Saiba o que fazer em La Paz, uma cidade única, a capital mais alta do mundo, situada em meio a um cânion, rodeada por altas montanhas.

A capital da Bolívia se localiza a 3700 m de altitude, numa espécie de cânion do Altiplano da Cordilheira dos Andes. Sua vizinha, cidade de El Alto se encontra a mais de 4000 m. As duas estão interligadas por diversas linhas de teleféricos, o principal meio de transporte que descortina vistas incríveis durante o trajeto e através de diversos mirantes.

La Paz
Vista aérea de La Paz com o mirante Killi Killi e o centro ao fundo (imagem de nosso drone)

La Paz parece uma favela gigante, com a maioria das construções sem reboco. O trânsito é caótico e a cultura indígena é encontrada a cada esquina. Há modernos edifícios do centro que contrastam com as montanhas dos Andes ao fundo. Tudo isso, que no começo assusta, também atrai muitos turistas e aventureiros do mundo todo.

As atrações urbanas de La Paz podem ser conhecidas durante 1 ou 2 dias bem aproveitados. Porém você precisará de vários dias para desbravar as inúmeras excursões de seus arredores. A capital da Bolívia serve de base, para visitar montanhas nevadas, cânions, ruínas Incas, o lago Titicaca e a descida da famosa Estrada da Morte.

Calle Linares - La Paz
Calle Linares – La Paz

Sobre La Paz e a Bolívia

Localizada a oeste do país, no Altiplano Andino, La Paz tem uma população de 2 milhões de habitantes e mais 1 milhão em El Alto. A cidade fica a 3 700 metros de altitude em um vale profundo rodeado por montanhas de grande altitude da Cordilheira dos Andes.
O pico Illimani (6.465 msnm), cuja silhueta está no emblema da cidade, é a montanha mais alta. Já no outro lado da Cordilheira, a apenas 35 km em linha reta, já se inicia a Amazônia boliviana. Saiba tudo sobre o mal da altitude e o que fazer para minimizar seus sintomas.

La Paz faz parte da rota de mochileiros Bolívia-Peru-Chile. Para conhecer o principal da cidade, um ou dois dias podem ser suficientes. Já para incluir os passeios e excursões mais distantes serão necessários mais dois a cinco dias, dependendo de onde quiser ir.

Ao planejar o que fazer em La Paz, considere ficar os primeiros dias na cidade acostumando com a altitude. Algumas excursões levam a lugares ainda mais altos, como a do monte Chacaltaya (5421 m), e isso não é brincadeira, procure se aclimatar primeiro.

Chacaltaya - Bolívia
Trilha do monte Chacaltaya e Huayna Potosí ao fundo

Migração da Bolívia

Brasileiros não precisam de passaporte nem visto para entrar na Bolívia, apenas a Carteira de Identidade (RG) é suficiente.
O Certificado Internacional de Vacinação contra a Febre Amarela não está sendo exigido de brasileiros (mas é aconselhável ter).

Ter um Seguro Viagem não é obrigatório, mas recomendável fazer para se prevenir de algum eventual problema de saúde em sua viagem.

Vai pro exterior! Faça seu Seguro Viagem, pois ele é obrigatório para viajar pela Europa e muito recomendado para qualquer viagem ao exterior. Uma simples internação nos Estados Unidos, por exemplo, tem um custo médico diário de 2.000 Dólares (muito caro). Um seguro viagem para 10 dias custa apenas de R$ 150,00 a R$ 200,00. Compre em nosso site e tenha desconto! Faça uma cotação, sem compromisso!

Quando ir a La Paz

Faz frio o ano todo em La Paz, o clima é Tropical de altitude, com temperatura média de 8° C. Com duas estações bem distintas, a cidade tem um inverno seco e o verão mais úmido (chuvoso). Resumindo, temos as seguintes situações:
Meses mais chuvosos: Entre dezembro e março
Meses mais secos: Entre maio e agosto
Meses de transição (também com poucas chuvas): Abril e de setembro a novembro
Podemos considerar a melhor época para ia a La Paz, assim como toda a Bolívia, de abril a outubro (meses mais secos ideais para aproveitar os passeios e excursões.

