23/08/16

Pontos turísticos de Pirenópolis – Goiás

Pirenópolis é uma pequena cidade do interior de Goiás onde parece que o tempo não passou. Devido ao seu belo centro histórico, a cidade foi tombada pelo (IPHAN) Instituto do Patrimônio Histórico Nacional em 1988.

Pirenópolis - Igreja Nossa Senhora do Rosário
Igreja Nossa Senhora do Rosário
As festas folclóricas realizadas em Pirenópolis estão entre as mais conceituadas do país, e como se não bastasse, a região é rica em cachoeiras e muitas atividades voltadas ao ecoturismo, como; trekking, cavalgada, rappel, mountain bike, arvorismo, tirolesa, e até voo de balão.

Rua do centro histórico de Pirenópolis - Goiás
Rua do centro histórico de Pirenópolis
Durante nossa viagem pelo estado de Goiás tivemos a oportunidade de passar algumas horas Pirenópolis e deu bem para sentir o clima da cidade, ainda mais que os cavaleiros, todos caracterizados estavam circulando pelas ruas, se preparando para as cavalhadas.

Cavaleiros se preparando para cavalhada de Pirenópolis
Cavaleiros se preparando para cavalhada de Pirenópolis
Sua economia é baseada no turismo, por isso a cidade oferece belas pousadas, lojinhas de artesanato e restaurantes que servem as delícias da culinária Goiana. Almoçamos no restaurante Tempero do Rosário, que fica na esquina da igreja matriz, o Buffet tinha tanta variedade de opções que não conseguimos provar um terço. Muito bom!

Buffet do restaurante Tempero do Rosário, em Pirenópolis
Buffet do restaurante Tempero do Rosário, em Pirenópolis

Como chegar a Pirenópolis


Pirenópolis se localiza entre Brasília e Goiânia, com acesso fácil por estradas asfaltadas e bons trechos de rodovias duplicadas.

Saindo de Brasília
A partir de Brasília há 2 opções de rota:

Por Águas Lindas: (É a melhor rota para quem está ao norte de Brasília) – 150 km.
Este trajeto sai por Taquatinga, pela BR-070, passando por Águas Lindas de Goiás, seguindo por essa rodovia até o entroncamento com a BR-414. Vire à esquerda passando por Cocalzinho de Goiás até Corumbá de Goiás, onde vai acessar a GO-225, por mais 20 km até Pirenópolis.

Por Abadiânia: (É a melhor opção para quem está ao sul de Brasília) – 170 km.
Saindo pela BR 060 (sentido Goiânia), siga por cerca de 115 km de estrada duplicada até Abadiânia, depois entre à direita na GO 338 e siga em frente por mais 55 km até Pirenópolis.

Portal da cidade de Pirenópolis - Goiás
Portal da cidade de Pirenópolis

Saindo de Goiânia
São 120 km de estrada. De Goiânia ao trevo de Anápolis são 50 Km pela BR-153 duplicada. Vire à esquerda pela BR-414 e siga em frente até Planalmira, onde terá que virar à esquerda novamente, seguindo pela GO-338 até Pirenópolis.


Onde ficar em Pirenópolis


Pirenópolis conta com um bom número de pousadas, parte no centro histórico, outras nos arredores da cidade e algumas no interior do município.
Confira a lista de pousadas em Pirenópolis.

Festas folclóricas de Pirenópolis


Festa do Divino de Pirenópolis
Festa do Divino de Pirenópolis
Festa do Divino Espírito Santo – A mais significativa Festa do Divino do Brasil, dura 12 dias e é a mais importante da cidade. É comemorada em Pirenópolis desde 1819, com desfiles das bandas de música, congadas, bailes, queima de fogos, entre outros eventos.
A Festa do Divino Espírito Santo não tem uma data fixa, acontece 50 dias após a Páscoa, geralmente entre maio e junho.

Folias do Divino – Há 3 folias distintas que acontecem em Pirenópolis: a folia da Roça, que reúne maior número de foliões; a Folia da Rua, que circula dentro do perímetro urbano; e a do Padre, que também percorre a zona rural do município.

Cavaleiros se preparando para cavalhada de Pirenópolis
Cavaleiros se preparando para cavalhada de Pirenópolis
Cavalhadas de Pirenópolis - A festa das Cavalhadas é uma tradição que desde 1820 mobiliza a população de Pirenópolis. Cavaleiros caracterizados simulam batalhas no "Cavalhódromo", local onde são encenadas as fases da luta.

