Saiba o que fazer em São Paulo. Conheça os principais pontos turísticos da quarta maior metrópole do mundo, uma metrópole superlativa em tudo. Uma cidade onde convivem pessoas de todo o mundo com seus diversos estilos e culturas.

São Paulo é um grande centro de entretenimento urbano: repleto de cinemas, teatros, centros culturais, parques, museus, casas noturnas, restaurantes de todos os tipos, sem falar nas compras, com dezenas de shoppings e ruas de comércio popular especializado.

São Paulo
Centro de São Paulo visto do terraço do Edifício Itália

A capital econômica do país pode não parecer o mais evidente destino turístico. Mas oferece opções diversas de atrativos urbanos: Como a Avenida Paulista e o centro, uma verdadeira selva de pedra.

Onde ficar em São Paulo

Se vai visitar a cidade para conhecer suas atrações, nossa melhor sugestão é que fique próximo à uma estação de metrô e de preferência na Avenida Paulista e suas proximidades.
Confira a lista de hotéis na capital paulista, filtre os preços e a localização para escolher sua hospedagem.

Ficamos por 10 dias hospedados no Novotel Morumbi à trabalho, um excelente hotel com esta vista aí da foto. Para pegar o metrô tínhamos que caminhar por cerca de 1 km.

Onde ficar em São Paulo - Novotel Morumbi
Ponte Estaiada vista do Novotel Morumbi

Como circular em São Paulo

Apesar de não ter um padrão de primeiro mundo, o metrô de São Paulo é eficiente e cobre praticamente toda a área turística com exceção de alguns lugares, onde poderá complementar com uma caminhada ou um pequeno trecho de táxi.
Os táxis de São Paulo são caros e os congestionamentos são constantes, aumentando consequentemente também os preços das corridas.
Com um mapa do metrô e um estudo de um roteiro das atrações turísticas dá para conhecer muita coisa em um final de semana.

Centro de São Paulo visto a partir do Edifício Itália
São Paulo visto a partir do Edifício Itália

O que fazer em São Paulo – 33 pontos turísticos da metrópole

A cidade de São Paulo tem centenas de atrações, porém preparamos uma lista de 33 atrações mais interessantes da capital paulista que dividimos em algumas categorias. No mapa abaixo, poderá encontrar a localização de cada uma delas e as estações de metrô mais próximas.

São Paulo vista do alto – Edifícios turísticos

Ver São Paulo de cima é uma das melhores atrações da cidade. Conferir a imensidão de uma metrópole com sua selva de edifícios em suas mais diferentes formas.
Para isso não é preciso voar de helicóptero, espaços localizados nos edifícios mais altos de São Paulo oferecem incríveis panoramas a seus visitantes.
Confira os principais prédios que contam com um mirante para visitação:

Edifício Copan

Concebido por Oscar Niemeyer, o Edifício Copan é um dos edifícios mais conhecidos do Brasil, importante atração turística e um dos mais famosos cartões postais de São Paulo.
Trata-se da maior estrutura de concreto armado de São Paulo, com arquitetura em forma de “S” destaca-se no Centro da cidade. Com 30 andares, possui 6 blocos com 1.160 apartamentos e um mini shopping no térreo. De lá é possível avistar o Edifício Itália, o prédio do Banespa, a Catedral da Sé e boa parte do centro.

Edifício Copan - São Paulo

Para quem quiser visitar o terraço, basta procurar a Zuleica no 1º andar do bloco F de Segunda à Sexta das 10:00 as 10:30 e das 15:00 as 15:30h para assinar o livro de visitas e subir no terraço. Pode ser agendado por telefone; (11) 3257 6169 ou (11) 3259 5917.

O edifício fica próximo a Estação República do Metrô (linha vermelha). Saindo na Avenida Ipiranga, são uns 200 metros para chegar. Tem entradas pela Av. São Luís e pela Av. Ipiranga

Edifício Itália

Edifício Itália - São PauloConstruído em 1956, o edifício Itália, foi durante muito tempo o mais alto do Brasil, superado depois pelo Edifício Mirante do Vale. Para quem passa pelo cruzamento das avenidas Ipiranga e São Luis, é quase impossível não olhar para o alto.

No 45º andar, na cobertura, está situado o famoso restaurante Terraço Itália, de onde se pode apreciar as mais belas vistas de 360 graus da cidade. Por isso é um importante ponto turístico da capital.