Por estar próximo da linha do Equador, La Paz apresenta os mais altos índices de raios ultravioletas. É um dos mais altos entre as capitais Latino Americanas e um dos maiores índices ultravioletas do mundo. Mesmo com o frio (por conta da altitude) é preciso se prevenir sempre usando protetor solar.

Vista aérea La Paz
Vista aérea de La Paz com o estádio Nacional ao centro

Como chegar a La Paz

De avião

La Paz é servida pelo Aeroporto Internacional de El Alto (IATA: LPB) que se localiza na cidade de El Alto, 14 km a sudoeste do centro. É o aeroporto internacional mais alto do mundo, localizado a 4061 m de altitude, e sua pista tem 4 km de extensão.

Pelo aeroporto de El Alto chega a grande maioria dos turistas que visitam La Paz e região. Apesar de receber voos de vários lugares do mundo, tem pouca oferta de voos vindos diretos do Brasil. Por isso, não é um destino de voos baratos e confesso que nunca vi uma promoção de passagens para La Paz.

Vista aérea de La Paz
La Paz vista do avião em um voo de Lima para São Paulo

Pesquisamos voos de Porto Alegre para La Paz e além de caros eram muito demorados (mais de 24 horas). Imagine que tinha conexões até para Bogotá antes de chegar em La Paz (uma volta na América do Sul).

A melhor forma e de menor custo que encontramos foi comprar as passagens da Boliviana de Aviacion partindo do aeroporto de Guarulhos. A companhia da Bolívia tem 1 voo diário (valor de R$ 1350,00 ida e volta) valor de setembro de 2018. Desta forma compramos passagens de Porto Alegre a Guarulhos com a Latam separadamente (R$ 350,00 ida e volta) totalizando R$ 1700,00 de Porto Alegre a La Paz.

Os táxis da cooperativa cobram $80 Boliianos do aeroporto ao centro, já, os táxis comuns do centro ao aeroporto cobram $60 Boliianos (preços de setembro de 2018).

De carro

Trânsito de La Paz
Trânsito de La Paz

Circular de carro em La Paz não é uma boa ideia, o trânsito é bem complicado, mas é uma opção para quem estiver fazendo uma Road trip pela América do Sul.
Para chegar de carro tem basicamente 3 opções:
Pela ruta 1, que vem do sul da Bolívia, rodovia que interliga com a ruta 4 até Corumbá, no Brasil;
Pela mesma ruta 1 no sentido contrário que vem do Peru e entra no país por Desaguadero;
Vindo do Chile a partir de Arica, entrando pela ruta 4, e depois pela ruta 1.

De ônibus

Esta é uma opção mais econômica, mas é para quem tem bastante tempo disponível. Há inclusive, ônibus que sai de São Paulo para La Paz. O blog Vida Sem Paredes tem um artigo bem completo sobre viajar de ônibus pela Bolívia.

Mirante Killi Killi - La Paz
Mirante Killi Killi, uma das melhores vistas de La Paz

Onde ficar em La Paz

No geral, La Paz é uma cidade barata, e para se hospedar não é diferente. Há 4 bairros principais para se hospedar em La Paz, dois no Centro (mais próximo das principais atrações) e outros dois na Zona Sul, que é considerada a zona nobre.

El Rosario e Belém

El Rosario e Belén são os bairros da área central localizados no lado oeste da Avenida Mariscal Sucre. É o lugar onde se concentra a maior infraestrutura turística de La Paz (agências, hotéis, albergues, etc). As atrações do bairro são a Igreja de São Francisco e o Mercado das Bruxas.
O lado negativo é que você estar bem no meio do caos de La Paz, com muito trânsito e barulho. Existem várias hospedagens de baixo custo na área e para os mais exigentes, há boas opções como o La Casona Hotel Boutique e o Hotel Rosario La Paz.
Nós ficamos nesta área, por 4 noites no Hotel Fuentes, uma opção econômica que nos atendeu muito bem.

Confira a lista de hotéis no centro de La Paz.