Mascarados ou Curucucus - Na festa dos Mascarados ou Curucucus, os cavaleiros usam roupas coloridas e máscaras. Sozinhos ou em bando, eles tomam conta das ruas e os polaques barulhentos que penduram nos pescoços dos cavalos anunciam sua chegada.

Pontos turísticos urbanos de Pirenópolis


Rua do centro histórico de Pirenópolis
Rua do centro histórico de Pirenópolis

Centro histórico
O centro histórico em geral é a principal atração da cidade, pois conta com centenas de casas e construções antigas e bem conservadas, porém há algumas construções que se destacam pela imponência e pela história:

Igreja Nossa Senhora do Rosário
A matriz de Pirenópolis foi construída a partir de 1728, com um sistema misto de materiais em taipa de pilão, adobe, alvenaria de pedra e madeira. Foi projetada para que em qualquer hora do dia, o sol ilumine a sua fachada.
A igreja fica aberta para visitação interna de quinta a segunda, das 07:00 às 17 horas. R$ 2,00 por pessoa.

Igreja Nossa Senhora do Rosário - Pirenópolis
Igreja Nossa Senhora do Rosário

Igreja Nossa Senhora do Carmo e Museu de Arte Sacra
Construída entre 1750 e 1754, próxima ao Rio das Almas, possui uma fachada bem simples, porém seu interior é rico em artes sacras.
Localizada no Bairro do Carmo, logo após a Ponte de Madeira, abriga também um Museu de Arte Sacra que abre para visitação de quarta- a domingo, das 11:00 às 17 horas.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim
É uma das mais tradicionais igrejas da cidade, erguida a partir de 1750. A igreja abre a visitação de quarta a domingo, das 12 às 18 horas. R$ 2,00 por pessoa.

Igreja Nosso Senhor do Bonfim - Pirenópolis
Igreja Nosso Senhor do Bonfim

Museu das Cavalhadas de Pirenópolis
O museu das Cavalhadas reúne um pouco da história das Cavalhadas, ornamentos, máscaras, roupas coloridas, fotos, e tudo que se relaciona com esta tradição.
O museu se localiza na Rua Direita, n° 39, centro da cidade. Abre todos os dias das 08 às 20 h, com entrada franca.

Museu da Família Pompeu
Localizado num casarão do século XVIII, funcionou a sede do primeiro jornal de Goiás em 1830. Conta com um acervo de instrumentos que contam a história regional, fotografias, peças e jornais.

Museu do Divino e Casa de Câmara e Cadeia
Construída em 1733, a Casa de Câmara e Cadeia de Pirenópolis foi a primeira cadeia do estado de Goiás, foi demolida em 1919, e totalmente restaurada em 2005.
Após sua restauração foi criado no local o Museu do Divino Espírito Santo, inaugurado em 2009, o museu abriga peças relativas à Festa do Divino de Pirenópolis.
Se localiza na Avenida Beira Rio, em frente a Ponte Velha.

Ponte Velha do Rio das Almas
Construída entre 1899 e 1903, a ponte sobre o Rio das Almas foi reformada de 1983 a 1984, e hoje conta com sua base de pedra e estrutura de madeira compondo um belo cenário.

Ponte Velha do Rio das Almas - Pirenópolis
Ponte Velha do Rio das Almas

Cachoeiras de Pirenópolis
A cidade conta com 82 cachoeiras, muitas delas abertas à visitação, outras não. As mais próximas da cidade tem pontos de apoio, com banheiro e lanchonete. Outras podem ser visitadas somente com guias credenciados.
Como tivemos uma passagem rápida pela cidade, não chegamos a visitar as cachoeiras. O site de Pirenópolis oferece informações detalhadas das cachoeiras e atividades.

Cachoeira do Abade - Pirenópolis
Cachoeira do Abade

Mais Viagens e Caminhos no estado de Goiás

Caldas Novas – o paraíso das águas de Goiás
Relato de viagem à Brasília, Caldas Novas e Rio Quente
Tudo sobre Rio Quente e o Hot Park
Melhor caminho entre Brasília e Caldas Novas


Organize sua viagem para Pirenópolis

Hotéis e pousadas em Pirenópolis

Passagens aéreas e pacotes para Brasília e Goiânia em até 10 vezes

Alugue um Carro em Brasília e Goiânia com a Rentalcars

Viaje tranquilo! Faça o Seguro Viagem na Mondial



19/08/16

Garibaldi, a capital brasileira do espumante

Colonizada por imigrantes italianos, a cidade de Garibaldi tem em sua área central, alguns casarões históricos que resistiram ao tempo, mas as vinícolas abertas à visitação as maiores responsáveis por atrair os turistas à capital brasileira dos espumantes.