Com 165 metros de altura, sendo 151 metros a partir do chão, o prédio conta com 19 elevadores e tem capacidade para 10 mil pessoas. É atualmente um dos marcos da cidade, protegido pelo Patrimônio Histórico por ser um dos maiores exemplos da arquitetura verticalizada brasileira.

Mirante do terraço do Edifício Itália

Distribuídos entre os 46 andares do edifico, encontram-se também um teatro, uma galeria no térreo e o antigo clube Circolo Italiano, que hoje ocupa três andares.

O edifício Itália bem próximo ao Metrô República e Praça da República. Horário: De segunda a domingo, das 12h às 24h Preço: R$ 15. Grátis de segunda a sexta das 15h às 16h.

Edifício Altino Arantes (Banespão)

O Prédio do Banespa (sede do Banco do Estado de São Paulo), se localiza no ponto mais alto do centro da cidade com toda sua imponência.

Prédio do Banespa - São Paulo
Edifício Martinelli à direita e Prédio do Banespa ao fundo

O edifício ganha mais destaque por estar no ponto alto do centro velho, com 161,22 metros de altura, seus 35 andares, 14 elevadores, 900 degraus e 1.119 janelas.

Foi considerado nos anos 40 a maior construção de concreto armado do mundo. Por quase 20 anos foi o mais alto da cidade, identificado facilmente pelo seu logotipo luminoso e sua torre.

Prédio do Banespa - (vista para Sé)
São Paulo vista do Edifício Altino Arantes

A Torre Banespa é um dos destaques do edifício. Situada no ponto mais alto do prédio, acessível a partir do 34º andar, ela permite uma privilegiada vista panorâmica da cidade, com um alcance de até 40 km, sendo possível ver outros marcos importantes da cidade, como o Mercado municipal, a Praça e Catedral da Sé e as principais construções do centro.

Visitado mensalmente por cerca de 5 mil pessoas, o prédio oferece também outros atrativos, como um museu onde estão reunidos mais de 2 mil objetos que fazem parte da história da cultura cafeeira do Brasil.

Está situado na Rua João Brícola, 24, próximo a estação de metrô São Bento. Horário de visitação; De segunda a sexta, das 10h às 15h, com acesso gratuito.

Edifício Martinelli

O Edifício Martinelli, com 30 pavimentos, foi o primeiro grande arranha céu da América Latina. Em seu terraço, o mirante proporciona uma bela vista do centro.

No 26º andar exibe um belíssimo terraço do qual se tem uma visão panorâmica da cidade, avistando-se o Pico do Jaraguá, as antenas da Paulista e centenas de prédios que compõe a paisagem urbana da cidade.

Edifício Martinelli visto do alto

Está localizado no triângulo formado pela Rua São Bento nº 405, Av. São João nº 35 e Rua Libero Badaró nº 504, no centro de São Paulo, próximo ao Edifício Altino Arantes.

Visitação: segunda a sexta, das 9h30 às 11h e das 14h30 às 16h. As estações de metrô mais próximas são; São Bento e Anhangabaú.

Edifício Mirante do Vale

O Edifício Mirante do Vale foi o maior edifício do país por muitos anos, com 170 metros de altura e 51 andares e só perdeu o posto para os prédios gigantes de Balneário Camboriú, há poucos anos. Sua construção começou em 1960 e foi inaugurado 1966.
É possível ter uma visão aérea do Mirante do Vale visitando o observatório da Torre do Banespa ou ainda do terraço do Edifício Itália. Também pode ser visto de perto no Vale do Anhangabaú, Viaduto do Chá e no Viaduto Santa Ifigênia, este último situado bem em frente ao edifício.

Edifício Mirante do Vale a partir do Vale do Anhangabaú
Edifício Mirante do Vale a partir do Vale do Anhangabaú

São 75.000 m² de área construída, 12 elevadores, 146 lojas, 812 salas comerciais, 60 salões comerciais, trabalham 10 mil funcionários, circulação diária de um público de 30 mil visitantes, restaurante instalado no 45.º andar.

O Mirante do Vale localiza-se na região do Vale do Anhangabaú, possuindo acesso através de três portarias, uma na Avenida Prestes Maia outra na Praça Pedro Lessa e mais uma na Rua Brigadeiro Tobias.
Não existem visitas guiadas, mas dá para subir e apreciar as vistas do 46.º ao 50.º andar.