Hotel Fuentes - La Paz
Hotel Fuentes

Centro

O Centro de La Paz fica no outro lado da Avenida Mariscal Santa Cruz, onde fica a Praça Murillo, o marco zero da cidade. O bairro central não possui toda estrutura turística como El Rosario e à noite fica mais deserto, porém fica ao lado dele.
Uma das melhores opções no centro é o Casa de Piedra hotel boutique, que fica bem próximo da Igreja de São Francisco, na zona mais turística.
Lista de hotéis no centro de La Paz.

Sopocachi

Sopocachi se localiza três km ao sul do Centro de La Paz e também é um bairro interessante para se hospedar. O local concentra uma zona com vários restaurantes, bancos e embaixadas. Durante a noite, é o lugar mais badalado da cidade, porque tem vários restaurantes, pubs e casas noturnas.

Calacoto e San Miguel

Calacoto e San Miguel se localizam na Zona Sul de La Paz, e são os principais bairros hoteleiros da cidade. Apesar de não ser muito visitada por turistas, esta é a região mais nobre e por esta razão lá estão as principais redes de hotéis internacionais.
Para escolher seu hotel, consulte aqui a lista de hotéis em La Paz.

O que fazer em La Paz

As atrações de La Paz se dividem entre atrações urbanas e as excursões nos arredores.
As principais atrações da cidade são: Praça Murillo, Congresso, Catedral, Palacio Quemado, Igreja de São Francisco, Calle Sagarnaga, Mercado das Bruxas, mirantes e teleféricos. Observe no mapa a localização de cada atração!
As principais excursões nos arredores da cidade, são: Valle de la Luna, Valle de Los Animas, Cañon Palca, Muela del Diablo, Monte Chacaltaya, Huayna Potosi, Tiawanaku, Estrada da Morte, Lago Titicaca, Monte Sajama, entre outros…

Pontos turísticos da cidade de La Paz

Praça Murillo

Praça Murilo - La PazÉ o principal espaço público da cidade e o Marco Zero da cidade de La Paz. Nela se concentram os principais e mais belos prédios públicos da cidade. No entorno da praça estão o Palacio Quemado (sede do governo), o Parlamento da Bolívia e a catedral da cidade.
A praça, que está sempre cheia de gente e repleta de pombos. É bastante segura devido ao forte policiamento por conta dos prédios do governo.

Catedral Metropolitana de La Paz

Catedral de La PazLocalizada na Praça Murillo, a catedral foi construída a partir de 1835, possui cinco naves, duas torres na fachada e a cúpula sobre o cruzeiro. O interior é revestido por mármores, e o altar-mor foi trazido da Itália.

Palácio Queimado

Palacio Quemado - Praça Murilo - La PazO Palacio Quemado (Palácio Queimado) é a sede do governo da Bolívia, localizado na Praça Murillo. O palácio abriga o gabinete do presidente e seu nome recorda uma revolta ocorrida no século XIX, quando o edifício sofreu um incêndio.
Um novo palácio foi inaugurado em 1853 e nele aconteceram fatos importantes da história da Bolívia. Não há como visitar seu interior, mas a visita externa é imperdível através da praça, onde se pode fotografar à vontade, inclusive os guardas.

Palácio Legislativo

Palácio Legislativo - Congresso La PazA sede do parlamento boliviano, inaugurado em 1905, é o edifício que mais se destaca na Praça Murillo, ocupando quase um lado inteiro dela.
Além da vista externa livre através da praça, há visitas guiadas em seu interior, onde se pode conhecer um pouco da história da Bolívia.

Igreja e Convento de São Francisco

Igreja San Francisco - La PazA enorme Igreja de São Francisco de La Paz se localiza na praça de mesmo nome, é a igreja mais popular da cidade. É a área de mais concentração de turistas em La Paz, junto a principal avenida do centro, esquina da popular Calle Sagarnaga.
Um fato curioso é que a igreja foi construída com mão de obra indígena, misturando estilos europeus e andinos. Como resultado é uma das mais importantes neste estilo na América do Sul.