Degustação de espumantes na Cooperativa Garibaldi
Degustação de espumantes na Cooperativa Garibaldi
Garibaldi vem construindo sua história ligada aos vinhos e espumantes no país desde 1913, quando a vinícola Peterlongo produziu o primeiro champanhe do Brasil. Hoje, grandes empresas e cantinas familiares oferecem visitação, onde os turistas podem conhecer a história, o processo de engarrafamento, degustar e adquirir os produtos.

Degustação de espumantes na Peterlongo
Degustação de espumantes na Peterlongo
Além dos vinhos e espumantes, Garibaldi conta com muitas cantinas e restaurantes que servem a mais deliciosa culinária italiana, foi criada até uma rota de degustação, conhecida como Rota do Sabor, localizada no interior do município.

Apresentação artística na Estação Ferroviária de Garibaldi
Apresentação artística na Estação Ferroviária de Garibaldi

Quando ir a Garibaldi 


Garibaldi oferece atrativos em distintas épocas do ano: No verão os parreirais estão carregados, é época de colheita, as paisagens ficam lindas e as vinícolas movimentadas. Entre os meses de setembro e outubro (a cada 2 anos), nos anos ímpares, acontece a Fenachamp (Festa do Espumante), com exposições, feiras, shows, e degustação dos produtos. No inverno, as baixas temperaturas tornam clássicas as viagens pela serra gaúcha, e durante o ano todo, dá para visitar as vinícolas.

Vinícola Peterlongo - Garibaldi
Vinícola Peterlongo 

Rota dos Espumantes 


A Rota dos Espumantes é uma atração composta de um roteiro com 20 vinícolas que dá ao turista a oportunidade de conhecer pequenas e grandes vinícolas, o processo de elaboração da bebida e os mais deliciosos espumantes brasileiros. Os tours terminam com degustações nas lojas das vinícolas, onde dá para adquirir diretamente os produtos. A maioria das vinícolas possui venda a varejo e oferecem tours com agendamento.
As três mais visitadas e conhecidas, são: Cooperativa Vinícola Garibaldi, Vinícola Peterlongo e Vinícola Chandon.

Espaço Acordes, na Vinícola Garibaldi
Espaço Acordes, na Vinícola Garibaldi

Cooperativa Vinícola Garibaldi 
A vinícola Garibaldi é uma cooperativa que tem mais de 80 anos de história e seus produtos já foram premiados em inúmeras vezes no Brasil e no mundo.
Confira nosso tour pela vinícola Garibaldi e informações.

Vinícola Peterlongo 
A vinícola Peterlongo foi a primeira do estilo no Brasil, e a que produziu o primeiro champanhe brasileiro, construída ao lado da residência da família, que sugere um pequeno castelo de traços franceses.
Confira nosso tour pela vinícola Peterlongo e informações.

Varanda de egustação de espumantes na Peterlongo
Varanda de egustação de espumantes na Peterlongo

Vinícola Chandon
A empresa francesa Moët & Chandon apostou em Garibaldi e na qualidade das uvas produzidas na Serra Gaúcha para produzir vinhos e espumantes naturais de luxo.
Confira nosso tour pela vinícola Chandon e informações.

Outras vinícolas de Garibaldi: 
Adega Chesini
Casa Pedrucci
Domno do Brasil
Vinícola La Cantina
Vaccaro Vinhos e Espumantes
Vinhos Don Laurindo
Vinícola Battistello
Vinícola Carlesso
Vinícola Courmayeur
Milantino Vinhos e Espumantes

Videiras da Vinícola Chandon - Garibaldi
Videiras da Vinícola Chandon

Maria-Fumaça e Estação Ferroviária de Garibaldi
A viagem de Maria Fumaça dura duas horas com saídas de Bento Gonçalves e Carlos Barbosa, com parada em Garibaldi. No embarque os turistas são recepcionados com degustação de vinhos e na parada em Garibaldi, a recepção é feita com música italiana e gaúcha, e degustação de espumantes e sucos de uva.
Ao longo do percurso de 23 km, grupos folclóricos percorrem os vagões cantando e dançando músicas típicas.
Os passeios acontecem de quarta a domingo, sendo necessário reservar (em janeiro, julho, novembro e dezembro, há saídas todos os dias).