Região do Berrini

A região do Berrini destaca-se como um grande polo comercial da cidade, com edifícios imponentes e arquitetura moderna, entre a Avenida Berrini e Marginal Pinheiros.

Berrini e Ponte Estaida

Localizada no bairro do Brooklin, conta com a estação Berrini da CPTM, a região se consolidou com a instalação de grandes empresas que para lá se mudaram.

Próximo à avenida está localizada a Ponte Estaiada Octávio Frias de Oliveira, famoso cartão postal da cidade. Há ainda três grandes shoppings: O D&D – Decoração e Design Center, Morumbi Shopping e Market Place.

Estações de metrô mais famosas de São Paulo

Até mesmo as estações de metrô da capital paulista se mostram ótimos pontos turísticos, com o vai e vem de milhares de pessoas, através de obras fantásticas de engenharia.
Conheça as mais interessantes estações de metrô de São Paulo:

Estação da Sé

Inaugurada em 1978, a estação de metrô da Sé se localiza no subsolo da Praça da Sé, é a mais movimentada estação do sistema de transporte metropolitano de São Paulo. Tem três níveis e faz a integração da Linha 1-Azul com a Linha 3-Vermelha.

Estação de metrô da Sé - São PauloPossui aberturas para iluminação natural, elevador central, plataformas laterais e central. Do piso superior se tem uma visão dos trens chegando e saindo simultaneamente e da multidão, que parece um formigueiro circulando nos 2 níveis abaixo.

O principal acesso integra-se com a praça no nível do passeio. Tem capacidade para 100.000 passageiros no horário de pico. A média de entrada de passageiros nessa estação, é de 79 mil passageiros por dia, segundo dados do Metrô.

Estação Pinheiros

A estação Pinheiros do metrô permaneceu em obras desde setembro de 2004 até maio de 2011. Tanta demora, se explica por que foi onde ocorreu o desabamento nas obras do metrô.

É talvez a estação mais espetacular de São Paulo. A descida até o subsolo é feita através de um emaranhado de escadas rolantes em vários níveis, com visão de uma grande altura, do teto (que tem iluminação natural do sol até embaixo, onde passa o metrô.

Estação Pinheiros de metrô - São Paulo

Durante as obras de construção da estação, em janeiro de 2007, foi registrado o mais grave acidente da história do Metrô de São Paulo. Grande parte do túnel de acesso da construção desmoronou, abrindo uma cratera de mais de oitenta metros de diâmetro.

Depois do acidente, as obras ficaram paralisadas até maio de 2008 e a estação só foi inaugurada em maio de 2011. Uma bela passarela faz a ligação entre a linha do metrô e o CPTM.

Estação Júlio Prestes

A Estação Júlio Prestes foi uma monumental estação ferroviária do Centro de São Paulo, hoje é sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

Estação Julio Prestes - São Paulo

A estação foi inspirada nas estações norte-americanas Grand Central e Pennsylvania. Foi construída em 1926 e fica na Praça Julio Prestes, abriga desde julho de 1999, a sede da Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo.

O grande hall foi transformado numa moderna sala de concertos e as demais dependências, em escola de música. Atualmente serve aos trens da Linha 8 da CPTM.

Estação da Luz

A estação da Luz foi aberta ao público em 1901, na época da expansão do café, em São Paulo. Suas instalações ocuparam 7.500 m² do Jardim da Luz e foi construída com estruturas, trazidas da Inglaterra, que copiam o Big Ben e a Abadia de Westminster.

Estação da Luz - São Paulo

A estação da Luz foi importante para o escoamento do café até a Segunda Guerra, depois passou a receber trens suburbanos. Hoje integra a rede de transportes da Companhia Paulista de Trens Metropolitanos, com transferência gratuita para a Estação Luz do Metrô de São Paulo.

É um dos mais importantes nós das linhas de trem e metrô, fazendo a ligação das linhas 1-Azul e 4-Amarela do Metrô de São Paulo, através de uma ligação subterrânea. Possui plataforma central e plataformas laterais que atendem às linhas 7 e 11 (Expresso Leste) da CPTM, sendo, atualmente, o ponto inicial das duas.