Calle Jaén

Calle Jaén - La PazA Calle Jaén é uma das poucas ruas com suas casas preservadas do tempo da independência. É uma rua estreita somente para pedestres, com casario colorido do século XVIII bem preservado.
Atualmente a Calle Jaén se tornou uma atração turística de La Paz, que reúne em seus edifícios, lojas, bares, restaurantes e pequenos museus, como o das Pedras Preciosas e o dos Instrumentos Musicais.

Rua Sagarnaga

Calle Sagarnaga - La PazLocalizada ao lado da Igreja de São Francisco, a Calle Sagarnaga é a rua onde se concentra a principal estrutura turística de La Paz.
Nela e nas ruas próximas se concentram muitas lojas de artesanatos, restaurantes, agências de viagens, casa de cambio, hotéis, e tudo mais. Se hospedar nela ou próximo a ela é uma boa alternativa, foi o que fizemos, ficamos no Hotel Fuentes, a poucos metros da rua Sagarnaga.

Mercado das Bruxas

Mercado de Las Brujas - La PazNo entorno da calle Linares, na esquina com a Santa Cruz, se localiza o Mercado das Bruxas. O lugar se tornou famoso por vender todo tipo de produto para feitiçaria, como poções, amuletos, ervas medicinais, e todo o tipo de produto do gênero. Os mais assustadores são os fetos de lhamas mumificados.
A região se tornou um mercado turístico pelo conjunto de lojas que se espalha por várias ruas do centro. Além do mercado exotérico, também se vende artesanato, roupas típicas e quinquilharias da cultura boliviana em geral.

Mirantes de La Paz

Mitante Killi Killi - La Paz
Mitante Killi Killi, a melhor vista de La Paz

Como La Paz se localiza num vale, com grandes variações de altitude, há vários mirantes de onde se pode ter uma visão ampla da cidade. Os dois mais próximos ao centro são o mirador Killi Killi e o Laikakota, que fica dentro do parque municipal. Visitamos o Killi Killi e parece ser o mais central e completo, com uma ampla vista de quase 360 graus, com destaque para o centro.

Teleférico de La Paz

Mi Teleférico - La PazInaugurado em 2014, o “Mi Teleférico” de La Paz se tornou o maior e mais longo sistema de teleféricos do mundo. Muito mais que um meio de transporte para superar as diferenças de altitude, se tornou uma das principais atrações turísticas da cidade.

Teleférico de La Paz
Linha Verde do Teleférico de La Paz

Hoje são 8 linhas que circulam pela cidade oferecendo vistas incríveis da cidade vista do alto, e ainda tem mais 3 linhas em construção. Definitivamente este é um passeio imperdível em La Paz, por um preço muito baixo.
Percorremos 4 linhas (laranja, branca, azul e verde) e deu para ter uma ótima perspectiva de toda a cidade.
Preço: São apenas 3 Bolivianos para percorrer cada linha.

Saiba tudo sobre os teleféricos de La Paz

Museus de La Paz

La Paz também conta com vários museus. Não visitamos nem um, mas para quem gosta de história e cultura e tiver tempo, segue a lista de museus da cidade:

Museu Costumbrista Juan de Vargas

Possui uma coleção do artista Walter Pérez que retrata os costumes da cidade e as inúmeras passagens históricas. Tem também uma coleção de vestidos tradicionais do Chola paceña, pinturas e outros objetos.
Rua Cucre

Museu Litoral Boliviano

Abriga documentos e objetos da guerra que a Bolívia perdeu seu território na costa do Pacífico. Exalta a figura de Eduardo Avaroa, junto com uniformes, armas, e objetos resgatados da guerra.
Rua Jaén

Museu de Metais Preciosos

O museu possui trabalhos em ouro pré-colombianos, além de outros em cobre, prata e ouro. Tem também valiosas peças cerimoniais e ornamentais trabalhadas até com pedras semipreciosas, em pedra e cerâmica.

Museu Casa de Murillo

Dedicado a Patricio Murillo, herói da independência da Bolívia, o museu possui mobiliário da época, assim como uma valiosa coleção de pinturas dos presidentes da Bolívia.

