da água ultrapassa a altura da barragem da Usina da Casca.

A partir do Chalé há uma trilha de 500 m, um pouco acidentada até a Cachoeira da Pedra Furada, esta sim permanece viva durante todo o ano. A queda d’água atravessa a pedra, formando uma paisagem diferente e muito bonita e com o poço próprio para banho.

  • Como chegar – Fica a 44 km da cidade de Chapada dos Guimarães MT, metade por estrada de terra. A trilha é de 500 m.
  • Horário – Livre.
  • Valor – Gratuito.

Balneários da Chapada dos Guimarães

Chapada dos Guimarães - Balneário Estância Fênix - Rio Paciência
Balneário Estância Fênix – Rio Paciência

Os Balneários são de fácil acesso, localizado entre Cuiabá e a Chapada dos Guimarães, bem próximo à rodovia, São locais geralmente com estrutura para receber os visitantes, alguns com restaurante e bar.

O rio tem águas verdes, transparentes e calmas, ideal para banho e é uma ótima opção para se refrescar do calor, e passar o dia.

  • Lista de Balneários: Balneário do Paulão, Morada dos Pássaros, estância Fênix, Rio Paciência, 7 Jotas, Esmeralda Eco Park, Som do Mato Rio Claro, Balneário Rio Mutuca, Ligeirinho, entre outros…
  • Como chegar – Os balneários começam a partir de 20 km da cidade de Chapada dos Guimarães, rumo Cuiabá, na margem esquerda da rodovia.
  • Horário – Das 9h às 17h.
  • Valor – Os valores variam entre R$10 e R$20.

Outras atrações da Chapada dos Guimarães, Mato Grosso

  • Cachoeira da Mata Fria – Pequena queda d’água com piscina natural localizada ao lado da rodovia MT-252.
  • Cachoeira do Nhonho – Pequena queda d’água situada próximo à cidade.
  • Espaço Chapada Aventura – Parque com esportes radicais como arvorismo, rappel, trilhas, paint ball, entre outras atrações.

Pontos turísticos em Chapada dos Guimarães MT (cidade)

Apesar do foco turístico da cidade e região ser o ecoturismo com seus atrativos naturais, há dois pontos turísticos na cidade a serem visitados.

Praça Dom Wunibaldo

Chapada dos Guimarães MT - Praça Dom Wunibaldo
Praça Dom Wunibaldo no centro da cidade

A Praça Dom Wunibaldo é praça central da cidade de Chapada dos Guimarães, Mato Grosso. De grandes dimensões, e muito bem arborizada, mantendo o ideal de preservação da natureza.

O local conta com bancos e bastante sombra onde populares e turistas se abrigam do sol. Além de ficar ao lado da Igreja matriz Santuário de Santana, a praça recebe a maioria das festividades e celebrações da cidade e é também rodeada por comércio e restaurantes.

Igreja matriz Santuário de Santana

Chapada dos Guimarães - Igreja Santana
Igreja Santuário Santana

A igreja matriz tem origem no ano de 1751 quando ainda era coberta de palha, mas passou por diversas reformas e implementações até 1779 quando ganhou a forma atual. Foi a última obra arquitetônica de estilo barroco do Mato Grosso que segue de pé.

A Igreja matriz Santuário de Santana é de grande importância para a história da cidade de Chapada dos Guimarães, sendo palco dos principais feitos e capítulos da formação e consolidação da cidade. Seu interior guarda esculturas em madeira.

O que fazer na Chapada dos Guimarães à noite

A vida noturna não é o forte da cidade de Chapada dos Guimarães. O que tem para fazer são mesmo as opções gastronômicas, já que as lojinhas e o comércio em geral fecham cedo.

Voltar ao índice

Mapa dos pontos turísticos da Chapada dos Guimarães

No mapa abaixo você pode ver a localização de cada uma das atrações da Chapada dos Guimarães e desta forma traçar seu roteiro.

Voltar ao índice

Roteiro Chapada dos Guimarães

Confira como foi nosso roteiro de 4 dias na Chapada dos Guimarães e também uma sugestão de roteiro de 2 dias se o seu tempo for mais curto:

Roteiro de 4 dias

  • Dia 1
  • Manhã: Circuito das Cachoeiras e Cascata Véu de Noiva no parque nacional (por conta).
  • Almoço: Restaurante Tempero Chapadense.
  • Tarde: Cachoeira do Marimbondo + Cachoeira da Geladeira + Pôr do Sol no Mirante Alto do Céu (por conta).
  • Dia 2
  • Manhã: Cidade de Pedra (guiado 4×4).
  • Almoço: Lanche no vale do Rio Claro.
  • Tarde: Crista do Galo, Vale do Rio Claro (guiado 4×4).
  • Dia 3
  • Manhã: Circuito das Cavernas Aroe Jari (guiado).
  • Almoço: Restaurante Cavernas Aroe Jari.
  • Tarde: Circuito Águas do Cerrado (guiado).
  • Dia 4
  • Manhã: Nascer do Sol no Mirante Geodésico + Complexo turístico Balneário Salgadeira + Mirante Morro dos Ventos (por conta).
  • Almoço: Restaurante Tempero Chapadense.
  • Tarde: Cânions do Vale Jamacá (guiado) e volta a Cuiabá.