A estação é a segunda mais movimentada da rede metro-ferroviária de São Paulo, com uma entrada de 147 mil passageiros por dia. A estação abriga ainda o Museu da Língua Portuguesa, uma instituição cultural ligada à Secretaria de Cultura.

Estação Brás

A Estação do Brás é uma estação ferroviária de integração entre os trens de 4 linhas da CPTM e do Metrô de São Paulo, localizada no bairro do Brás.

Estação de metro do Brás

A primeira estação foi construída em 1867 e nos anos 1980, com a construção da Linha Leste-Oeste (atual Linha 3-Vermelha do Metrô de São Paulo), a estação ferroviária se integrou com a recém-inaugurada estação do metrô, formando a Estação Integrada Brás. Do segundo piso se tem um belo visual dos trens chegando e saindo.

A integração entre a estação de trens e do metrô se dá através de uma bela caminhada por uma construção elevada. A linha do metrô do Brás inicia elevada por um bom trecho até se tornar subterrânea.

Pontes e viadutos famosos de São Paulo

Ponte Estaiada

A Ponte Estaiada de São Paulo (Ponte Otávio Frias de Oliveira), cruza o rio Pinheiros ligando o bairro do Brooklin com o Complexo Viário Real Parque, em São Paulo.

Ponte Estaiada - São Paulo

A ponte possui um mastro em formato de X com 138 metros de altura, equivalente a um prédio de 46 andares, tem duas pistas estaiadas em curvas independentes, com 1400 metros, cada. É a única ponte estaiada do mundo com duas pistas curvas ligadas a um mesmo mastro.

A Ponte Estaiada foi inaugurada em 10 de maio de 2008, após três anos de construção, e hoje é um dos mais famosos cartões postais da cidade.

A estação de trem mais próxima da Ponte Estaiada é a Berrini (linha C da CPTM).

Viaduto do Chá

O Viaduto do Chá foi o primeiro viaduto de São Paulo, assim nomeado porque havia nas proximidades uma extensa plantação de chá da Índia.

Com estrutura metálica vinda da Alemanha, o viaduto foi inaugurado com uma grande festa em 1892. Em 1938, o velho viaduto com assoalho de madeira foi demolido, dando lugar a outro de concreto armado, com o dobro de largura.

Viaduto do Chá

O Viaduto do Chá liga o Centro Velho com o Centro Novo, atravessando o Vale do Anhangabaú. De cima dele se tem um belo visual do vale e dos edifícios ao redor. Durante muitos anos o viaduto foi o principal cartão postal da cidade.

Fica no Vale do Anhangabaú, meio do caminho entre a Praça e da Sé e a Praça da República.

Viaduto Santa Ifigênia

Situado no Vale do Anhangabaú, o Viaduto Santa Ifigênia liga o Largo de São Bento ao Bairro Santa Ifigênia.

Viaduto Santa Efigênia

Foi inaugurado em 1913, com estrutura metálica, já moldada, trazida da Bélgica. Em 1978 o viaduto foi recuperado com peças da mesma empresa que havia fornecido as estruturas originais e, em 1982.

Hoje o viaduto é usado somente como passarela para pedestres e de cima dele se tem um belo visual do Vale do Anhangabaú e os edifícios ao redor, inclusive o Mirante do Vale, considerado por muitos anos o mais alto do Brasil, com 170 metros.

Outros pontos turísticos de São Paulo

Avenida Paulista

A Avenida Paulista é o ícone máximo dos paulistanos e um dos pontos turísticos mais característicos da capital, com seus edifícios imponentes e as famosas antenas.

Avenida PaulistaNa década de 50, começaram a surgir os primeiros edifícios comerciais, o que atraiu muitos investimentos pela localização e grande infra-estrutura. Todo esse interesse consolidou a avenida como o maior centro empresarial da América Latina.

Devido à grande quantidade de sedes de empresas, bancos e hotéis, a Paulista recebe milhares de turistas de negócios todos os dias, além disso, oferece rica variedade de programas culturais.

Final da Avenida Paulista - São Paulo

O MASP (Museu de Arte Moderna Assis Chateaubriand), inaugurado em 1968, possui o acervo da arte ocidental mais significativa dos países latinos. Em frente está o parque Trianon e na extensão de 2,8 km da avenida podem se encontrar diversas opções de cinemas, teatros e centros culturais.