Maria-Fumaça na Estação Ferroviária de Garibaldi
Maria-Fumaça na Estação Ferroviária de Garibaldi
A estação ferroviária de Garibaldi é ponto de encontro nos finais de semana, quando as famílias se reúnem para levar seus filhos para brincar ou simplesmente tomar seu chimarrão.
Confira o vídeo da estação ferroviária de Garibaldi que fizemos com nosso Drone.

Estação Ferroviária de Garibaldi - Imagem drone
Estação Ferroviária de Garibaldi - Imagem drone

Centro histórico de Garibaldi
Garibaldi conta com várias construções do início do século 20, como a Mansão Mazzini, as igrejas dos Capuchinhos e da Matriz, e o Museu Municipal. Não deixe de circular pela rua Buarque de Macedo, toda revitalizada, onde duas vezes ao ano acontece o evento temático Garibaldi Vintage, que em sua última edição tivemos o prazer de participar.

Prédio da prefeitura de Garibaldi
Prédio da prefeitura de Garibaldi

Mirante de Garibaldi
Para se ter uma visão panorâmica de Garibaldi, suba pela rua Júlio de Castilhos até a Praça da Ermida Nossa Senhora de Fátima, localizada no ponto mais alto da cidade. Junto à praça, o mirante Bella Visione proporciona uma bela vista da área central de Garibaldi.

Mirante de Garibaldi
Mirante de Garibaldi

Com chegar a Garibaldi


Quem vem de Porto Alegre deve subir a serra utilizando a BR-116, RS-240, RS-122 e a RS-446, que se encontra com a RST-470 em Carlos Barbosa.
Quem vem de Caxias deve seguir pela RST-453, passando por Farroupilha, até cair no trevo de Bento Gonçalves e Garibaldi, depois é só virar à esquerda na RS-470 por mais 5 km.
A maioria das vinícolas turísticas de Garibaldi fica dentro da cidade, apenas a Chandon está um pouco mais distante, na estrada para Bento Gonçalves.Distâncias
Bento Gonçalves – 8 km
Caxias do Sul – 45 km
Porto Alegre – 110 km
Estrela – 58 Km

Vista do mirante de Garibaldi
Vista do mirante de Garibaldi

Onde se hospedar em Garibaldi 


Garibaldi e o Vale dos Vinhedos, que inclui os municípios vizinhos, conta com uma ótima rede hoteleira, confira e faça sua reserva em um dos melhores da região:
Hotel & Spa do Vinho
Farina Park Hotel
Hotel Villa Michelon
Hotel Dall Onder Vittoria
Hotel Vinocap
Mais hotéis da região de Garibaldi


Casa DiPaolo Garibaldi
Casa DiPaolo Garibaldi

Onde comer em Garibaldi


A cozinha italiana predomina nos cardápio, além dos ingredientes tradicionais da serra gaúcha, tudo harmonizado com excelentes vinhos, espumantes e suco de uva.
A Estrada do Sabor é um roteiro do interior do município composto por 5 propriedades rurais que abriram suas portas e criaram restaurantes rurais.
Existem muitos restaurantes de qualidade em Garibaldi, difícil citar cada um, durante nossa visita à cidade, conhecemos a renomada Casa Di Paolo e a Osteria Della Colombina.

Casa DiPaolo – Rodízio de galeto escolhido pelo Guia Quatro Rodas por diversas vezes como o melhor do Brasil. Confira o artigo com fotos e informações sobre nossa visita ao DiPaolo.

Osteria Della Colombina - Garibaldi
Osteria Della Colombina

Osteria Della Colombina – Restaurante localizado na Rota do sabor, no porão de uma propriedade do interior, onde é servida a mais deliciosa comida caseira italiana. Confira o artigo com fotos e informações sobre nossa visita à Osteria Della Colombina.

Outros restaurantes que ouvimos falar bem: Hostaria casa Curta, Valle Rústico, Trattoria Primo Camilo.

Compras em Garibaldi
Sem dúvida, os vinhos, espumantes e sucos, são os principais produtos, mas além das vinícolas, Garibaldi tem muito a oferecer: Os salames, queijos, pães, geleias e vários produtos orgânicos podem ser adquiridos nas propriedades da Estrada do Sabor.
Não deixem de comprar também as trufas artesanais da Devorata.