Museu dos instrumentos musicais da Bolívia

Coleção privada de instrumentos de Ernesto Cavour. Mo museu se encontra uma grande variedade de instrumentos que vão desde tempos pré-colombianos até os dias atuais.
Rua Jaén

Museu Tambo Quirquincho

Antiga casa do cacique Quirquincha, que abriga uma coleção colonial da republicana: Pinturas, esculturas,fotografias, máscaras, entre outros.
Rua Evaristo Valle

Museu da Coca

Abriga amostras de tudo que envolve esta planta tão emblemática dos povos dos Andes, seu cultivo, produção e derivados.
Rua de Linares

Museu da Etnografia e Folclore

Instalado no Palácio dos Marqueses de Villaverde, é um edifício de estilo barroco que abriga uma coleção de têxteis de todo o território boliviano, bem como cerâmica e folclóricas trajes e máscaras de várias regiões.

Museu nacional da Arte

Localizado no Palácio de Francisco Tadeo Diez de Medina, do século XVIII. Possui uma das mais importantes coleções de pinturas desde o período vice-real até os dias atuais. É uma das mais importantes amostras de arte boliviana.
Rua Commerce Street esquina com a Socabaya

Museu da Arte Comtemporânea

Exibe uma coleção particular de pinturas, esculturas e cerâmicas de artistas nacionais e estrangeiros.
Av. 16 de Julio

Centro cultural San Francisco

Patrimônio artístico, cultural e religioso da Ordem Franciscana, desde o século XVI na Bolívia. O passeio inclui claustros, pomares, criptas e uma visita ao telhado de onde você tem uma bela vista da cidade.
Plaza San Francisco

Museu de arqueologia de Tiwanaku

Localizado em uma casa construída com desenhos de Neotiwanakotas, o museu exibe uma extensa coleção de peças líticas e cerâmicas de culturas pré-colombianas, principalmente as tiwanacotas.
Rua Tiwanaku

Passeios e excursões em La Paz

Além das atrações urbanas, a cidade de La Paz serve como base para explorar as várias atrações do altiplano boliviano. A melhor forma de fazer estes passeios é contratando uma das agências locais que oferecem os passeios mais populares todos os dias.
Na Calle Sagarnaga você encontrará diversas agências, escolhemos a Andes Discovery, com a qual fechamos uma parceria e fizemos todos os passeios na Bolívia.

Vale da Lua

O Valle de La Luna é uma formação geológica, repleta de formações rochosas de arenito. Localizada praticamente dentro da cidade, o vale fica a apenas 12 km ao Sul do centro da cidade.
Este é um passeio obrigatório em La Paz porque as formações pontiagudas são muito interessantes. Pode ser feito através das agências ou até mesmo de táxi, e a caminhada dura cerca de 1 hora.

Saiba como é o tour ao Valle de La Luna

Monte Chacaltaya

Monte Chacaltaya - BolíviaParece mentira, mas é bem fácil chegar a 5421 m de altitude, através deste passeio. O Monte Chacaltaya já foi a estação de esqui mais alta do mundo, hoje desativada, por falta de volume de neve.
Este é um passeio comum oferecido pelas agências de La Paz, que levam de Van até a antiga estação, já próximo ao topo. Para chegar ao cume, basta uma curta e árdua caminhada. Lá do alto se tem uma visão magnífica das montanhas e do vale abaixo.

Saiba tudo sobre o tour ao Monte Chacaltaya

Estrada da Morte (Estrada para Coroico)

Estrada da Morte

A famosa estrada da Morte foi considerada a estrada mais perigosa do mundo. O passeio pela rota que liga La Paz a Coroico é um downhill de bicicleta de 64 km, com quase 3000 metros de desnível entre La Cumbre (4670 m) e a cidade de Coroico (1200 m).

É uma verdadeira aventura, pois a estrada estreita passa por enormes penhascos, sem qualquer proteção. Hoje a velha estrada ficou praticamente só para os turistas, pois uma nova rodovia foi construída para o trânsito local.
Para quem não quer se aventurar de bicicleta, as agências oferecem também, o passeio todo de carro.