É uma ótima opção de passeio, onde simplesmente caminhar pelo fantástico corredor de edifícios, apreciando o visual, já vale a pena.
Acesso pelas estações de metrô; Brigadeiro, Trianon Masp e Consolação da Linha 2.

Mercado Municipal

O Mercado municipal de São Paulo foi inaugurado em 1933, possui uma bela fachada, com mais de 10 metros de pé direito, e um segundo piso repleto de restaurantes. É famoso pelo pastel de bacalhau e sanduíche de mortadela, que já viraram referência local.

Mercado municipal de São Paulo

É um importante centro de abastecimento e lazer, com grande variedade de produtos, desde hortifrutigranjeiros até algumas especiarias, só mesmo encontradas lá.

É uma referência nacional por sua diversidade de aromas, cores e sabores como o de frutas, verduras, legumes, vinhos, queijos, chocolates, carnes, peixes, frutos do mar, aves, embutidos, temperos e outras inúmeras opções.

Fica na Rua Cantareira, 306, na periferia do Centro, entre a rua 25 de Março e o Parque D. Pedro II.
Abre às 2:30 h para feirantes e às 5 h para o público em geral.
Funciona de segunda a sábado até as 16 horas e fecha aos domingos.

Praça e Catedral da Sé

A Praça da Sé é o Marco Zero da cidade de São Paulo, de onde se conta a distância de qualquer ponto da cidade, onde pessoas de todos os estilos se encontram, considerada quase um sinônimo para o Centro Velho.

Catedral da Sé - São PauloA praça é um dos espaços mais conhecidos da cidade e foi palco de muitos eventos importantes para a história do país. É também onde se concentram pessoas de todos os tipos e lugares do país.

Na praça está situada a Catedral Metropolitana da Sé, a maior igreja de São Paulo, com 110 metros de comprimento, 46 metros de largura, torres com 92 metros de altura cada, cúpula com altura de 30 metros e capacidade para oito mil pessoas.

Praça e Catedral da Sé - São Paulo

Em sua cripta, que pode ser considerada uma verdadeira igreja subterrânea, encontram-se trabalhos artísticos do escultor Francisco Leopoldo. Sua construção iniciou-se em 1913 e só terminou quatro décadas depois.

Praça da República

Localizada no centro da cidade, a Praça da República é visitada diariamente por pessoas do mais diversos estilos. O local, que faz um elo entre o centro velho e o centro novo.

É também muito conhecida por sua Feira de Arte e Artesanato que abriga mais de 600 barracas e comercializa principalmente artesanato vindo dos estados do Norte e Nordeste, além de países vizinhos, como o Peru. Acontece aos sábados e domingos, das 9h às 17h.

Praça da República - São Paulo

A parte interna da praça é muito agradável, com várias pontes, chafarizes, parquinho infantil e coreto. Ao lado da praça, no entorno do edifício histórico da Secretaria do Estado de Educação, ficam as barracas da feirinha, com artesanato e guloseimas.

A praça fica próxima aos famosos Edifício Itália e Copan e o acesso é muito fácil através da estação de metrô República.

Vale do Anhangabaú

O Vale do Anhangabaú se localiza entre os dois famosos viadutos do centro de São Paulo; Viaduto do Chá e o Santa Ifigênia, tem lindos jardins, diversas obras de arte, três chafarizes e um belo visual dos edifícios que o circundam.

O vale esconde em seu subsolo, o rio Anhangabaú, de grande importância no passado da cidade, hoje canalizado. Por baixo dele passa também um túnel por onde passam os veículos que atravessam o Centro.

O vale é o divisor dos centros Velho e Novo, de onde pode-se admirar o contraste dos dois centros, os dois viadutos e alguns dos mais imponentes edifícios, como o Edifício Martinelli, o prédio do Banespa, o Mirante do Vale, a antiga sede dos Correios e a nova sede do Banco de Boston, entre outros.

O Vale do Anhangabaú é um ponto de lazer, esporte e entretenimento de fácil acesso pelas estações Anhangabaú ou São Bento do metrô.

Pateo do Colégio

O Pateo do Colégio é o local onde foi levantada a primeira construção da cidade de São Paulo, quando o padre Manuel da Nóbrega e José de Anchieta, estabeleceram um núcleo de catequização de indígenas.

Páteo do Colégio - São PauloEm 1554, foi realizada, diante da cabana coberta de folhas de palmeira a missa que oficializou o nascimento do colégio jesuíta. Em 1556, o padre Afonso Brás foi o responsável pela construção em taipa de pilão de um colégio e igreja anexa.