Loja da Vinícola Garibaldi
Loja da Vinícola Garibaldi

Fenachamp
Fenachamp é a tradicional festa do espumante brasileiro que acontece em Garibaldi a cada 2 anos (anos ímpares), sempre no mês de outubro, por 4 finais de semana. A Fenachamp conta com shows, exposições, gastronomia e muito mais...
Na última edição, a novidade foi os jantares harmonizados preparados por chefs profissionais e servidos com bebidas selecionadas.

Recentemente visitamos Garibaldi, a convite da Secretaria de Turismo onde participamos de um blog trip de fim de semana. Além do evento Garibaldi Vintage (foco da visita), conhecemos vinícolas, restaurantes, e algumas atrações turísticas da cidade.
Foi uma ótima oportunidade para conhecer outros blogueiros, degustar espumantes fantásticos e provar a excelente gastronomia de Garibaldi.

Blogueiros convidados na Casa Dipaolo
Blogueiros convidados na Casa Dipaolo
Blogueiros convidados participantes do blog trip Garibaldi Vintage:
Amanda Menger - Destino Mundo Afora
Jair Prandi - Viagens e Caminhos
Manuela Colla - Viajando Bem e Barato
Zelinda Rodrigues - Janela do Horizonte


Destinos e atrações visitados em Garibaldi:
Garibaldi Vintage - Volta ao tempo na Serra Gaúcha
Visita à Vinícola Chandon e seus espumantes de luxo
Visita à Vinícola Garibaldi e seu premiado Moscatel
Visita à Vinícola Peterlongo – o primeiro espumante do Brasil
DiPaolo - Melhor galeto do Brasil
Osteria Della Colombina - o melhor da comida caseira italiana
Farina Park Hotel – Dica de hospedagem na região da uva e do vinho
Devorata – a melhor trufa da região


Organize sua viagem para Serra Gaúcha


Hotéis e pousadas em Garibaldi

Passagens aéreas e pacotes para Serra Gaúcha em até 10 vezes

Alugue um Carro na Serra Gaúcha com a Rentalcars

Viaje tranquilo! Faça o Seguro Viagem na Mondial



16/08/16

Devorata - a melhor trufa artesanal de Garibaldi e região

A paixão por fazer trufas artesanais e ver as pessoas provando com um sorriso de desejo e satisfação, fizeram com que Jurema Milani, buscasse cada vez mais conhecimento e aperfeiçoamento de sua arte de fazer chocolates recheados. Nasceu assim, a Devorata Trufas Artesanais.

Devorata Trufas Artesanais - Garibaldi

No início, Jurema fazia trufas por hobby para familiares e amigos, tudo começou a mudar em 1987 quando fez um curso na Oficina de Chocolate em Porto Alegre, desde então começou a fazer experiências e novas receitas, até que em 2006 inaugurou a Devorata.

Trufas Devorata

Hoje, a Devorata é um sucesso, considerada entre as melhores trufas artesanais do Brasil. Conta com uma pequena fábrica, duas lojas em Garibaldi e vários pontos de vendas em clientes fiéis da região.

Devorata Trufas Artesanais - Garibaldi

Em nosso tour por Garibaldi, tivemos o prazer de provar as delícias da Devorata, levamos uma sacola de trufas para casa que fomos comendo um pouco por dia, quando acabou, deu vontade de viajar até Garibaldi só para comprar mais.

Jurema Milani

Durante nossa conversa com Jurema, ela nos revelou alguns de seus segredos. Contou que só usa produtos orgânicos, sem nada de essências artificiais, mantém um estoque pequeno e os produtos sempre frescos, e faz questão de preparar os recheios pessoalmente.

Devorata Trufas Artesanais - Garibaldi

A Devorata conta com vários sabores, todos com um irresistível recheio cremoso: Tradicional, Nozes, Meio amargo, Maracujá, Laranja, Limão, Crocante, Coco, Champanha, Cereja, Café e Branca com castanha. Todas decoradas com lindas embalagens, ideal também para presentear.

Devorata Trufas Artesanais - Garibaldi

As duas lojas da Devorata se localizam na Avenida Independência (principal via da cidade), uma delas em frente à Cooperativa Vinícola Garibaldi. Depois de sua visita à vinícola, é só atravessar a rua pela faixa de segurança, que como diz Mariana, filha e sócia de Jurema, é o tapete de boas vindas da loja.