Roteiro de 2 dias

  • Dia 1
  • Manhã: Cidade de Pedra (guiado 4×4).
  • Tarde: Crista do Galo, Vale do Rio Claro e Cachoeira Véu de Noiva (guiado 4×4).
  • Dia 2
  • Manhã: Circuito das Cavernas Aroe Jari (guiado).
  • Tarde: Circuito Águas do Cerrado (guiado).

Voltar ao índice

Dica de guia ou agência na Chapada dos Guimarães

Mesmo que você viaje de carro próprio ou alugado há alguns passeios que vai precisar fazer com guia ou agência com seu próprio carro e também alguns com carro 4×4.
A Cidade de Pedra e o Vale do Rio Claro, por exemplo, tem acessos restritos aos guias e estradas de areia fofa, transitáveis apenas com veículos 4×4. O ideal é contratar um guia que ofereça o transporte 4×4.

Parque Nacional da Chapada dos Guimarães - Mato Grosso
Guia Cassya que nos levou com seu 4×4 na Cidade de Pedra

Há também outros passeios em propriedades particulares que só são liberados com a presença de um guia, como o Circuito das Cavernas Aroe Jari, o Circuito Águas do Cerrado e do Cânion Vale do Jamacá.

Todos os passeios que dependem de guiamento e 4×4, fechamos com a Cassya, guia de turismo com muitos anos de experiência na Chapada dos Guimarães e que leva aos passeios com seu carro 4×4.

Para fazer cotação clique no botão abaixo, que leva direto ao WhatsApp da Cassya. Envie a mensagem “contato Viagens e Caminhos” para identificação, apresente-se e combine os passeios desejados!

Whatsapp da Cassya guia de turismo

Voltar ao índice

Onde comer em Chapada dos Guimarães

No centro da cidade de Chapada dos Guimarães MT há ótimas opções de restaurantes com excelente comida e bons preços.

  • Na rua Cipriano Curvo, que passa ao lado da praça há duas ótimas opções de buffet com churrasco com ótimos preços, o Restaurante Tempero Chapadense e o Restaurante Popular.
  • Para quem gosta de uma tapioca, recomendo a Tapiocaria da Lu, situada em um dos lados da praça.
  • Além desses há muitas outras opções de bares e restaurantes na cidade.
Onde comer em Chapada dos Guimarães MT
Restaurante Tempero Chapadense

Voltar ao índice

O que levar em uma viagem a Chapada das Mesas

Preparamos um checklist do que levar na mala em uma viagem para Chapada dos Guimarães, Mato Grosso. Parte dos passeios serão na água e sempre em geral, faz calor na região, então fica fácil, confira!

  • Roupas de banho, toalha, shorts e camisetas.
  • Leve um ou dois agasalhos leve, à noite pode refrescar um pouco.
  • Protetor solar e repelente.
  • Chinelo, papete, óculos de sol, chapéu ou boné.
  • Se for fazer alguma trilha mais longa leve tênis ou botina e calça de trilha.
  • Celular para fotos, não precisa Gopro ou saco estanque, a não ser se vá também para Nobres.

Leia também:


VIAJE GASTANDO POUCO! FAÇA AS SUAS RESERVAS AQUI! Estas são as empresas parceiras de confiança que utilizamos para montar nossas viagens!
   

PACOTES DE VIAGENS HURB. Pacotes de viagens baratos para os melhores destinos do Brasil e do Mundo. Pague em até 12x.

   

PASSAGENS AÉREAS - PASSAGENS PROMO. Passagens promocionais com o melhores preço do mercado. Pague em até 10x.

   

HOSPEDAGEM - BOOKING. Melhor site de hospedagem, com os melhores preços! Reserve com antecedência. Cancele, se precisar.

   

ALUGUEL DE CARRO - RENTCARS. Compare o preço de locadoras em todo o mundo pelos melhores preços! Reserve em Reais, sem IOF.

   

SEGURO VIAGEM – SEGUROS PROMO. É obrigatório na Europa e vários destinos internacionais. Viaje sem imprevistos. Saiba mais!

   

CHIP INTERNACIONAL – AMÉRICA CHIP . Viaje para o exterior com a melhor conexão 4G. Saia conectado ainda no Brasil.

   

PASSEIOS E EXCURSÕES – CIVITALIS - Programe seus passeios, atividades e compre ingressos para destinos de todo o mundo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here