O Páteo do Colégio foi sede do governo paulista entre os anos de 1765 e 1912. Com quase 450 anos de história, é sede de diversos eventos, casamentos, além de abrigar o museu José de Anchieta e lanchonete.

Parque do Ibirapuera

O Parque do Ibirapuera possui uma área de 1,6 milhões de m² e abriga importantes prédios públicos, vários museus, planetário, jardins e lagos.

Estão no parque o prédio da Bienal, o Museu de Arte Moderna (MAM), o Pavilhão da Bienal, a Oca, o Pavilhão Japonês, o Planetário, o Viveiro, Ginásio de Esportes, o Museu do Presépio, o Museu da Aeronáutica e do Folclore, o Obelisco e o monumento às Bandeiras.

Parque do Ibirapuera - Monumento aos Bandeirantes
Monumento aos Bandeirantes – Parque do Ibirapuera

Na área livre há pistas de cooper, 13 quadras esportivas, ciclovia, espaço para várias atividades esportivas e 3 lagos artificiais interligados.

Considerado uma das mais importantes áreas verdes da cidade, o Parque do Ibirapuera foi inaugurado por ocasião das comemorações do IV Centenário da fundação da cidade de São Paulo em 1954.

Palácio dos Bandeirantes

O Palácio dos Bandeirantes é a atual sede do Governo Paulista foi construído em 1964, quando o governo paulista transferiu sua sede do Palácio dos Campos Elíseos para o novo prédio no bairro do Morumbi.

Palácio dos Bandeirantes (interior)

Hoje, o local tem três funções: é sede do Poder Executivo Estadual, residência do governador e Museu, onde o visitante encontra numerosas obras e peças únicas desse rico acervo cultural e artístico, além de exposições temporárias.

O vasto jardim, de 125 000 m², corresponde a 70% do terreno. São 2000 árvores, entre elas: pau-brasil, ipê amarelo, ipê rosa, palmeira jerivá, castanheira, cedro-do-líbano, jequitibá rosa, quaresmeira, jatobá, jacarandá mimoso.

As visitas monitoradas são gratuitas e acontecem de terça a domingo, das 10h às 17h (de hora em hora).

Teatro Municipal

Com mais de um século de história, o Teatro Municipal de São Paulo foi aberto ao público no dia 12 de setembro de 1911, quando começou a se integrar ao roteiro internacional dos grandes espetáculos.

Teatro Municipal - São Paulo

Desde sua inauguração, duas grandes restaurações marcaram as mudanças e renovações do espaço: a primeira aconteceu em 1951 e o segundo de 1986 a 1991. Hoje, o Teatro coordena escolas de música, além da Orquestra Sinfônica Municipal, a Orquestra Experimental de Repertório, o Balé da Cidade, o Quarteto de Cordas, o Coral Lírico e o Coral Paulistano.

Está localizado próximo a Praça Ramos de Azevedo, Viaduto do Chá e Vale do Anhangabaú, no centro. (Metrô República ou Anhangabaú).

Museu do Ipiranga

Inaugurado em 1890, o Museu do Ipiranga é um ícone arquitetônico de São Paulo, devido à imponência do prédio, jardins, instalações e por sua história.

Museu do IpirangaConta com um acervo de mais de 125 mil peças, entre mobiliários, trajes e utensílios que pertenceram a figuras da história brasileira como bandeirantes, imperadores e barões paulistas do café. Há ainda coleções de armas brancas, peças da Revolução Constitucionalista de 1932 e uma sala reservada a Santos Dumont, com maquetes de seus aparelhos e objetos de uso pessoal.

Ao redor do prédio, um grande e belíssimo jardim é utilizado como recanto para os românticos, usado para os exercícios de quem gosta de ginástica ou para recreação das crianças.
Aberto de Terça a domingo, das 9h às 17h.

Mosteiro de São Bento

O mosteiro de São Bento abriga a Basílica de Nossa Senhora da Assunção e o mosteiro com cerca de 40 monges enclausurados que seguem a tradição. No local são realizadas missas com cantos gregorianos acompanhados do som de um grande órgão.