Devorata Trufas Artesanais - Garibaldi

Devorata Trufas Artesanais
Site: http://www.devorata.com.br 
Horário de Atendimento:
Seg: 13:30 às 18:30
Ter a Sex: 9:00 às 12:00 e 13:30 às 18:30
Sáb: 8:30 às 12:00

Mais Viagens e Caminhos em Garibaldi

Guia de Garibaldi, a capital brasileira do espumante
Garibaldi Vintage - Volta ao tempo na Serra Gaúcha
DiPaolo - Melhor galeto do Brasil
Osteria Della Colombina
Visita à Vinícola Garibaldi
Visita à Vinícola Chandon
Visita à Vinícola Peterlongo – o primeiro espumante do Brasil
Farina Park Hotel – Dica de hotel na região da uva e do vinho


Organize sua viagem pela Serra Gaúcha


Hotéis e pousadas em Garibaldi

Passagens aéreas e pacotes para Serra Gaúcha em até 10 vezes

Alugue um Carro na Serra Gaúcha com a Rentalcars

Viaje tranquilo! Faça o Seguro Viagem na Mondial



12/08/16

Visita à Vinícola Peterlongo e o primeiro champanhe do Brasil

Pioneira na produção de Champagne do Brasil, a Vinícola Peterlongo, de Garibaldi, tem 100 anos de história e ousadia na produção de vinhos e espumantes na Serra Gaúcha.

Pátio da Vinícola Peterlongo - Garibaldi
Pátio da Vinícola Peterlongo
Tudo começou em 1915, quando o imigrante italiano Manoel Peterlongo, fundou o Estabelecimento Vinícola Armando Peterlongo S.A. e começou produzir espumantes pelo método francês chamado Champenoise.

Vinícola Peterlongo e suas pedras de basalto
Vinícola Peterlongo e suas pedras de basalto
A vinícola foi construída 100 anos atrás toda em pedra basalto, seguindo os padrões da região de Champagne, na França, incluindo uma residência em forma de castelo e uma cave subterrânea para manter a temperatura constante das garrafas.

Antigas pipas da vinícola Peterlongo
Visitação às antigas pipas da vinícola Peterlongo
Visita guiada A visitação dura em cerca de 1 hora, enquanto o guia relata parte da história da Peterlongo e do 1º Champagne produzido no Brasil. Quem nos acompanhou foi o sommelier João Ferreira, gerente de turismo, simpático e apaixonado pelo que faz.

Museu da vinícola Peterlongo
João nos recebeu no gramado da vinícola, onde começou contar um pouco da história da vinícola, que passou por altos e baixos, dificuldades e sucessos ao longo do tempo.

Cave da vinícola Peterlongo
Cave da vinícola Peterlongo
Depois seguimos um roteiro, passando pelos tanques de fermentação, pipas de Madeira de Guarda, barris de Carvalho, Museu, pela primeira cave subterrânea do Brasil e o túnel histórico.

Degustação na varanda da vinícola Peterlongo
Degustação na varanda da vinícola Peterlongo, com vista para cidade
Após o tour pela vinícola, João nos levou até a varanda do castelo, de onde se tem uma bela vista da cidade, onde fomos convidados a degustar os espumantes da Peterlongo, com amostras de pratos que harmonizam perfeitamente com cada variedade da linha da empresa.

Degustação harmonizada na vinícola Peterlongo
Degustação harmonizada na vinícola Peterlongo
O agendamento da visita pode ser feito pelo fone (54) 3462-1355 ou através do e-mail eventos@peterlongo.com.br.
Horários de visita e da loja: (das 9 às 16h) de segunda a domingo, das 9h às 17h30min.
Endereço: Rua Manoel Peterlongo, 216 - Centro de Garibaldi
Site: http://www.peterlongo.com.br/pt

Espumantes da vinícola Peterlongo
Espumantes da vinícola Peterlongo


Mais Viagens e Caminhos em Garibaldi

Guia de Garibaldi, a capital brasileira do espumante
Garibaldi Vintage - Volta ao tempo na Serra Gaúcha
DiPaolo - Melhor galeto do Brasil
Osteria Della Colombina
Visita à Vinícola Garibaldi
Visita à Vinícola Chandon
Farina Park Hotel – Dica de hotel na região da uva e do vinho
Devorata – a melhor trufa da região


Organize sua viagem pela Serra Gaúcha


Hotéis e pousadas em Garibaldi

Passagens aéreas e pacotes para Serra Gaúcha em até 10 vezes

Alugue um Carro na Serra Gaúcha com a Rentalcars

Viaje tranquilo! Faça o Seguro Viagem na Mondial



10/08/16

Farina Park Hotel – Dica de hotel na Região da Uva e do Vinho

Localizado entre Garibaldi, Farroupilha e Bento Gonçalves, o Farina Park Hotel é uma ótima opção de hospedagem para quem quer visitar a região da uva e do vinho e suas rotas turísticas, como o Vale dos Vinhedos, Caminhos de Pedra, Rota dos Espumantes e a Estrada do Sabor.