Confira como foi nossa aventura na Estrada da Morte

Valle de Las Ánimas

Vista aérea do Valle de Las Ánimas
Vista aérea do Valle de Las Ánimas

O Valle de Las Ánimas (Vale das Almas) é composto por centenas de enormes torres pontiagudas de pedra. As formações impressionantes ficam nos 2 lados de uma vale plano de 2 km de extensão, que parece uma passagem entre as torres.
Esta é um passeio pouco conhecido pelos turistas, que poucas agências levam, mas que vale muito a visita. Fica 17 km a leste do centro de La Paz.

Confira como foi nosso tour ao Valle de Las Ánimas

Cânion Palca

Localizado a 26 km do centro de La Paz, o cânion Palca possui formações semelhantes ao Grand Canyon. As rochas avermelhadas tomam formas de torres nos dois lados de um vale esculpido pela erosão das águas das chuvas.
Também é um passeio pouco conhecido, e quem leva é a Andes Discovery.

Visitamos o lugar, confira como foi a travessia do Cânion de Palca

Ruínas de Tiwanaku

Tiwanaku - Bolívia
Tiwanaku – Bolívia (Foto: Rodoluca – Wikimedia comons)

Localizado a 72 km de La Paz, o sítio arqueológico de Tiwanaku data de muito tempo, antes mesmo do Império Inca. O templo que possui esculturas gigantes, tem como principais atrações a Puerta del Sol, o Monolito de Fraile e o Templo semi subterrâneo.
As agências cobram USD 32,00 pelo passeio que dura o dia todo, incluindo guia, van, ingresso e almoço.

Outros passeios e excursões a partir de La Paz

Além dos passeios mais tradicionais exibidos acima, há muitas outras possibilidades nos arredores de La Paz. Há diversas opções de caminhadas nas montanhas próximas, como e até a ascensão ao pico aos mais experientes.
Estas montanhas como Huayna Potosí e Condoriri, oferecem paisagens maravilhosas. São belas zonas glaciais, picos nevados, pradarias e lagos, além da presença de Lhamas e alpacas que habitam o local.

Além destas opções mais próximas. Há excursões de alguns dias para outros destinos da Bolívia, como o Lago Titicaca, Parque Sajama, Salar de Uyuni, Potosi, pela Amazônia Boliviana, entre outros. Confira como foi nosso roteiro de viagem pela Bolívia!

Reserve aqui no Viagens e Caminhos! Temos as melhores opções para organizar sua viagem! Nossos parceiros são os melhores do mercado!

HOSPEDAGEM - Somos parceiros do Booking.com, maior site de reservas de hospedagem do mundo e o que tem os melhores preços! São milhares de hotéis, pousadas, resort e hostel em todo o mundo! Reserve antecipado e cancele quando quiser. Escolha e faça sua reserva!
SEGURO VIAGEM - Vai para o exterior! Faça Seguro Viagem! É obrigatório na Europa e muito recomendado para qualquer viagem ao exterior. Uma simples internação nos Estados Unidos tem um custo diário de 2.000 Dólares e um seguro viagem é bem barato! Faça uma cotação!
ALUGUEL DE CARRO – Somos parceiros da RentalCars, maior comparador de aluguéis de carro do mundo, e que garante também o melhor preço! Reserve em nosso site e pague em Reais, sem IOF, e com total segurança. Faça sua cotação online!

8 COMENTÁRIOS

  1. Poxa que post detalhado! Eu confesso que nunca tinha cogitado viajar pra esses lados da América do Sul. É tudo bem caótico pelo que vi! Acho que o que vale a pena são essas excursões pra esses lugares incríveis perto né? Amei o post e depois de lê-lo vou revisar a minha pequena grande lista de lugares pra conhecer. hehehehe. Amei o blog! Grande beijo!

  2. Jair, parabéns pelo post, espero que vire referência para quem pesquisar sobre La Paz. Adorei a dica do aéreo e saber que na Rodovia da Morte podem rodar carros de agências – mas achei isso mais aventura do que ir de bike.

  3. gostaria muito de ter visitado la paz, mas a viagem foi muuito corrida! espero na proxima explorar um pouco mais da bolivia, tem muita coisa bonita la e que nos não sabemos..dificil mesmo é lidar com o mal de altitude aheuahe

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here