Mosteiro de São BentoA construção atual foi erguida no período de 1910 a 1922, inspirada na tradição germânica, com relíquias em seu interior, como o relógio, os sinos e os órgãos. A Abadia, entre outras tarefas internas, ocupa-se do ensino, com o colégio, que em 2003 completou 100 anos, além da Faculdade de São Bento.

O mosteiro fica a uma quadra de distância da Rua 25 de Março e muito próximo a várias atrações de São Paulo: Pátio do Colégio, Catedral da Sé, Mercado Municipal, Banespão (Ed. Altino Arantes), Edifício Martinelli, Vale do Anhangabaú e os viadutos do Chá e Santa Ifigênia.

O local é de fácil acesso, com a estação de metrô São Bento, bem em frente.
Visitas à Basílica: Segunda a sexta (exceto quinta), das 6h às 19h. Sábado e domingo, das 6h às 12h e das 16h às 18h. Quinta, a partir das 14h Sacristia: terça a sexta, das 14h às 17h
Missas: Segunda a sexta, 7h (canto gregoriano), 13h e 18h (órgão somente). Sábado, às 6h (canto gregoriano). Domingo, 8h30 (órgão somente) e 10h (canto gregoriano e órgão) Vésperas: Segunda a sexta, às 17h25 (canto gregoriano). Domingo, às 16h55h (canto gregoriano e órgão)
Loja do Mosteiro: Segunda a sexta, das 7h às 18h. Sábado, das 7h30 às 12h. Domingo, logo após a missa das 10h.

MASP

Inaugurado em 1947, o MASP (Museu de Arte de São Paulo) foi fundado por Assis Chateaubriand, que criou a coleção mais importante do hemisfério Sul. O edifício é sustentado por quatro pilares, permitindo, assim, aos que passam pelo local descortinar o centro da cidade. Em construção civil é único no mundo com o corpo principal pousado sobre quatro pilares laterais com um vão livre de 74 metros.

MASP - Avenida Paulista

O Masp mantém uma pinacoteca, biblioteca, fototeca, filmoteca, videoteca, cursos de artes e serviço educativo de apoio às exposições, exibição de filmes e concertos musicais de interesse artístico e cultural. Desse modo, coloca-se como primeiro centro cultural de excelência em nosso país.

O visitante pode apreciar obras permanentes de artistas de todo o mundo, assim com realização de exposições temporárias. O visitante sempre encontra uma novidade em sua visita ao local, por mais frequente que seja.

MASP - Feira de antiguidades

Abaixo do vão livre do Masp, é realizada todos os domingos a Feira de Antiguidades. Um paraíso para colecionadores, a feira é bem organizada, com barracas padrão e uma variedade muito grande de produtos antigos.
O Masp tem acesso fácil pelo Metrô Trianon-Masp, da avenida Paulista.

Pinacoteca do Estado

O prédio que abriga a Pinacoteca do Estado foi o primeiro museu de artes de São Paulo. É atração tanto em sua arquitetura externa, como em seu vasto acervo.

Jardim da Pinacoteca do Estado

Em 1901 o edifício deu espaço à Pinacoteca do Estado, que viria funcionar de fato em 1911 com a Primeira Exposição Brasileira de Belas Artes. Entre 1993 e 1998 foi feita uma reforma em todo o prédio.

A Pinacoteca do Estado conta hoje com dez salas que se dividem para abrigar o acervo com cerca de cem mil obras e um espaço da reserva técnica no qual ficam peças em restauração, em catalogação ou fora de exposição.

A área também oferece um delicioso café, do lado de fora, ao ar livre com vista para o Parque da Luz. A entrada é grátis aos sábados. Acesso pela estação Luz do metrô.

Estádio Morumbi

O Estádio Cícero Pompeu de Toledo, chamado de Estádio Morumbi, é a sede oficial do São Paulo Futebol Clube, situado no bairro do Morumbi. É o terceiro maior estádio do Brasil, superado apenas por Maracanã e Mineirão.

Estádio Morumbí - São PauloExiste uma visita guiada por todo o estádio, o Morumbi Tour que conta com monitores que guiam os visitantes através dos corredores e da história do Estádio.

A visita dura cerca de 90 minutos e conta com um percurso que leva ao mirante, no topo da arquibancada, Memorial, tribuna de honra, sala de imprensa, área de aquecimento, vestiários, túnel de acesso ao campo e o gramado do Morumbi, com fotos ao lado do escudo do clube e no banco de reservas.