Recepção do Farina Park Hotel
Recepção do Farina Park Hotel
Durante nossa visita à Garibaldi, ficamos hospedados no Farina Park Hotel. É um grande hotel, que conta como 112 apartamentos, excelente infraestrutura e ambiente acolhedor, em meio à natureza.

Fachada do Farina Park Hotel
Fachada do Farina Park Hotel
Os quartos do Farina são bem decorados e dispõem ar condicionado, calefação, TV a cabo, frigobar e banheiro privativo.

Quarto do Farina Park Hotel
Quarto do Farina Park Hotel
Na recepção, uma aconchegante sala com lareira aquece o ambiente nos dias frios da Serra Gaúcha.

Lareira da recepção do Farina Park Hotel
Lareira da recepção 
O buffet de café da manhã é um verdadeiro banquete, com grande variedade e opções, inclui diversas frutas da estação, pães, bolos, geleias, cerais, frios, especialidades regionais, e muito mais, tudo em um ótimo ambiente, junto a um jardim interno.

Buffet de café da manhã do Farina Park Hotel
Buffet de café da manhã 
O restaurante Arte in Tavola, situado abaixo da recepção, oferece pratos da culinária Italiana a la carte. Caso desejar é só reservar na recepção.

restaurante do Farina Park Hotel
Restaurante do Farina Park Hotel
Em sua área de laser, o Farina Park Hotel dispõe de piscina adulto e infantil, sala de TV a Cabo, internet, academia e um amplo jardim.

Área de laser, jardim e piscina do Farina Park Hotel
Área de laser, jardim e piscina (foto: divulgação)
Localização do Farina Park Hotel Situado no km 106 da RST 453, o Farina oferece uma ótima localização entre pontos turísticos da Região da Uva e do Vinho.
Bento Gonçalves: 10 km
Garibaldi: 10 km
Farroupilha: 14 km
Caxias do Sul: 30 km
Vale dos Vinhedos: 6 km
Caminho das Pedras: 7 km
Para mais informações, acesse o site do Farina Park Hotel

Entrada do Farina Park Hotel
Entrada do Farina Park Hotel
Estivemos hospedados no Farina park Hotel, a convite da Secretaria de turismo de Garibaldi, porém nossos comentários são imparciais, e consideramos uma ótima opção de hospedagem na Região da Uva e do Vinho, na Serra Gaúcha.

Mais Viagens e Caminhos em Garibaldi

Guia de Garibaldi, a capital brasileira do espumante
Garibaldi Vintage - Volta ao tempo na Serra Gaúcha
DiPaolo - Melhor galeto do Brasil
Osteria Della Colombina
Visita à Vinícola Garibaldi
Visita à Vinícola Chandon
Visita à Vinícola Peterlongo – o primeiro espumante do Brasil
Devorata – a melhor trufa da região


Organize sua viagem pela Serra Gaúcha

Hotéis e pousadas em Garibaldi

Passagens aéreas e pacotes para Serra Gaúcha em até 10 vezes

Alugue um Carro na Serra Gaúcha com a Rentalcars

Viaje tranquilo! Faça o Seguro Viagem na Mondial



Guias de Destinos Visitados:

Brasil


Alagoas   |   Barra de Camaragibe   |   Japaratinga   |   Maceió   |   Maragogi   |   São Miguel dos Milagres

Amazonas   |   Manaus   |   Presidente Figueiredo   |   Rio Amazonas   |   Rio Negro

Bahia   |   Chapada Diamantina   |   Morro de São Paulo   |   Praia do Forte   |   Paulo Afonso   |   Salvador

Ceará   |   Beberibe   |   Canoa Quebrada   |   Fortaleza   |   Mundaú   |   Praia da Lagoinha

Espírito Santo   |   Guarapari   |   Vila Velha   |   Vitória

Goiás   |   Caldas Novas  |   Pirenópolis  |   Rio Quente

Minas Gerais   |   Congonhas   |   Mariana   |   Pico da Bandeira   |   Ouro Preto

Pará   |   Belém   |   Santarém

Paraiba   |   João Pessoa   |   Praia Tambaba e Conde

Paraná   |   Cascavel   |   Curitiba   |   Estrada da Graciosa   |   Foz do Iguaçu   |   Guaratuba   |   Paranaguá   |   Parque Estadual Vila Velha

Pernambuco   |   Olinda   |   Porto de Galinhas   |   Recife

Rio de Janeiro   |   Arraial do Cabo   |   Búzios   |   Cabo Frio   |   Paraty e Trindade   |   Rio de Janeiro

Rio Grande do Norte   |   Natal   |   Praia do Pipa e Tibaú do Sul

Rio Grande do Sul   |   Arroio do Sal   |   Cambará do Sul   |   Campestre da Serra   |   Canela   |   Capão da Canoa   |   Caxias do Sul   |   Chuí   |   Farroupilha   |   Garibaldi  |   Gramado   |   Marcelino Ramos   |   Nova Petrópolis   |   Porto Alegre   |   Rio Grande   |   Santana Do Livramento   |   São José dos Ausentes   |   São Lourenço do Sul   |   São Marcos   |   Termas de Machadinho   |   Termas do Prata   |   Torres   |   Tramandaí   |   Vacaria   |   Viaduto 13 e Mula Preta

Santa Catarina   |   Araranguá   |   Balneário Arroio do Silva   |   Balneário Camboriú   |   Barra Velha   |   Beto Carrero World   |   Bombinhas   |   Blumenau   |   Caverna de Botuverá   |   Farol de Santa Marta   |   Florianópolis   |   Garopaba   |   Governador Celso Ramos   |   Imbituba   |   Itajaí   |   Itá / Termas de Itá   |   Itapema   |   Joinville   |   Laguna   |   Palhoça e Guarda do Embaú   |   Penha   |   Piratuba   |   Porto Belo   |   São Francisco do Sul   |   Urubicí

São Paulo   |   Aparecida   |   Bertioga   |   Campos do Jordão   |   Caraguatatuba   |   Caverna do Diabo   |   Guarujá   |   Ilhabela   |   Itanhaém   |   Mongaguá   |   Peruibe   |   Praia Grande   |   Santos   |   São Paulo   |   São Sebastião   |   São Vicente   |   Ubatuba

Sergipe   |   Cânion do Xingó


América do Sul


Argentina   |   Bariloche   |   Buenos Aires   |   Caminho das Altas Cumbres   |   El Calafate e Glaciar Perito Moreno   |   El Chaltén   |   Puerto Iguazu   |   Travessia da Cordilheira - Passo Cristo Redentor   |   Ushuaia

Chile   |   Concon   |   Pucon   |   Puerto Varas   |   Valdivia   |   Valparaiso   |   Vina del Mar

Paraguai   |   Ciudad Del Este

Peru   |   Águas Calientes   |   Arequipa   |   Cânion Colca   |   Chinchero   |   Cusco   |   Estrada de Abra Malaga   |   Estrada entre Arequipa e Chivay   |   Estrada entre Cusco e Puno   |   Estrada entre Moquegua e Arequipa   |   Estrada entre Puno e Moquegua   |   Machu Pichu   |   Ollamtaytambo   |   Pisac   |   Puno

Uruguai   |   Cabo Polonio   |   Montevideo   |   Punta Del Este   |   Rivera


Relatos de Viagens e Aventuras – América do Sul



Relatos de Viagens e Aventuras - Brasil


Brasília, Rio Quente, Caldas Novas e Pirenópolis
Rio de Janeiro e Região dos Lagos - parte 1 - Rio de Janeiro
Rio de Janeiro e Região dos Lagos - parte 2 - Cabo frio e Arraial do cabo
Viagem à Amazônia - parte 1 - Rio Negro e Presidente Figueiredo
Relato de viagem à Amazônia – parte 2 - De Manaus a Santarém
Excursão de barco pelo Rio Negro - Manaus
Viagem de barco pelo Rio Amazonas – De Manaus a Santarém
Maceió, Porto de Galinhas, Recife, Paulo Afonso e Cânion do Xingó – de avião e carro alugado
Fortaleza e Litoral do Ceará - de avião e carro alugado
Natal, João Pessoa e Litoral da Paraíba e Rio Grande do Norte - de avião e carro alugado
Bahia – Salvador, Praia do Forte, Chapada Diamantina e Morro de São Paulo - de avião e carro alugado
Rio de Janeiro - de avião
Pico da Bandeira - de avião e carro
Espírito Santo e Minas - 4000 km de camioneta
Caverna do Diabo, Aparecida e Paratí - de camioneta