Horários de Terça a sábado: saídas às 10h, 12h, 14 e 15h30.
 Domingos: saídas às 11h30 e 13h30. Não funciona em dias de jogos no Estádio. Fora destes horários do Tour é possível acessar o estádio pelo bar do portão principal.

Arena Corinthians

Tour na Arena Corinthians
Imagem: Wikimedia commons

Arena Corinthians, também conhecida como Itaquerão, é a casa do Sport Club Corinthians Paulista, sua capacidade oficial é para 47 605 lugares.
A arena foi inaugurada em 2014 e foi uma das sedes da Copa do Mundo FIFA de 2014.

Localizado na zona leste de São Paulo, o estádio oferece um tour de visitação pelas principais áreas da Arena.
Para mais informações, acesse a página do tour na Arena Corinthians.

Arena Palmeiras (Allianz parque)

Allianz Parque - Arena Palmeiras
Foto: Wikimedia commons

Allianz Parque, conhecido popularmente como Arena Palmeiras, além de ser o estádio oficial do clube é uma arena multiuso construída também para receber shows e eventos.
Inaugurado n o início de 2015, o moderno estádio do Palmeiras pode ser visitado através do tour chamado de Allianz Parque Experience onde o visitante percorre as instalações do estádio.
Para mais informações acesse o site oficial do tour na Arena Palmeiras.

Aquário de São Paulo

O aquário de São Paulo tem 60 mil m², divididos em quatro seções: Oceanário, Água Doce, Museu Paleontológico e Vale dos Dinossauros, todas elas ambientadas em uma cenografia tematizada e realista, cheia de réplicas perfeitas.

Aquário São PauloInaugurado em 2006, o aquário possui o maior oceanário da América do Sul, com 1 milhão de litros de água salgada. São aproximadamente três mil animais, entre tubarões de mar aberto, moreias gigantes e outras preciosidades da fauna marinha, nas enormes vitrines acrílicas transparentes.

No setor de água doce, as atrações são os peixes e animais do Pantanal e Amazônia, além de uma reprodução autêntica dos mangues do litoral paulista, com árvores típicas, caranguejos de cor vermelha, siris azuis e outros elementos. O Aquário de São Paulo tem ainda uma série de recursos interativos, além do Museu Paleontológico e o Vale dos Dinossauros, que trazem réplicas de seres gigantes que habitaram a terra há milhões de anos.
Funcionamento: de segunda a domingo, das 9 h às 18 h.

Zoo de São Paulo

O Parque Zoológico de São Paulo possui uma área de 824 mil m², é o maior do Brasil e considerado um dos 10 melhores do mundo, pela diversidade de animais que abriga.

É um dos poucos do mundo a ter uma coleção completa de felinos e animais raros ameaçados de extinção. Exibe mais de 3.200 animais, sendo 102 espécies de mamíferos, 216 espécies de aves, 95 espécies de répteis, 15 espécies de anfíbios e 16 espécies de invertebrados, em recintos que reproduzem os habitats naturais.

Zoo de São Paulo - Tigre branco

Está localizado em uma área de Mata Atlântica original, com 4 quilômetros de alamedas. Aloja as nascentes do histórico riacho do Ipiranga, ao sul da cidade de São Paulo. O Zoológico ainda conta com biblioteca, lojas, lanchonetes, restaurantes, creche e estacionamento.
Funciona de terça a domingo, das 9h às 17h.

Compras em São Paulo

São Paulo possui alguns centros de compra populares, o mais famosos e disputado deles é a Rua 25 de março em um dos mais movimentados centros de compras varejistas e atacadistas da cidade.

Rua 25 de MarçoNas suas proximidades existem diversas galerias que vendem produtos importados a baixo custo, um pouco de tudo com destaque aos eletroeletrônicos, mas também há um alto número de barracas de camelôs.
Outro lugar disputado é o Brás, o bairro da roupa barata, onde as melhores opções e com melhores preços estão na famosa Rua José Paulino, no Bom Retiro.
Saiba mais sobre a Rua 25 de Março e Brás.

Mais sobre o estado de São Paulo
Veja tudo que já postamos sobre o estado
Tudo sobre a rodovia Rio-Santos
A espetacular Caverna do Diabo

Resolva sua viagem aqui no Viagens e Caminhos | Faça sua pesquisa!!

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here